Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Delegacia de São José dos Pinhais, região metropolitana, apresentou, nesta quarta-feira (27), três homens acusados de envolvimento no homicídio do motorista de ônibus Rubens César da Silva, de 41 anos, ocorrido no dia 6 de outubro. Estão presos Marcos Ariel Krama, de 32 anos, que seria o mandante do crime, além de Jean Diego Moreira Cruz, de 20 anos, e Paulo Ricardo de Lima, de 19 anos.

De acordo com o delegado Osmar Dechiche, Krama se intitulava namorado de uma mulher que trabalhava como cobradora no ônibus da vítima e desconfiava que ela estava tendo um relacionamento amoroso com Silva. "Enciumado com a conduta dela [a cobradora], Krama decidiu matar o motorista. Trata-se de um crime passional", disse o delegado.

Dias antes do crime, Krama teria contratado Elias Josiel Patene Alves, de 18 anos, que está foragido. O rapaz teria recebido R$ 1 mil para assassinar o motorista e teria repassado R$ 500 para que Cruz o auxiliasse. A arma do crime teria sido emprestada à dupla por Lima, que, em depoimento, disse não ter recebido dinheiro.

No dia 6 de outubro, por volta das 12h40, , Alves e Cruz executaram o crime. Em uma motocicleta conduzida por Cruz, eles foram até um ponto onde o ônibus estava estacionado e Alves disparou contra a cabeça do motorista. "Todos os detalhes foram passados por Alves. Nós chegamos a detê-los, mas como não havia flagrante, não pudemos mantê-lo preso", disse o delegado.

A polícia já havia feito uma acareação entre os acusados, mas Krama havia negado participação no crime. De acordo com Dechiche, o homem apontado como mandante continua alegando inocência. Os outros dois acusados também negam envolvimento no caso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]