i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleição

Dois desembargadores concorrem à 2ª vice-presidência do TJ-PR

A vaga será disputada pelos desembargadores Fernando Wolff Bodziak e Jorge de Oliveira Vargas, depois da aposentadoria da desembargadora Dulce Maria Cecconi, primeira mulher a integrar a cúpula diretiva do tribunal

  • PorLuan Galani
  • 06/08/2014 14:04
A desembargadora Dulce Maria Cecconi foi a primeira mulher a ocupar o cargo na cúpula diretiva do órgão paranaense | Divulgação-TJ-PR
A desembargadora Dulce Maria Cecconi foi a primeira mulher a ocupar o cargo na cúpula diretiva do órgão paranaense| Foto: Divulgação-TJ-PR

O que faz o 2º vice-presidente do TJ-PR?

Veja o que diz o regimento interno do tribunal:

Art. 16. Ao 2º Vice-Presidente compete:

I. substituir o Presidente e o 1º Vice-Presidente nas férias, licenças, ausências e impedimentos eventuais;

II. colaborar com o Presidente e o 1º Vice-Presidente nos atos de representação do Tribunal.

Parágrafo único. Ao 2º Vice-Presidente incumbe, ainda, por delegação do Presidente:

I. a Supervisão-Geral do Sistema dos Juizados Especiais;

II. abrir, rubricar e encerrar os livros destinados aos serviços do Tribunal;

III. determinar o início do processo de restauração de autos eventualmente extraviados na Secretaria do Tribunal;

IV. exercer as demais atribuições previstas em lei ou neste Regimento.

Os desembargadores Fernando Wolff Bodziak e Jorge Oliveira Vargas tiveram suas inscrições deferidas para concorrer ao cargo de 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O pleito está marcado para o próximo dia 11, às 13h30, em sessão do Tribunal Pleno.

A vaga foi aberta depois da saída da desembargadora Dulce Maria Cecconi, que se aposentou no final de julho após mais de 40 anos no tribunal. Dulce foi a primeira mulher a ocupar o cargo na cúpula diretiva do órgão paranaense.

Para a magistrada que deixou o cargo, essa experiência foi um privilégio e um orgulho pessoal. "No momento em que fui eleita a primeira mulher a fazer parte da cúpula deste tribunal, que já tem 122 anos, reparti com as mulheres magistradas essa conquista. Naquele momento, ficou claro que a mulher realmente pode chegar a qualquer posição neste país", afirmou para a assessoria de comunicação do tribunal.

Aos futuros juízes e em especial às magistradas, a desembargadora deixou uma recomendação antes de sua saída: "Deixo uma mensagem de trabalho constante, dedicação e idealismo. A magistratura é um sacerdócio onde se desveste a individualidade."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.