Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Morre o professor e escritor Belmiro Valverde Jobim Castor

Perda

Morre o professor e escritor Belmiro Valverde Jobim Castor

Bacharel em Direito e doutor em Administração Pública, o colunista da Gazeta do Povo morreu de um mal súbito no coração aos 71 anos

  • Gazeta do Povo
“É importante a sociedade civil evitar o alarmismo e se mobilizar com uma perspectiva mais favorável frente à crise econômica.”  Belmiro Valverde Jobim Castor, presidente do Movimento Pró-Paraná. |
“É importante a sociedade civil evitar o alarmismo e se mobilizar com uma perspectiva mais favorável frente à crise econômica.” Belmiro Valverde Jobim Castor, presidente do Movimento Pró-Paraná.
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Morre o professor e escritor Belmiro Valverde Jobim Castor

O professor, economista e ex-secretário do Planejamento e da Educação do Paraná, Belmiro Valverde Jobim Castor morreu neste sábado, em Curitiba, aos 71 anos, de um mal súbito do coração.

Confira algumas fotos do projeto da Escola João Paulo 2.º

Sem aparentar qualquer problema, ele havia se retirado para dormir. Um pouco mais tarde, a esposa percebeu que ele estava passando mal, chamou o socorro, mas não houve tempo de reverter o quadro. Ele já havia tido problemas do coração anteriormente.

Nascido em Juiz de Fora e curitibano por adoção, Jobim Castor era bacharel em Direito formado pela então Universidade do Estado da Guanabara e PhD em Administração Pública pela University of Southern California, pela qual recebeu o prêmio Heny Reining, pela melhor dissertação autoral no ano de sua formatura. Também era colunista da Gazeta do Povo desde 1995. Seu último artigo foi publicado na edição deste domingo.

Por três vezes exerceu o cargo de secretário de estado no Paraná. Foi secretário do Planejamento por duas vezes, entre 1975 e 1979 e entre 1983-84. Também foi secretário da Educação, entre 1987 e 1988.

Era casado com Thereza Elizabeth Bettega Castor e teve duas filhas: Adriana (l969) e Carolina (l973).

Foi autor do livro "O Brasil não é para Amadores: Estado, Governo e Burocracia na Terra do Jeitinho" (Curitiba: Travessa dos Editores) 2004 - que teve tradução para o inglês e foi lançado também nos Estados Unidos com o título "Brazil is not for Amateurs: Patterns of Governance in the Land of “Jeitinho”" (Philadelphia: X-Libris) 2002.

Em coautoria, participou das publicações "Estado e Administração Pública: Reflexões", com Celio Francisco França, Simon Schwartzman, José Augusto de Souza Peres e Walter Costa Porto (Brasilia:FUNCEP) 1987; "A Reengenharia do Estado Brasileiro", apres. Hamilton Dias de Souza (São Paulo: Editora Revista dos Tribunais) 1995 (capítulo); e "Mapa Geral de Idéias e Propostas para a Nova Constituição", org. Luiz Gutemberg (Brasília: Fundação Petrônio Portella) 1987 (artigo).

Como professor, dava aulas na Universidade Positivo, na FAE Business School, no doutorado em Administração da PUCPR, entre outras, e foi professor titular da Universidade Federal do Paraná de 1971 a 2004.

Também se destacava por participar de atividades culturais e comunitárias. Era membro da Academia Paranaense de Letras; Vice-Presidente do Instituto Ciência e Fé de Curitiba; Membro do Conselho Superior da Associação Comercial do Paraná; Vice-Presidente da Associação Alirio Pfiffer de Apoio ao Transplante de Medula Óssea do Hospital de Clínicas de Curitiba; foi presidente da Associação dos Amigos do Arquivo Público do Paraná. Também foi presidente do movimento Pró-Paraná.

Um projeto a que vinha se dedicando há alguns anos era a Escola João Paulo 2.º, em Piraquara (veja foto), que se propunha a dar oportunidade de ensino de qualidade a alunos carentes.

Segundo amigos, estava planejando umas férias com viagem para a Europa, para assistir à cerimônia de canonização do papa João Paulo 2.º, e também iria visitar uma filha, que mora na Alemanha.

O velório começa às 11 horas deste domingo (30), na capela 4 do cemitério Água Verde, em Curitiba. O sepultamento será na segunda (31), às 16 horas.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE