i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Crime

Terceira vítima de estupro acusa 4º criminoso no RJ

A jovem não havia contado o caso a ninguém, mas decidiu denunciá-lo após reconhecer o homem que a estuprou em fotos divulgadas pela imprensa

  • PorAgência Estado
  • 03/04/2013 17:49

O trio preso no Rio após estuprar uma norte-americana de 21 anos e agredir o namorado dela, em uma van que seguia de Copacabana, na zona sul, para a Lapa, no centro, na madrugada do último sábado, é acusado de outros dois estupros anteriores. A primeira vítima a ser abusada, em 13 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas prestou depoimento terça-feira (2) à Polícia Civil e contou que um quarto estuprador participou do crime.

A jovem não havia contado o caso a ninguém, mas decidiu denunciá-lo após reconhecer o homem que a estuprou em fotos divulgadas pela imprensa. Ela identificou Jonathan Froudakis de Souza, de 19 anos, como o homem que tentou estuprá-la e a segurou para que outro homem, ainda não localizado, a estuprasse. A moça embarcou na van na Lapa com destino a Copacabana. O veículo era dirigido por Jonathan e estava cheio. Mas, em Botafogo, os passageiros desceram e ela ficou só com Jonathan e o cobrador, ainda não identificado. Com medo, ela pediu para descer, mas foi impedida. "O cobrador tentou me agarrar, tirar a minha roupa. O motorista ficou só olhando e falando palavrões. Depois o motorista desceu e veio tentar também, enquanto o cobrador me segurava, mas não conseguiu porque eu chutei várias vezes, cuspi nele", contou a estudante ao site G1.

Segundo ela, após essa reação, os dois trocaram de posição. "O Jonathan me segurou para o cobrador me violentar. Como o Jonathan era mais forte, eu não tive força para sair e acabou acontecendo o ato. Mas não durou muito tempo porque o lugar era movimentado, passava carro toda hora e acho que eles ficaram com medo", disse. A moça contou que chegou a descer da van, chorando mas foi ameaçada pela dupla e teve que voltar ao veículo. "Voltei para a van porque fiquei com medo e pensei: o que mais de pior pode acontecer? Ele me deixou em Copacabana e seguiu viagem como se nada tivesse acontecido."

"Não procurei polícia, médico, nada, porque fiquei envergonhada. Estava com vergonha de procurar e temia pelos meus pais", contou a jovem. A segunda vítima dos criminosos foi estuprada em 23 de março e havia denunciado o caso à Polícia Civil em Niterói (Região Metropolitana do Rio).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.