Construção da trincheira na Rua Mário Tourinho está na faze final
Construção da trincheira na Rua Mário Tourinho está na faze final| Foto: ATILA ALBERTI/TRIBUNA DO PARANA

A conclusão da trincheira da Rua General Mário Tourinho, no cruzamento com a Avenida Nossa Senhora Aparecida, no bairro Seminário, em Curitiba, terá mais um pequeno atraso. Em entrevista em janeiro à Gazeta do Povo, o prefeito Rafael Greca (DEM) prometeu entregar a estrutura no dia do aniversário da capital, 29 de março. Porém, a previsão agora é de que a trincheira fique pronta em 10 de abril, segundo o próprio Greca postou em sua conta no Facebook.

Receba as principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

A conclusão da trincheira será a primeira das obras anunciadas por Greca na gestão passada que ainda não foram finalizadas - no caso desta estrutura, era para estar pronta desde o fim de 2019. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP), faltam apenas a finalização da escavação e a implantação de asfalto da nova pista da Mário Tourinho, além da fixação das barreiras que vão separar o fluxo do trânsito na pista.

"Entregaremos a obra na celebração do aniversário de 328 anos de Curitiba, na semana seguinte à Páscoa. Dia 10 de abril", garante o prefeito no Facebook. Na postagem, Greca publicou a foto de como será a estrutura, com um painel com gralhas azuis, pássaro símbolo da cidade, assinado pelo artista plástico Rogério Dias.

Mais de um ano de atraso

A trincheira da Mário Tourinho será entregue com um ano e quatro meses atraso. O plano inicial era de que a estrutura já estive pronta desde o fim de 2019, ano em que na realidade a obra começou. Mesmo assim, em entrevista à Gazeta do Povo em janeiro, Greca enfatizou que não atrasou nenhuma obra prometida em seu mandato anterior.

“Não acho que deixei nada inacabado. A população compreendeu isso e me reelegeu com 60% dos votos. E quem dizia que eu ia deixar coisas inacabadas está chupando o dedo porque eu ganhei a eleição”, disse o prefeito no mês passado.

Projeção de como vai ficar a trincheira da Rua General Mário Tourinho, no bairro Seminário, em Curitiba.
Projeção de como vai ficar a trincheira da Rua General Mário Tourinho, no bairro Seminário, em Curitiba.| Reprodução Facebook Rafael Greca

Dificuldades de receber e instalar as estacas metálicas que sustentarão a estrutura foram os primeiros motivos do atraso no cronograma. Além disso, a pandemia de coronavírus também interferiu no andamento da obra, com o afastamento de engenheiros e operários do grupo de risco, além da falta de insumos, peças e equipamentos. Houve também danos no maquinário que fez a instalação das estacas.

Em setembro de 2019, tapumes chegaram a ser instalados para iniciar a construção. Porém, a empresa europeia que forneceria as 918 estacas de sustentação da trincheira não tinha o produto em estoque e levaria 150 dias para produzir. Com isso, o projeto teve de ser readequado ao custo de R$ 135,6 mil.

Facilidade no trânsito

O objetivo da trincheira na Mário Tourinho é facilitar a ligação do Centro com os bairros Campo Comprido e Portão, além de agilizar a entrada e a saída da cidade pela BR-277.

A estrutura também trará mais mobilidade no percurso do Interbairros II e do Ligeirinho Inter 2, duas das principais linhas de ônibus de Curitiba, que transporta 80 mil passageiros por dia percorrendo 12 bairros. Antes da pandemia, passavam diariamente pelo cruzamento da Mário Tourinho com a Avenida Nossa Senhora Aparecida 41 mil veículos.

20 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]