Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Serviço Telegramática, da prefeitura de Curitiba, já sentiu o efeito das novas regras: só nesta primeira semana de 2009, de cada 10 ligações, 8 eram referentes à nova ortografia. Segundo a coordenadora do Telegramática, Beatriz de Castro da Cruz, o que mais assusta as pessoas é o uso do hífen. "Eles perguntam até sobre palavras que não foram atingidas pelas mudanças", comenta.

Beatriz lembra que as alterações na ortografia do português brasileiro foram pequenas, apenas 0,5%. A maior dificuldade de adaptação, segundo ela, será dos adultos, que saíram da escola há mais tempo. "Mesmo assim não é motivo para desespero e angústia. Afinal, o que mais confunde é a própria regra: palavras compostas que perderam o sentido de composição ficam sem o hífen" – o que quer dizer que paraquedas e mandachuva serão escritas sem o famoso tracinho no meio. A regra do trema é fácil e os alunos, conta Beatriz, estão adorando: "Caiu tudo mesmo. Agora eles não ficam com medo de escrever errado". Só que a facilidade acaba por aí. Beatriz diz que muitos começaram a achar que todas as palavras perderiam o acento. "Alguns resistem em entender que são apenas algumas paroxítonas." Heroico fica sem o acento mesmo, mas na Telegramática já teve quem teimasse em saber porque herói não perdeu a acentuação.

Desde 2007 o Telegramática tem atendido a ligações que trazem dúvidas sobre as novas regras. "Quando se começou a falar nas mudanças, as editoras foram as primeiras a nos procurar. No ano passado vários professores e curiosos ligaram: 30% das ligações eram referentes à nova ortografia. No início deste ano, porém, praticamente todas as ligações são perguntas sobre as novas regras", diz Beatriz.

A média de atendimentos, por mês, do Telegramática é de 5 mil telefonemas. De janeiro a 15 de dezembro do ano passado foram respondidas 50.201 perguntas formuladas por 25.272 pessoas. A procura pelo serviço aumentou em aproximadamente 20% desde a assinatura, em setembro, do acordo da reforma da língua portuguesa. (PM)

* * * * *

Serviço

O Telegramática é formado por cinco profissionais em língua portuguesa que atendem de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 h e das 14 às 18 h pelo telefone (41) 3218-2425.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]