i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Madeleine Lacsko

Foto de perfil de Madeleine Lacsko
Ver perfil

Reflexões sobre princípios e cidadania

Por que o público perdeu a confiança nos jornalistas?

Reuters Institute e Universidade de Oxford publicam os primeiros resultados do estudo nos EUA, Reino Unido, Índia e Brasil.

  • Madeleine LacskoPor Madeleine Lacsko
  • 09/12/2020 15:46
Por que o público perdeu a confiança nos jornalistas?
| Foto: Rawpixel.com/Bigstock

Esqueça as teorias dos políticos, que também não são um lugar muito bom para amarrar o burro. Há muita gente estudando com profundidade as razões pelas quais existe um fenômeno mundial de perda de confiança no jornalismo profissional, como isso ocorre em diferentes contextos, quais as consequências e o que pode ser feito. O Reuters Institute acaba de divulgar o primeiro relatório de um projeto conjunto com a Universidade de Oxford, o "Trust in News Project", que vai durar 3 anos e analisa Reino Unido, Estados Unidos, Índia e Brasil. Para esse primeiro relatório, foram avaliados mais de 200 estudos acadêmicos e foram entrevistados 82 jornalistas atuantes nesses mercados, sendo que 1/3 deles pediu para que seus nomes não fossem publicados.

O primeiro relatório traz 3 conclusões principais:

1. Não há um único problema de “confiança nas notícias”, mas múltiplos desafios que envolvem tanto a oferta de notícias quanto a demanda por informações. Diferentes segmentos do público, assim como jornalistas e pesquisadores, sustentam opiniões diferentes acerca de como o jornalismo funciona e, às vezes, têm pontos de vista conflitantes sobre o que esperam dele. Assim, aqueles que desejam abordar a confiança precisam ser específicos em seus objetivos estratégicos e, de preferência, basear seu trabalho em evidências comprovadas, pois iniciativas que funcionam com parte do público podem não funcionar com outros segmentos.

2. Muitos estudiosos e profissionais têm diagnosticado problemas na produção de notícias que podem contribuir para a desconfiança. Os efeitos de mudanças nas práticas de distribuição, especialmente o importante papel desempenhado pelas plataformas, não são tão bem compreendidos, mas possivelmente são importantes. Muitos dos entrevistados temem que as plataformas reduzam a confiança do público nas notícias, mesmo que elas também ajudem as pessoas a encontrar notícias. Aperfeiçoar padrões e práticas jornalísticas pode não contribuir para aumentar a confiança se os esforços não forem visíveis aos usuários que se deparam com notícias nas mídias sociais apenas de forma passageira.

3. As iniciativas internas e externas em torno da transparência, do engajamento e da alfabetização midiática mostraram ser promissores, mas as evidências empíricas sobre o que funciona, com quem e em quais circunstâncias, permanecem turvas. Frequentemente, as pesquisas têm sido muito desconectadas da prática e muito concentradas em apenas um punhado de países. Existe um risco considerável em fazer coisas que parecem boas e que provocam uma sensação de bem estar, ou imitar o que outros estão fazendo, com base em pouca ou em nenhuma evidência. Isso pode levar, na melhor das hipóteses, a esforços desperdiçados – e a resultados contraproducentes, na pior.

Essas primeiras conclusões valem para os 4 países. Há, no entanto, uma diferença importante no Brasil e na Índia: o consumo de notícias via redes sociais e grupos de whatsapp aliado aos índices impressionantes de analfabetismo digital. No último PISA, que avaliou a capacidade de percepção crítica da informação no ambiente digital, verificou-se que apenas 2 em cada 100 brasileiros sabe diferenciar fatos de opiniões. Isso não ocorre apenas por deficiências educacionais, mas pela ilusão de saber como funcionam as redes sociais.

Consumir notícias via redes sociais é um caminho sem volta, da mesma forma que é assim com diversas outras indústrias. As plataformas firmaram o pé na conexão entre marcas e clientes e, neste momento, enfrentam uma batalha de regulamentação no mundo todo porque se recusam a cumprir leis em todos os países. Se elas, as intermediárias, saem ganhando financeiramente ao atuar ao arrepio da lei, alguém sairá perdendo e o mercado ficará desequilibrado. É um fator importante no abalo de confiança da indústria de notícias, que é fundada na credibilidade.

O que é confiança?

Seria ótimo se pudéssemos definir confiança de forma objetiva e racional, mas não é assim que a humanidade funciona. Vamos a dois exemplos simples e atuais: o respeito pelas mulheres dos que se dizem feministas e o esforço pessoal que árduos defensores da "meritocracia" fizeram para chegar onde estão. No caso da mídia, uma abordagem objetiva para a confiança seria a constância e coerência em produzir com profissionalismo, integridade e princípios. Todos nós sabemos que o meio da comunicação é uma das maiores concentrações de sepulcros caiados desde que Jesus cunhou a expressão. E esses se sustentam porque geram confiança no público.

Esqueça se isso é justo, injusto, certo ou errado, vamos focar no fenômeno. Confiança não é algo medido com objetividade, perpassa a dimensão psicológica, cultural e de relacionamento humano. Sou jornalista há 24 anos e é muito recente o fenômeno de alguém "gostar" ou não de uma notícia, assustador até o questionamento sobre "quem decide o que é verdade?", como se todos os limites entre universo imaginário e realidade tivessem sido borrados. Sempre foi comum não gostar da opinião de alguém, até do jeito, da voz, do tom. Mas há agora uma confusão entre sensações e falta de qualidade do que foi reportado, é um fenômeno novo. Há pessoas que gostam ou desgostam de um programa, repórter ou veículo a depender de terem gostado ou não do que foi reportado.

"Embora alguns estudos tenham distinguido a confiança do conceito mais restrito de 'credibilidade', ou a veracidade das informações relatadas (Meyer 1988; Strömbäck et al. 2020; Van Dalen 2019), outros enfatizaram a importância das dimensões afetivas da confiança (Coleman et al. 2012) - isto é, como as pessoas se sentem sobre as notícias, não apenas como avaliam sua precisão e confiabilidade, ", diz o relatório. "As pessoas sentem que você está do lado delas? Eles acham que vocês são boas pessoas, acham que vocês têm boas intenções, que são honestos? "
Joy Mayer, diretora, Trusting News (EUA)

Há divergências entre comunicadores, jornalistas e publishers sobre o que é o bom jornalismo. Imagine então entre o público. Aqui não falo de fake news ou de trabalho malfeito, mas da identidade entre os princípios e valores do público com os princípios e valores do veículo e dos comunicadores. Jornalismo investigativo, por exemplo, não é um tema bem resolvido entre profissionais e o público. Para os jornalistas, geralmente é visto como uma função fundamental, mas é mal recebido pelo público caso coloque em risco sua comunidade. Há pessoas que gostam de diversos pontos de vista entre colunistas de um veículo, outros preferem uma posição bem evidente, sem contraponto. "A confiança é uma relação, é mais do que apenas acreditar no que você está falando, mas que compartilhamos valores", avalia disse Sally Lehrman do The Trust Project (EUA).

O que, afinal, diferencia um jornalista de alguém com espaço e opinião?

Duas discussões são normalmente confundidas, a corporativa e a de reconhecer realidade. Durante muitos anos, sindicatos de jornalistas lutaram para que somente esses profissionais pudessem atuar em veículos de comunicação. Perderam. Isso é muito diferente de confundir a atuação de um jornalista com a atuação de alguém que não estudou para isso, não tem a prática mas fala bem, tem capacidade analítica e argumentos. É o que diferencia um cirurgião plástico formado do doutor Bumbum do Instagram mas, nos dois casos, a diferença não é clara fora do meio profissional.

Segundo o relatório, o formato noticioso é facilmente confundido com jornalismo, que vai muito além dele, é a metodologia de apuração dos fatos. Muitas pessoas sabem chavões da área, como "sigilo da fonte", "fontes oficiais", buscam o link de tal coisa, mas não foram treinadas para o funcionamento conjunto e sistêmico das diversas técnicas de apuração, incluindo o relacionamento com fontes. É evidente que o produto final do jornalismo profissional e da mimetização do jornalismo terá a diferença de, por exemplo, comprar um bolo de uma confeiteira profissional e mandar seu filho de 5 anos copiar a receita. No entanto, se o público não sabe da existência da diferença, é comum que ele confunda uma coisa com outra.

Os veículos e jornalistas também têm uma grande responsabilidade no fato de o público hoje não compreender a diferença entre uma apuração jornalística e fazer uma live no YouTube. As novas tecnologias trouxeram novos formatos que deixam confusas as apresentações de informação e publicidade, de conteúdo editorial e conteúdo factual, de produção jornalística e produção opinativa de outras áreas. Quando menos a diferença é salientada, menos o público a percebe e, portanto, natural que se apaixone mais pelo que é mais apaixonante: a defesa de qualquer coisa sem compromisso com os fatos.

No Brasil temos este fenômeno, mas o exemplo do relatório é o da Índia, onde é comum vender espaço de publicações para que políticos publiquem suas opiniões, sem que o público seja informado disso. Há ainda outros obstáculos entre os segmentos da população que conhecem o funcionamento do jornalismo, muitos não entendem o funcionamento das mídias sociais, que hoje são fontes primárias de notícias para a maioria das pessoas. O público lê um jornal, ouve uma rádio ou vê um canal de televisão pelo link das redes sociais.

" Há muitas pessoas que não conseguem distinguir entre um artigo que escrevi e um artigo que compartilhei no Twitter. Embaixadores aposentados, médicos e até cientistas enviam desinformação que é selvagem e maluca. As pessoas que estão tentando lutar contra isso estão tentando salvar o oceano com um dedal", diz Sadanand Dhume, colunista do Sul da Ásia, Wall Street Journal (EUA / Índia)

Muitos veículos de comunicação sentem-se reféns das plataformas de mídias sociais e não é porque elas dão voz a mais pessoas, é porque pisoteiam todo e qualquer princípio fora do determinado por seus acionistas, que é o lucro. Se, dentro da própria plataforma, um veículo pode ser contra manchetes sensacionalistas ou os chamados "click baits" (manchetes chamativas que não apenas próximas da verdade), ele tem como se sustentar assim na era das redes sociais? Boa parte sucumbiu e isso ainda deixa mais confuso para o público entender qual é a diferença entre este produto e qualquer um gritando no Facebook ou no Whatsapp.

Existe imparcialidade?

Tendência política e endossar sistematicamente o discurso de determinadas elites são fatores apontados como fundamentais para erodir a confiança do público nos jornalistas. Nos países em que a grande maioria dos jornalistas é de uma determinada tendência política, como acontece no Brasil com a esquerda, existe uma desconfiança do público nas motivações da imprensa como um todo. Outro ponto é a defesa sistemática de pautas que interessam apenas a uma porção muito específica da população, normalmente aquela elite intelectual com a qual os jornalistas dos grandes centros convivem.

O discurso que afeta superioridade e simplesmente ignora questões reais porque não dóem naquela elite acabou por fazer com que uma parte do público se sinta órfã. A confiança tem profundas raízes nos sentimentos. A desconfiança acaba se transferindo para todos os que, de alguma forma, façam parte do universo que a gerou, seja o da polarização política ou o dos interesses de determinadas elites. Rebecca Walters, Produtora Executiva da KJRH em Tulsa (USA), relatou ter dificuldades em convencer o próprio pai de que a redação que ela chefia não tem interesses políticos ocultos. É complicado quando uma narrativa passa a ser mais forte que os laços familiares mais profundos.

"Ser transparente sobre o que se acredita é uma premissa para gerar uma forte relação de confiança", frase de Guilherme Cunha Pereira, Diretor Executivo do GRPCOM, é citada no primeiro relatório do Trust in News Project. Ele acrescenta: "O fato de que a grande maioria dos meios de comunicação tem uma visão mais progressista, enquanto parte da sociedade não se alinha com isso - é supersaturada, e leva à desconfiança". O relacionamento do público, hoje, é primeiro com os comunicadores. Organizações podem ter sistemas editoriais que cheguem perto da imparcialidade, pessoas não.

"Reconhecemos que, como pesquisadores, estamos viajando não apenas por um caminho desgastado, mas também por um caminho que atravessa terrenos em constante mudança. As questões que delineamos sobre (a) o papel das plataformas, (b) estratégias de engajamento do público, (c) iniciativas de transparência e (d) preconceitos sobre as notícias servirão amplamente como um roteiro, e colocaremos os usuários de notícias - pessoas cuja confiança os jornalistas procuram ganhar - no centro do nosso trabalho. Este roteiro guiará nosso caminho adiante, permitindo-nos ser guiados pelas descobertas que esperamos encontrar.", é o encerramento do relatório.

Estamos ainda tateando no escuro no caminho das mudanças. Confiança não se estabelece do dia para a noite, mas se perde em um piscar de olhos. Ainda continuam sendo as principais referências do público as marcas mais tradicionais, em todos os 4 países estudados, mesmo quando há descontentamento com alguma delas. Ainda estamos na fase em que o público órfão por ver tendência política ou elitismo no comportamento da imprensa empenha confiança em quem repete as práticas, mas se voltando contra quem as inaugurou. É uma fase. A única conclusão do primeiro relatório é que não basta cada veículo de imprensa tentar fazer o seu, estamos em um novo mundo e precisamos repensar juntos, com a participação do público.

37 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 37 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • C

    Cético

    14/12/2020 8:56:35

    O público perdeu a confiança nos jornalistas porque no Brasil não existe a distinção entre jornalistas e palpiteiros. Os veículos de imprensa albergam esses últimos, contribuindo para confundir e desinformar o público, e mais, há jornalistas que produzem conteúdo de forma ideológica, sem compromisso com a verdade. Isso tudo somado a uma elevada dose de soberba resulta no afastamento do público.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • E

      Eduardo P.

      11/12/2020 10:04:59

      O fato é q os jornalistas também não se ajudam, há inumeros exemplos de opiniões passadas como notícia, outro exemplo do declínio do jornalismo são as coberturas internacionais, simplesmente não há, só repetição do q as maiores agencias publicam.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • C

        claudio lisboa

        10/12/2020 17:10:51

        https://reutersinstitute.politics.ox.ac.uk/trust-news-project

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • R

          Reginaldo

          10/12/2020 16:22:21

          Primeiro, parabéns pelo texto, Madeleine Lacsko. Eu acredito, profundamente, que o grande problema social hj chama-se, EDUCAÇÃO, compreender texto é fundamental, o brasileiro em sua grande maioria não possui uma educação adequada, ou seja, conhecimento, e até mesmo os que possuem uma boa educação, não são estimulados a ler, compreender o texto que lê, o brasileiro foi ensinado a ser doutrinado, a imposição de costumes ou conceitos não se enquadra as pessoas que possuem capacidade de compreender o que foi dito e tirar suas próprias conclusões, o brasileiro foi encimado a ser preguiçoso em adquirir conhecimento pq isso demanda tempo e várias opiniões para a formação da própria.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • C

            C. L.

            10/12/2020 16:08:08

            Nos jornais, há a parte de notícia e a parte de opinião e o público que assina normalmente sabe diferenciar. O problema começa quando se faz jornalismo de opinião transparecido de notícia. A Gazeta declara que é um jornal conservador e bem por isso tem muitos conservadores e alguns liberais que aqui escrevem. Há jornais em SP que não deixam claro sua posição política, mas tem seus quadros formados só pela esquerda. O problema é que deixam de fazer jornalismo para fazer militância, mas fingem que é jornalismo sério e comprometido. Outra coisa é fonte primária, que boa parte se esqueceu: Quando você vê a fonte, é outro veículo de comunicação que não indica fonte alguma.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            3 Respostas
            • C

              C. L.

              10/12/2020 16:20:36

              Não foi apresentado nenhuma evidência, nem aos leitores, nem à justiça, nem ao congresso. Foi instaurada uma CPI oportunista que acabou em pizza, no qual um polemista "dear friend" desta colunista, que se esconde atrás de um pseudônimo, aparecia como Guru (um que foi preso recentemente, melhor nem comentar o motivo), presidida por pessoas visivelmente ineptas (uma das participantes não conseguia ligar uma palavra na outra). Os deputados envolvidos sumiram, ficou tudo por isso mesmo. Foi um auê danado para acabar em pizza e todo mundo esqueceu. Dois anos depois, ninguém viu as tais provas cabais, o batom na cueca do caso.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

            • C

              C. L.

              10/12/2020 16:20:16

              Um outro exemplo é o de uma jornalista de um certo veículo, por sobrenome Campos Mello, que ás vésperas de uma das eleições mais disputadas e divididas da história, veiculou uma notícia (não opinião) "pauta-bomba" em que acusava um dos candidatos de ter fraudado as eleições.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

            • C

              C. L.

              10/12/2020 16:12:09

              Há ainda os interesses ocultos de quem financia um veículo ou dos seus controladores. Algum colega citou abaixo a cobertura das eleições americanas. Se há evidências sólidas ou não, quem decide são as cortes que possuem acesso a todo o material, argumentos de acusação e defesa. Mas que há indícios fortes de coisa no mínimo esquisitas ou irresponsáveis em estados-chave, isso é certeza. O que se espera? Ou que a mídia reporte de forma imparcial e aguarde a justiça ou que faça uma investigação própria. O que a grande mídia fez? Além de acusar o Trump de "mal perdedor", fez um claro movimento de "Nothing to see here", como se fechassem as cortinas.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

          • J

            JEFFERSON REGIS ANDRADE FERNANDES

            10/12/2020 11:29:23

            Esses dias, eu estava estudando e minha mãe se aproximou de mim com notícias duvidosas. Quando noto, às "notícias" veio do wpp. Quando eu disse que isso era fake news, eu vi em seus olhos o brilho da certeza desaparecer. E é isso, essas pessoas, pessoas mais velhas, e várias outras, não sabem mais distinguir o que é real do que não é. Elas tem dificuldades em notar que podem estar acreditando em marés de coisas falsas. Elas não sabem mais no que acreditar. Essas pessoas recorrem para jornais de TV de cunho questionável. Muito longe da realidade dos twitteiros que acham que estão falando pelo povo, quando na verdade as vozes desses twitteiros não chegam sequer aos ouvidos dessas pessoas

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • P

              Paulo

              10/12/2020 2:07:04

              Eu distingo informação de opinião. Já o STF, por exemplo, acha que alguém ter uma opinião é ato antidemocratico.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • Z

                Zenão

                10/12/2020 1:02:28

                Por quê? Raul já dizia há 40 anos: "Eu nao preciso ler jornais, mentir sozinho sou capaz ...".

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • F

                  Fernando Fernandes

                  10/12/2020 0:52:09

                  Pq há muitos jornalistas mentirosos e vendidos. Veja a tal da Graeml da Gazeta do Povo que toda semana exalta o tratamento precoce da cloroquina para a COVID, mesmo sendo proibido o uso nos USA e quase o mundo todo.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  1 Respostas
                  • E

                    Eduardo P.

                    11/12/2020 10:06:33

                    Porq a propria OMS ja admitiu q ajuda no combate e porq ela não é burra como voce.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                • M

                  Maquiavel

                  10/12/2020 0:46:33

                  Por que o público perdeu a confiança nos jornalistas?! É só observar como foi a cobertura jornalística das eleições americanas pela imprensa norte-americana e da Rede Grobo para que sua pergunta seja respondida!!

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • M

                    Maquiavel

                    10/12/2020 0:41:18

                    Por que o público perdeu a confiança nos jornalistas??? Porque a grande maioria são esquerdistinhas mentirosos tipo Grobinho

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    1 Respostas
                    • M

                      Maquiavel

                      10/12/2020 0:51:48

                      Tanto que a partir do momento que eu sentir alguma mudança dos paradigmas da Gazeta do Povo para uma linha progressista, cancelo imediatamente minha assinatura!!

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                  • F

                    Fábio Cardoso de Almeida

                    10/12/2020 0:04:27

                    mentiras uai... que outra maneira?

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • W

                      WMVIEIRA

                      09/12/2020 22:16:18

                      Leio e distingo opinião de informação, contudo no Brasil da imprensa com viés esquerdista, fica difícil acreditar no que escreve uma pessoa que se diz jornalista.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      • M

                        Marcilio Monteiro de Souza

                        09/12/2020 22:12:06

                        Com a chegada das redes sociais todos os fantasmas ganharam vida, vai levar um bom tempo até as coisas se acomodar. Assim espero.

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                        • A

                          antonio augusto

                          09/12/2020 22:06:48

                          quando que se perde a confiança? quando se percebe que a informação nada mais é do que mentira/desinformação/ideológica travestida de única verdade. é como sempre digo: nunca duvide da minha/nossa inteligência... todos entendem quando é uma opinião, e todos são livres para isso, mas quando um jor-na-lis-ta se veste como tal só para atacar quem eles não gostam... aí perdem sua credibilidade ou mostram o que nunca tiveram. posso não concordar com tudo que a Madeleine escreve mas está claro que é a opinião/verdade dela, não a minha, a não ser que eu aceite isso. era assim, agora a mí-dia se traveste de única dona da verdade, e o povo não é trouxa todo o tempo, que é o que a im-pren-sa pensa

                          Denunciar abuso

                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                          Qual é o problema nesse comentário?

                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                          Confira os Termos de Uso

                          • A

                            Alysson

                            09/12/2020 21:47:29

                            Geralmente, para toda questão complexa há uma resposta simples, e ela está errada. Neste caso, seu texto poderia ter um parágrafo sobre ativismo gramscista e acertaria na mosca.

                            Denunciar abuso

                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                            Qual é o problema nesse comentário?

                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                            Confira os Termos de Uso

                            • M

                              Moacir Schmidt

                              09/12/2020 21:46:33

                              Estão perdendo um tempo precioso (assim como eu perdi lendo um texto rebuscado que não conclui o óbvio). Nao confiamos na imprensa porque jornalismo virou militância.

                              Denunciar abuso

                              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                              Qual é o problema nesse comentário?

                              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                              Confira os Termos de Uso

                              • L

                                Lucas de Lara

                                09/12/2020 21:26:32

                                ...artigo muito esclarecedor. Vc tem feito ótimas publicações recentemente, sempre temas interessantes, atuais, dos quais precisamos estar a par. Estou adorando a GP. Jornalismo como nos velhos tempos. Continuem assim.

                                Denunciar abuso

                                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                Qual é o problema nesse comentário?

                                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                Confira os Termos de Uso

                                • L

                                  Lucas de Lara

                                  09/12/2020 21:25:41

                                  ...artigo muito esclarecedor. Vc tem feito ótimas publicações. Estou adorando a GP. Jornalismo como nos velhos tempos. Continuem assim.

                                  Denunciar abuso

                                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                  Qual é o problema nesse comentário?

                                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                  Confira os Termos de Uso

                                  • L

                                    Lucas de Lara

                                    09/12/2020 21:25:41

                                    ...artigo muito esclarecedor. Vc tem feito ótimas publicações. Estou adorando a GP. Jornalismo como nos velhos tempos. Continuem assim.

                                    Denunciar abuso

                                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                    Qual é o problema nesse comentário?

                                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                    Confira os Termos de Uso

                                    • A

                                      Alexa

                                      09/12/2020 21:12:40

                                      E isso vai custar caro, mas muito caro para jornais e emissoras de TV. Confiança leva décadas para construir e uma vez perdida jamais será reconquistada.

                                      Denunciar abuso

                                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                      Qual é o problema nesse comentário?

                                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                      Confira os Termos de Uso

                                      • G

                                        GLH

                                        09/12/2020 21:11:30

                                        Porque são analfabetos, mal intencionados e quase numca falam a verdade!

                                        Denunciar abuso

                                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                        Qual é o problema nesse comentário?

                                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                        Confira os Termos de Uso

                                        • R

                                          Roberto Garcia

                                          09/12/2020 21:06:13

                                          A explicação óbvia é muito mais simples que esse arrazoado todo. Porque será que se perde a confiança em alguém quando esse alguém te conta algo ? Claro que tem diversas razões mas não são relevantes.

                                          Denunciar abuso

                                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                          Qual é o problema nesse comentário?

                                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                          Confira os Termos de Uso

                                          • M

                                            Marco Polo

                                            09/12/2020 20:55:10

                                            O quanto a Autora escreveu, já explicita a principal razão do porquê parte do povo ter perdido a confiança e a credibilidade nos jornalistas e na imprensa em geral. A informação, por óbvio, deve retratar o fato quando se pretende apenas narrá-lo, enquanto que, as análises e opiniões podem ser vagas, imprecisas e irreais. “A” pode confiar e acreditar que a Notícia será distorcida ou mutilada pela mídia “Y”, “A” tem confiança e dá credibilidade quanto à produção daquele veículo. Já “B” sabe que determinada mídia tratará a Notícia com integridade e retratará fidedignamente os fatos, portanto, “B” confia e acredita que essa mídia atenderá suas necessidades. Esse é o movimento pro redes sociais!

