Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Ao menos 20 manifestantes ligados ao MPL (Movimento Passe Livre) protestaram na manhã desta quinta-feira (21) pelas ruas do centro de São Paulo, contra alta das tarifas do transporte na cidade.

O protesto começou por volta das 7h40 e, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), ocupou duas faixas da avenida 9 de Julho, sentido centro, na região da Bela Vista. A companhia informou que a manifestação terminou na praça da Sé, por volta das 8h30.

Durante a caminhada, os manifestantes deixaram apenas o corredor de ônibus da via liberado. A Polícia Militar acompanhou o grupo, que carregava faixas e cartazes com pedindo catracas livres. Integrantes do MPL disseram que haverá outro ato contra o aumento da tarifa nesta quinta, às 17h, saindo do terminal Parque Dom Pedro (centro).

O movimento ainda não divulgou o trajeto que fará no protesto no final da tarde desta quinta. Os alvos são o prefeito Fernando Haddad (PT) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB). A tarifa aumentou no dia 9 de R$ 3,50 para R$ 3,80 -valor inferior à inflação acumulada, de 10,7%.

Protestos anteriores

Na última terça (19), cinco manifestantes chegaram a ser detidos durante o quarto protesto do MPL, mas, depois foram liberados. A Secretaria da Segurança Pública informou que os dois rapazes detidos no início do protesto, por portarem um martelo e um estilingue, foram levados para o 14° DP, onde foi feito um registro de apreensão de objetos, e, depois, foram liberados.

Em relação aos demais, a secretaria informou que eles foram liberados ainda no local porque não ficou constatado que eles eram os responsáveis por atear fogo em lixeiras no centro da capital paulista.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]