i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Caixa Zero

Ver perfil

Vereadores recomendam suspensão do mandato de Galdino

  • PorRogerio Galindo
  • 13/12/2016 15:54
Vereadores recomendam suspensão do mandato de Galdino
| Foto:

galdino - hm

A Comissão Processante da Câmara Municipal de Curitiba recomendou a suspensão do mandato do vereador Professor Galdino (PSDB). Os vereadores da comissão acreditam que ele deve ser punido por agressão a uma colega vereadora. No entanto, resolveram que não há provas para puni-lo pela acusação de assédio sexual.

Segundo os vereadores da comissão, não havia provas suficientes de assédio sexual – acusação que levaria provavelmente à cassação do mandato e à perda dos direitos políticos. Assim, Galdino sofrerá a punição, no máximo, por 19 dias, já seu mandato termina neste mês e ele não foi reeleito.

O vereador é acusado de assediar sexualmente a colega Carla Pimentel (PSC) numa sala anexa ao plenário da Câmara. O caso aconteceu em 14 de setembro deste ano. Vários vereadores confirmaram o relato da vereadora.

Segundo Carla, ela estava junto com alguns colegas na sala e Galdino teria partido para cima dela, derrubando-a na mesa, supostamente para pegar um papel que estava com ela. A vereadora disse que ele apalpou seu corpo. Galdino nega.

O vereador também responde a um outro processo na Comissão de Ética por xingar funcionários da Casa. O caso será julgado nesta quinta-feira.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.