Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Prefeitura afirma que não apoia evento, mas garantirá estrutura

Réveillon fora de época

Prefeitura afirma que não apoia evento, mas garantirá estrutura

Fundação Cultural de Curitiba informou que foi preparada uma estrutura pela prefeitura para garantir a segurança das pessoas que forem ao "réveillon fora de época", marcado para começar às 22 horas de sábado, na Praça da Espanha

  • Fernanda Leitóles e Angélica Favretto, especial para a Gazeta do Povo
  • Atualizado em às
O número de adeptos aumenta a cada hora. Já são mais de 56 mil convidados e 16,6 mil confirmações |
O número de adeptos aumenta a cada hora. Já são mais de 56 mil convidados e 16,6 mil confirmações
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Quem for à Praça da Espanha, em Curitiba, na noite de sábado (3) encontrará segurança e organização no trânsito. A Fundação Cultural de Curitiba (FCC) informou que a estrutura foi preparada pela prefeitura para garantir a segurança das pessoas que forem ao "réveillon fora de época", marcado para começar às 22 horas. Há preocupação também com o patrimônio público.

A Fundação Cultural deixou claro que não apoia o evento e que não fez nenhum acordo com os organizadores. A prefeitura afirmou que não pode garantir que o evento realmente irá ocorrer, pois não é a organizadora da manifestação cultural. A população está sendo convidada a participar do "réveillon fora de época" por meio das redes sociais.

Mesmo se o “réveillon fora de época" for cancelado, os serviços da prefeitura estarão no local, pois as medidas quanto à estrutura serão tomadas preventivamente.

A prefeitura ressaltou que a Praça da Espanha não comporta um evento deste porte e que, além das medidas já tomadas, solicitou o apoio do governo estadual, que já sinalizou que a Polícia Militar estará presente no evento.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública informou na manhã desta sexta que o policiamento está garantido. O efetivo não foi informado.

Estrutura

Depois do encontro entre as lideranças do Batel Soho e representantes da prefeitura no fim da tarde de terça-feira (28), ficou acordado que a Secretaria de Trânsito (Setran) irá coordenar ações no dia com bloqueio ou mudança de sentido em ruas próximas à praça, se for necessário, além da colocação de banheiros químicos. Agentes da Setran estarão no local a partir da tarde de sábado. Agentes da Guarda Municipal serão disponibilizados para atuar na segurança local. O número ainda não está definido, porque é preciso calcular a quantidade aproximada de participantes para disponibilizar o destacamento necessário.

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) também enviou ofício à Secretaria municipal de Meio Ambiente solicitando que o Executivo agisse para “impedir que este evento se realize sem o mínimo de condições e estrutura”.

A preocupação do órgão é que se repitam os problemas ocorridos na edição de 2011 da festa, quando houve muita reclamação por barulho e o lixo ficou espalhado pelo local. O ofício, expedido pelo promotor Sérgio Luiz Cordoni, ainda lista três organizadores do evento, que foram citados na denúncia feita à promotoria.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE