Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O homem que a polícia diz ter matado nove pessoas vestido de Papai Noel, em uma festa na véspera do Natal, também pretendia matar a própria mãe. Na lista de alvos de Bruce Jeffrey Pardo estava, ainda, o advogado que cuidou do divórcio com a sua ex-mulher, Sylvia Ortega Pardo.

Pardo cometeu suicídio depois dos assassinatos no subúrbio de Covina, em Los Angeles, segundo a polícia.

Para o advogado da ex-esposa, Pardo deixou um carro com dispositivo explosivo em frente à casa dele. Mas ele não chegou a ser detonado.

De acordo com a polícia, há nove pessoas desaparecidos e outros nove corpos carbonizados foram encontrados na casa onde a ex-mulher vivia. Os outros são os pais de Sylvia, uma irmã, os dois irmãos, as duas cunhadas e um sobrinho. As idades variam de 17 a 80 anos.

O divórcio foi finalizado em 18 de dezembro após uma turbulenta disputa judicial em Los Angeles.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]