Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida Pública
  3. Eleições
  4. 2014
  5. Felipe Francischini: “Tive que mostrar que tenho um histórico próprio de lutas”

Galeria dos novatos

Felipe Francischini: “Tive que mostrar que tenho um histórico próprio de lutas”

A Gazeta do Povo está publicando diariamente um perfil dos novos deputados estaduais e federais eleitos no Paraná. Hoje é a vez de Felipe Francischini (SD)

  • Taiana Bubniak
  • Atualizado em às
Felipe Francischini, deputado estadual eleitopelo Solidariedade |
Felipe Francischini, deputado estadual eleitopelo Solidariedade
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Eleito para a Assembleia Legislativa do Paraná com 35.842 votos, Felipe Francischini faz questão de dizer que a vontade política é antiga e vem antes mesmo de o pai, Fernando Francischini, ser eleito deputado federal. “Quando meu pai foi eleito deputado federal eu tinha 19 anos. É claro que a influência dele é grande, mas desde os 17, pelo menos, eu já ficava indignado em ver tanta injustiça no país”, afirma.

Veja o resultado da apuração dos votos de todos os candidatos a deputado estadual no Paraná

Veja o resultado da apuração dos votos de todos os candidatos a deputado federal no Paraná

A ligação e a influência do pai o ajudaram, mas, em alguns momentos da campanha, não foram positivas, segundo ele. “É claro que meu pai tem credibilidade e uma história construída. Mas a população não gosta de parentes na política e ainda por cima sou novo. É difícil ganhar votos sendo a ‘novidade’. Então tive que quebrar essa imagem e mostrar que eu tenho um histórico próprio de lutas.”

Quando entrou na faculdade, Felipe participou do movimento estudantil. Outra alavanca para a carreira política, afirma, foi a participação nas manifestações de junho de 2013. Uma das bandeiras dele, inclusive, é o passe livre, que motivou o início das passeatas pelo país.

Felipe defende ainda a proibição de políticos atuando no Tribunal de Contas. Para ele, o órgão precisa ser isento, sem indicações com interesses. O deputado eleito quer também retomar um projeto sobre esportes de quando o pai era secretário municipal em Curitiba. “Temos de deixar as escolas abertas para os jovens praticarem esportes. Meu pai fez isso aqui e eu vou ampliar para todo o estado.”

Perfil

Felipe completou 23 anos na primeira semana de outubro. É formado em Direito pela Unicuritiba e cursou uma parte da graduação em Economia na UFPR. Segundo ele, sua formação é voltada para a área financeira justamente para poder atuar como político. Tem como hobby ler livros de economia e possui uma pequena biblioteca com 500 volumes.

Solteiro e evangélico da Assembleia de Deus, Felipe afirma que a reeleição, daqui a quatro anos, não está garantida, mas vai depender do trabalho que ele conseguir mostrar agora.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE