Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Imóvel mais buscado em Curitiba é apartamento em bairro novo, aponta pesquisa
| Foto: Gabriel Rosa / Foto Digital/Gazeta do Povo

Apartamento em um novo bairro é o imóvel mais procurado pelos curitibanos. É o que indica pesquisa da plataforma DataZAP+, setor de inteligência dos sites ZAP e Viva Real, especializados em anúncios imobiliários. O levantamento foi feito em fevereiro com 400 usuários dos dois sites.

O levantamento mostra que 50% dos curitibanos busca apartamento para morar. Já o índice de pessoas que procuram casa convencional é de 19% e casa em condomínios é de 12%.

Outro ponto que chama atenção na pesquisa é a preferência do curitibano por sair do bairro em que mora. 54% de quem procurou imóvel mês passado nos dois sites queria se mudar para outra região da capital. O percentual de quem quer seguir no mesmo bairro é de 30%. O índice de curitibanos que quer se mudar para outra cidade e até mesmo outro estado é de 16%.

O DataZap+ também indica que 64% das negociações são de pessoas que já adquiriram imóveis anteriormente. E entre as motivações pessoais da busca pelo novo lar, os três primeiros argumentos praticamente empataram: 20% buscam imóvel pelo novo momento da vida, 19% buscam imóvel com área de lazer e 19% buscam imóvel perto do trabalho.

Já em relação ao imóvel em si, 35% consideraram as características do imóvel como principal fator, 33% levaram em conta a estrutura do imóvel, 30% apontaram segurança da região entre os três principais motivos.

O perfil mostra ainda que a idade média do comprador de imóvel residencial em Curitiba é de 46 anos. A maioria dos compradores tem nível superior de escolaridade (72%), são casados ou moram juntos (60%), têm filhos - em média dois - (64%) e têm animais de estimação (64%).

"Apesar de a maioria dos entrevistados já terem comprado um imóvel antes, 95% deles estão buscando com a finalidade de moradia, e para se mudar dentro de três meses. O poder aquisitivo também chama atenção: 86% dos respondentes trabalham e, majoritariamente, são assalariados e com formação superior”, detalha em nota o economista da DataZAP+ Pedro Tenório.

Atendimento dos corretores

O levantamento aponta ainda uma tendência no atendimento dos corretores: 86% dos curitibanso que procuram imóvel prefere o Whatsapp como meio de contato, contra apenas 19% de ligações telefônicas. Porém, 54% também aceitam o e-mail para o atendimento.

Em relação ao tempo de retorno do corretor, os dados mostram que 30% dos compradores esperam ser atendidos em menos de 12 horas. A maioria, por sua vez, aceita ter respostas na negociação em até 24 horas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]