140434

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Curitiba
  3. Após surto de sarna, presos de São José dos Pinhais são transferidos

insalubre

Após surto de sarna, presos de São José dos Pinhais são transferidos

  • Lucas Sarzi, Tribuna do Paraná
Vigilância Sanitária vai fazer a desinfecção da carceragem da Delegacia de São José dos Pinhais. | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Vigilância Sanitária vai fazer a desinfecção da carceragem da Delegacia de São José dos Pinhais. Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Após mais de dez dias da denúncia de um surto de sarna entre os detentos, a carceragem da Delegacia de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foi esvaziada na manhã desta segunda-feira (11). A unidade é a mesma onde ficaram presos os acusados da morte do jogador Daniel, em outubro, entre eles o assassino confesso, o empresário Edison Brittes - todos eles já estão no sistema presional.

A delegacia sofre um surto de sarna desde o começo de fevereiro. Todos os presos estavam contaminados e, conforme reportagem da Tribuna do Paraná, os próprios policiais e advogados temiam ser contaminados no contato com os detentos.

No momento da remoção, 52 detentos ocupavam o espaço destinado para 8. Todos foram retirados e levados ao Sistema Prisional, onde devem primeiro receber o tratamento necessário da doença e depois o encaminhamento à prisão definitiva.

-Leia também - Operação da PM preende 38 pessoas por perturbação de sossego em Curitiba e RMC

A partir de agora, a Justiça e a Vigilância Sanitária vão verificar as condições do prédio. “à tarde está marcada uma visita da Secretaria de Vigilância Sanitária do Estado, que vai repassar as instruções de desinfecção da cela. Além disso, ainda vai ser definido por quanto tempo vai valer a interdição”, informa uma fonte da delegacia.

Por decisão da Justiça, a carceragem da Polícia Civil de São José dos Pinhais está proibida de receber presos desde 2015.Desde então a determinação judicial vem sendo descumprida na delegacia .

- Veja mais - Bebê que sobreviveu a acidente na BR-277 tem alta após um mês

Em nota, a Secretaria de Estado da Segurança (Sesp) informou que todos os presos foram enviados nesta manhã para penitenciárias da região de Curitiba, onde ficarão isolados e receberão tratamento médico. Por razões de segurança, no entanto, o local de transferência não foi especificado. A higienização da delegacia, segundo a Vigilância Sanitária, levará de 7 a 10 dias. Após isso, a carceragem poderá ser utilizada novamente.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE