i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Londrina

IAP multa Prefeitura e empreiteira por dano ambiental

  • PorLaila Menechino - Jornal de Londrina
  • 21/10/2008 05:18
Transposição da Avenida Ayrton Senna em Londrina provoca o assoreamento do Córrego Capivara | Gilberto Abelha/Jornal de Londrina
Transposição da Avenida Ayrton Senna em Londrina provoca o assoreamento do Córrego Capivara| Foto: Gilberto Abelha/Jornal de Londrina

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) multou ontem a Prefeitura e a Visatec, responsáveis pelas obras de continuação da Avenida Ayrton Senna, no valor de R$ 15 mil cada. Conforme flagrou o JL na semana passada, o Córrego Capivara está sendo assoreado por terra da obra. Com o rompimento de uma adutora da Sanepar, na sexta-feira, a situação se agravou.

Além da multa, o relatório feito pelo IAP pede com urgência a retirada da terra solta na Área de Preservação Permanente (entorno do córrego) e o reforço do sistema de contenção.

Faiçal Jannanni, proprietário da Visatec, disse que a empresa está apenas executando o projeto de engenharia feito pela Prefeitura. E que irá recorrer da multa e depois realizar uma eventual limpeza no local. "Houve um dano que terá que ser revertido, independentemente da responsabilidade de quem seja", afirmou.

Em nota oficial, a Prefeitura informou que também vai recorrer da multa e argumentou que, "apesar da empreiteira ter executado toda a proteção especificada no projeto", houve um "pequeno carreamento de terra para o córrego", causado pelo rompimento da adutora.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.