                                            Denunciar abuso

                                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                            Qual é o problema nesse comentário?

                                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                            Confira os Termos de Uso

                                            • P

                                              Pedro Maome Machado

                                              09/12/2020 20:53:07

                                              Moça eu normalmente näo leio seus textos, mas o titulo desse me Chamou a atençäo, e a resposta é fácil, näo confiamos mais em jornalistas porqué se tornaram ativistas ponto. Granschismo!

                                              Denunciar abuso

                                              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                              Qual é o problema nesse comentário?

                                              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                              Confira os Termos de Uso

                                              • P

                                                Pedro Maome Machado

                                                09/12/2020 20:53:06

                                                Moça eu normalmente näo leio seus textos, mas o titulo desse me Chamou a atençäo, e a resposta é fácil, näo confiamos mais em jornalistas porqué se tornaram ativistas ponto. Granschismo!

                                                Denunciar abuso

                                                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                Qual é o problema nesse comentário?

                                                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                Confira os Termos de Uso

                                                • E

                                                  Evaldo

                                                  09/12/2020 20:37:17

                                                  Você tem absoluta razão, lia jornais desde a puberdade, primeiro às tirinhas nos jornais que meu pai lia, e segui lendo uma vida toda, até há alguns meses atrás, quanto parei de comprar ( Estadão, Valor, Folha e O Globo ), por ver neles uma cruzada insana contra o Presidente, perdi a confiança...Hoje assino a Gazeta do Povo e o Jornal da Cidade. Sinto falta, mas dar de cara com articulistas e matérias tendenciosas melhor não.

                                                  Denunciar abuso

                                                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                  Qual é o problema nesse comentário?

                                                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                  Confira os Termos de Uso

                                                  • F

                                                    Fábio

                                                    09/12/2020 20:36:11

                                                    E vocÊ ainda tem a cara de pau de perguntar a razão Madeleine? Porque a esquerda tomou conta das redações e transformou jornais em comitê político de manipulação de massa esquerdista. Professores, jornalistas e artistas: eis a corja esquerdista que manipula vergonhosamente a população, defende quadrilheiros e até apoia roubo de mensagem de celular - isso sem falar que nao questiona a manipulação do que é publicado! Não é mesmo?!

                                                    Denunciar abuso

                                                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                    Qual é o problema nesse comentário?

                                                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                    Confira os Termos de Uso

                                                    • A

                                                      Araucária

                                                      09/12/2020 19:59:47

                                                      Simplesmente por que a grande mídia, se tornou extrema imprensa, tentando empurrar goela abaixo do público todo um engajamento político de seus jornalistas, 95% são de extrema esquerda, tipo Psol, PC, indo contra praticamente todos os valores da cultura ocidental judaico cristã....homem branco, hétero, pai de família e cristão, virou o inimigo número um dessa gente.........mentem descaradamente, e negam o óbvio se for de interesse da narrativa, ou ocultam....

                                                      Denunciar abuso

                                                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                      Qual é o problema nesse comentário?

                                                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                      Confira os Termos de Uso

                                                      • L

                                                        LSB

                                                        09/12/2020 19:48:21

                                                        Temática importante!!! Que seja discutida com sabedoria e racionalidade...

                                                        Denunciar abuso

                                                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                        Qual é o problema nesse comentário?

                                                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                        Confira os Termos de Uso

                                                        • E

                                                          Evandro Molina

                                                          09/12/2020 19:46:19

                                                          Pq se venderam ao comunismo q chamam de globalismo.. Informação dos " profissionais do jornalismo " é de quem paga mais...simples!! Ainda bem q tem canais alternativos.

                                                          Denunciar abuso

                                                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                          Qual é o problema nesse comentário?

                                                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                          Confira os Termos de Uso

                                                          • R

                                                            Rodrigo Paulinelli

                                                            09/12/2020 19:37:54

                                                            Acredite 50% naquilo que você lê e 0% no que você escuta. (É meu safe mode)

                                                            Denunciar abuso

                                                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                                            Qual é o problema nesse comentário?

                                                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                                            Confira os Termos de Uso

                                                            Fim dos comentários.