Estância foi idealizada em 1938, com o intuito de preservar a natureza e incentivar a conscientização sobre a importância da água
Estância foi idealizada em 1938, com o intuito de preservar a natureza e incentivar a conscientização sobre a importância da água| Foto: Divulgação /Ouro Fino
  • Por Ouro Fino
  • 29/01/2021 14:17

Natureza, árvores centenárias, trilhas e mirantes. Para completar o cenário, uma cascata e lagoas. E que tal uma pausa para um churrasco ou um piquenique relaxante? Embora tudo isso se associe ao clima das férias, também pode ser encontrado durante todo o ano a poucos quilômetros de Curitiba. Localizada em Campo Largo, a 40 km da capital paranaense, a Estância Ouro Fino, é considerada ideal para um passeio com a família.

No parque de preservação ambiental mantido pela empresa Águas Ouro Fino, o visitante tem amplo contato com o meio ambiente. Inserida em um cinturão verde com mais de seis milhões de metros quadrados, a Estância tem como objetivo promover a renovação e o bem-estar de quem a visita, garante a responsável ambiental da empresa, Haryssa Hundsdorfer.

“A estância Ouro Fino é maravilhosa. É a mistura da história da empresa com o cuidado com o meio ambiente. Existem diversas trilhas que levam a cascata, por exemplo. Para aqueles que gostam de contato com a natureza de forma mais leve, temos bosques, lagoas com carpas e fontes. As pessoas podem vir para almoçar, fazendo desde pequenos lanches até churrasco”, pontua.

A Estância Hidromineral Ouro Fino conta com uma estrutura completa
A Estância Hidromineral Ouro Fino conta com uma estrutura completa| Divulgação/Ouro Fino

Opções para toda a família

As sete trilhas que levam até a cascata são orientadas por cores
As sete trilhas que levam até a cascata são orientadas por cores| Divulgação/Ouro Fino

Haryssa explica que a Estância conta com uma pegada educativa, portanto, há diversas placas espalhadas com informações sobre a flora e fauna local. “Temos o projeto trilhas coloridas, que ajuda as pessoas a se localizarem nas trilhas e também fornece informações sobre cada uma delas. Isso é importante para a pessoa saber antecipadamente se está disposta a fazer o percurso”, explica.

De fato, opções não faltam. São mais de sete trilhas ecológicas de diversas dificuldades para os amantes de atividades em meio à natureza. Para relaxar e apreciar a harmonia, há opções de passeios pelos bosques que permitem a contemplação das obras idealizadas por Dedé Mocellin, sócia fundadora da Águas Ouro Fino. É possível conferir, também, a primeira fonte onde foram iniciados os processos de extração da água para o envase, há mais de 120 anos.

Além disso, o espaço todo é cercado de lendas e mitos. Uma delas conta que há centenas de anos, havia uma tribo que vivia no local e que não deixava ninguém chegar perto da fonte. Acreditavam, na época, que a água era milagrosa e deveria ser mantida “pura”.

Para os amantes dos animais, a Estância disponibiliza um espaço reservado às espécies silvestres. Trata-se do Mantenedor de Animais Silvestres, uma parceria da Ouro Fino com o Instituto Águas e Terra (IAT), pelo qual são protegidos animais resgatados e que não têm condições de voltar ao habitat natural. Lá, existem bichos como araras, gaviões, macacos, entre outras espécies.

No parque, o cuidado com animais silvestres resgatados e que não têm condições de voltar ao habitat natural faz parte de uma parceria com o Instituto Águas e Terra (IAT)
No parque, o cuidado com animais silvestres resgatados e que não têm condições de voltar ao habitat natural faz parte de uma parceria com o Instituto Águas e Terra (IAT)| Divulgação/Ouro Fino

A Estância tem 17 quiosques com churrasqueiras para uso de grupos individuais, nos quais é possível deixar seus itens e passear pelo parque mais tranquilamente. Próximo a elas, há um playground para crianças. Vale destacar que, em decorrência do coronavírus, o uso nas churrasqueiras não pode se estender a grupos maiores que 10 pessoas. Além disso, todos devem ser da mesma família.

Os benefícios do contato com a natureza

No parque, há estrutura para piscinas que são de água mineral, sendo uma de adulto e duas infantis, além da Cascata dos Amores. “Segundo a lenda, casais que se banharem na cascata terão casamento em breve e serão felizes para sempre”, conta a responsável ambiental. Porém, ela explica que esses dois lugares foram temporariamente fechados por conta do último decreto municipal, seguindo os cuidados com a pandemia. “Além disso, dispensers de álcool em gel foram espalhados nos quiosques e deve ser utilizado máscara e respeitar o distanciamento social” frisa Haryssa.

Mesmo com esse cenário, a visita não deixa a desejar. Pelo contrário, já que não é de hoje que as pessoas anseiam por locais onde possam ter contato real com a natureza. Cientistas indicam, inclusive, que essa interação previne ansiedade, depressão e estresse – fatores recorrentes em grandes centros urbanos e que tiveram aumento com a pandemia.

Entende-se que o contato com o meio ambiente provoca no metabolismo aumento da produção de hormônios relacionados ao bem-estar e à sensação de prazer, como endorfina, serotonina, dopamina e ocitocina. Oposto ao que ocorre em situações estressantes, esses hormônios promovem redução da frequência cardíaca, regularizam a frequência respiratória e despertam a sensação de felicidade. Por isso, estar rodeado pela natureza traz a sensação de bem-estar.

Haryssa ainda reitera que, pelo fato de estarem seguindo todos os protocolos de segurança indicados pelos órgãos, a Estância Ouro Fino é excelente alternativa para um passeio com tranquilidade e segurança.

Os cuidados com a Covid-19 dentro da Estância são os seguintes:

  • Todos os visitantes devem passar por medição de temperatura antes de sua entrada na estância.
  • O parque tem trabalhado com número reduzido, permitindo o máximo de visitantes de 30% do habitual. Caso alcance esse número, a portaria pode fechar.
  • As churrasqueiras só são locadas com agendamento.
  • Devido ao Decreto Municipal nº 441/2020, a capacidade máxima por churrasqueira é de 10 pessoas, não sendo excluídas da contagem crianças e adolescentes.
  • Todas as churrasqueiras passam por processos de higienização diariamente, antes de o parque abrir.
  • O uso de churrasqueiras pessoais não está sendo permitido, somente a utilização das churrasqueiras da estância.
  • Não é permitido andar pelo parque sem máscara.
  • Por enquanto, a entrada na piscina e na cascata não é permitida.
  • Recomenda-se a lavagem frequente das mãos com água e sabão, assim como o uso de álcool em gel
  • O distanciamento entre as pessoas deve ser de, no mínimo, 1,5 metro.
  • As sinalizações devem ser respeitadas.

O ingresso na Estância Ouro Fino para crianças de 4 até 12 anos e adultos acima de 60 anos custa R$ 12. Adultos de 13 a 59 anos pagam R$ 25. A churrasqueira não está inclusa no valor e, para utilizá-la, o preço é de R$ 20. A Estância funciona de terça a domingo, das 9h às 17h, e também nos feriados. Para mais informações, ligue (41) 3648-6001 (telefone disponível para dias de semana) ou acesse o site da Estância Ouro Fino.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]