Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Grains n’Beans Bakery&Cafe para se sentar, esquecer do tempo e das coisas boas lembrar.
Grains n’Beans Bakery&Cafe para se sentar, esquecer do tempo e das coisas boas lembrar.| Foto: Photo by Valéria Vicenti

Pelo passeio no final da tarde, do lado oposto da calçada que caminhávamos, uma fachada gostosa de se ver, nos chamou a atenção pela cor, pela decoração, pelas flores coloridas que dividiam o espaço com as cadeiras e mesas delicadas, dispostas pela calçada. Por segundos, foi impossível não remeter a imagem das cafeterias frequentadas fora da China, aquelas que a gente se senta, pede o cafezinho com bolo, e pelo tempo que ser quer, se pensa na vida, se esquece do mundo.

Atravessamos a rua curiosos.

A vitrine na calçada, decorada com pães artesanais nos conquistou, tanto quanto as cores que registram a marca do lugar, nos fez estacionar por alguns segundos em frente a ela e apreciar. Pelas janelas o bisbilhotar foi inevitável. O que víamos nos alertava: gostosuras a poucos metros, só virar a maçaneta e entrar! Entramos na “Grains n’Beans bakery&cafe”!

Pela janela, a curiosidade nos despertou, nos conduziu a maçaneta da porta e nos fez entrar.
Pela janela, a curiosidade nos despertou, nos conduziu a maçaneta da porta e nos fez entrar.| Photo by Valéria Vicenti

Um salão pequeno, aconchegante, com balcão em formato de “U”, nos conduziu inicialmente ao cardápio de lanches. Vamos melhorar essa frase: lindos lanches! Lanches muito bem montados. Pela quantidade e altura dos recheios propostos no cardápio me veio a mente no mesmo instante os lanches do Mercado Municipal de SP. Lokura! Mas para por aí, pra hoje, só um café com bolinho!

Continuando a visita, mas alguns passinhos e chegamos à sessão dos pães e a vitrine dos bolos. Uma sequência de pequenas caixas de madeira com tampas de vidro, algo muito parecido com as caixas de biscoitos e bolachas utilizadas nas feiras livres, dispostas como prateleiras horizontais, por duas fileiras, traziam aos nossos olhos pães multigrãos, croassants, bisnagas, pretzels, pãozinho francês, caracóis de canela, pães de alho, pães com recheios cremosos doces e salgados, com coberturas ou sem coberturas. Um paraíso para os apreciadores de pães como nós. Hora de pensar no café da manhã, aproveitar e colocar no saquinho de papel, que tem cara e jeitinho de padaria, os pães que nos farão companhia logo cedinho.

A disposição escolhida me transportou para as feiras livres, para as bancas de bolacha e biscoito.
A disposição escolhida me transportou para as feiras livres, para as bancas de bolacha e biscoito.| Photo by Valéria Vicenti

E na última vitrine, a cafeteria e os bolinhos.

Nem cheguei direito à vitrine, e de longe já havia feito a minha escolha. Bolinho com café com leite. Melhor dizendo, café com leite dentro do bolinho! A ideia me conquistou à primeira vista. Uma massa de bolo com sabor suave de chocolate, tem como ingredientes vários grãos, grãos que parecem contribuir na compactação perfeita do formato do copo que receberá o café com leite. Uma fina pincelada de chocolate por dentro deste copo finaliza a composição antes da chegada do tão esperado líquido, dá um toque todo especial no sabor do café com leite, como uma selagem.

Amei! Amei tanto que nas primeiras doses de café com leite e beliscadinhas no bolo, esqueci que o bolo era o copo, e mordi um pouquinho demais. Advinha! Minha gula me fez perder um pouquinho do café com leite!

E de tão gostoso a gente se esquece de beliscar de pedacinho em pedacinho, em sincronia com cada golinho tomado.
E de tão gostoso a gente se esquece de beliscar de pedacinho em pedacinho, em sincronia com cada golinho tomado.| Photo by Valéria Vicenti

Mas a calma que veio logo depois do pouquinho de “café com leite derramado” me fez apreciar melhor a escolha do cardápio e do local, me presenteou com lembranças, me transportou para outros mundos, outras bandeiras, outras xícaras e mesas, para casa, me fez esquecer de onde estávamos.

Lugares, cardápios, comidas especiais não tem bandeira, tem sentindo, tem alma, tem a fala da emoção. Podem entrar sorrateiramente pelos nossos caminhos aqui, ali, acolá, é só de olhos bem abertos estarmos, simples assim. Então, que os nossos passos nos conduzam sempre a oportunidades como essa!

E por novas portas a oportunidade de conhecermos novos sabores, e por esses sabores, nos sentirmos em casa.
E por novas portas a oportunidade de conhecermos novos sabores, e por esses sabores, nos sentirmos em casa.| Photo by Valéria Vicenti
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]