Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Mais uma vez em decorrência de uma forte gripe ainda não curada, a presidente Dilma Rousseff cancelou um compromisso da agenda oficial. Desta vez, foi a viagem ao Rio Grande do Norte, onde inauguraria, nesta manhã, o aeroporto internacional governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante.

De acordo com a Secretaria de Imprensa da Presidência, a presidente precisou cancelar a presença na cerimônia, por causa da gripe, e o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, irá representá-la. Na manhã da última quinta-feira (5), a presidente Dilma já havia adiado entrevista que concederia à Rede Record para defender a realização da Copa do Mundo no País. Naquela ocasião, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, justificou seu atraso à reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Conselhão, dizendo que a presidente Dilma tinha tomado a vacina da gripe, que acabou deixando-a gripada.

Mesmo assim, a presidente acabou cumprindo os compromissos previstos para os dias seguintes, inclusive para o fim de semana mas sua voz estava visivelmente enrouquecida nos discursos que fez e ela ainda demonstrava sinais da gripe. O frio que pegou no Rio Grande do Sul, na sexta-feira e sábado, acabaram contribuindo para dificultar sua recuperação.

Ontem, no entanto, Dilma ainda foi a Belo Horizonte, na cerimônia de inauguração do Centro de Controle de Operações do Tráfego e para doar 19 ambulâncias para expansão do SAMU 192 de Minas Gerais, Estado do seu principal adversário nas eleições de outubro.

Dilma permanece durante a manhã desta segunda-feira no Palácio da Alvorada e a agenda de hoje à tarde, em Brasília, até agora, está confirmada. Ela deverá participar, às 16h30, da solenidade de sanção da lei que dispõe sobre cotas no serviço público federal, no Palácio do Planalto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]