Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Moradores procuram alimentos em supermercado submerso. Saques são freqüentes | Moacyr Lopes Júnior/Folha Imagem
Moradores procuram alimentos em supermercado submerso. Saques são freqüentes| Foto: Moacyr Lopes Júnior/Folha Imagem

Itajaí - Em Itajaí, filas quilométricas se formaram ontem com a divulgação, precipitada por uma emissora de tevê, da distribuição de cestas básicas. Moradores chegaram a ameaçar o Corpo de Bombeiros de Cordeiros, um dos bairros mais populosos. A PM e a Polícia Ambiental foram chamadas. "A realidade é que não está chegando comida para todos", afirmou o major Edson Biluk. Há 120 mil desabrigados na cidade. Com a onda de saques, os bombeiros têm feito rondas nas ruas alagadas.

Em Navegantes, agora que as águas começaram a baixar, a prioridade é controlar o caos, sobretudo na distribuição de alimentos, e evitar saques. A maior parte do comércio está fechada. Pães e verduras já faltam na região. Os produtos disponíveis são vendidos com ágio. O galão de água mineral, de 20 litros, saltou de R$ 5 para R$ 20.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]