Os candidatos a prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) e Rafael Greca (PMN) ficaram frente a frente nesta segunda-feira (12) na sede da Gazeta do Povo. Em modelo inédito, sem as amarras da televisão, debateram sem mediação e sem perguntas externas. Confira abaixo os melhores momentos do encontro.

Serão mais quatro encontros cara a cara; confira o calendário

Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo
A cobertura em tempo real do debate da '''Gazeta do Povo''' fica por aqui. Agradecemos a sua companhia e esperamos que nos acompanhem no próximos dias. Até!
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Amanhã tem mais

O debate entre Gustavo Fruet e Rafael Greca acabou, mas amanhã teremos mais. Você pode acompanhar o debate entre Xênia Melo (PSol) e Afonso Rangel (PRP) na terça-feira (13), a partir das 10h, no site e Facebook da '''Gazeta do Povo'''.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Considerações finais

O debate acabou, mas os candidatos têm um minuto para as considerações finais.

Plano de governo

Fruet criticou o plano de governo do candidato Rafael Greca. A Gazeta do Povo analisou os planos apresentados ao TRE por todos os candidatos à prefeitura de Curitiba. Confira
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Tempo esgotado

Greca esgotou seu tempo. Neste bloco, é a vez de Fruet falar sem ser interrompido.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Novo bloco, mesma alfinetada

Mais um vez, Fruet afirma que Richa está apoiando Greca, que, por sua vez, teria vergonha de expor essa aliança em seu programa eleitoral.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Reta final

Fruet e Greca têm pouco mais de quatro minutos para falarem. Nesse bloco, eles estão discutindo mais assuntos, como assistência social, pavimentação e educação.

Bastidores

Enquanto o candidato Gustavo Fruet já esvaziou dois copos de água, Greca ainda não tocou em seus copos.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Faróis do Saber

Curitiba tem 32 Faróis do Saber em Escolas e nove em praças. Um deles é a Biblioteca Temática (Farol do Saber Gibran Khalil Gibran). A RMBE é composta por 194 unidades. A Fundação Cultural de Curitiba administra o Farol do Saber Miguel de Cervantes (localizado na Praça da Espanha). O acervo dos 42 Faróis do Saber (em julho de 2016) era de 322.563 exemplares. De 2005 a 2016, os Faróis atenderam, em média, a 19.928.364 usuários para acesso a Internet, empréstimo/devolução de materiais e consulta ao acervo. Não há registro de quantos usuários os Faróis receberam, ano a ano, de 1993 a 2004, informou a prefeitura, via Lei de Acesso à Informação.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Raio-x da população de rua

A FAS estima em 1.715 as pessoas em situação de rua em Curitiba. Pesquisa realizada no início do ano, com base em 1.133 questionários, mostra que 42% dos moradores de rua nasceram em Curitiba, 6,4% na região metroplitana, 31% em outros municípios do Paraná e 20% fora do estado. Os principais motivos que levaram à situação de rua, segundo os pesquisados, foram drogas (27%), álcool (24%) e conflitos familiares (22%). Desemprego responde por 9,9% e perda de moradia foi indicado por 5,9%.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Crescimento da malha viária

Dado do Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba): a malha viária de Curitiba cresceu 37,64%, em extensão, entre 1997 e 2011 – trata-se do maior intervalo disponível. A extensão de ruas com pavimento definitivo em asfalto cresceu um pouco mais que a malha total: 46,44%. Mas asfalto ainda é coisa relativamente rara na cidade: as ruas com esse tipo de pavimento eram 30,28% do total, em 97, e passaram a 32,21%, em 2011 – a medida é sempre a extensão das vias. Por outro lado, cresceram as ruas cobertas com o que a prefeitura chama de antipó, uma camada fina de asfalto, sem base, aplicada diretamente sobre o pavimento de saibro: de 37,93%, em 97, para 58,38%.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Antipó

Pavimentação: desde 2013, a prefeitura pavimentou 44.866 quilômetros de vias com antipó. É uma extensão menor que a registrada em gestões anteriores. Os dados foram enviados pela prefeitura via Lei de Acesso à Informação. Também pedimos dados sobre os anos de Rafael Greca. "Esta secretaria (de Obras Públicas) não possuía os mesmos controles de informações utilizados atualmente, sendo portanto inviável a obtenção dos dados", diz a resposta.

Ação Social

Gustavo Fruet convidou Rafael Greca para acompanhar o trabalho dos agentes da FAS durante a madrugada. A Gazeta do Povo já fez isso. Leia a reportagem.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Criação da Margarita

Greca diz que a Casa da Mulher Brasileira, projeto do Governo Federal, foi uma 'cópia' da criação da sua mulher, Margarita, a Casa de Maria.

Educação básica

Segundo os números divulgado pelo MEC na semana passada, escolas da rede pública de ensino fundamental 2 (6º ao 9º ano) de 245 municípios do Estado estão abaixo da média nacional de qualidade. Leia mais.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

A FAS em 1996

Dados do relatório de gestão da prefeitura de Curitiba em 1996: "atendimento a 4.369 pessoas com passagens de retorno ao local de origem e concessão de 4.457 albergagens. Atendimento a 693 albergagens da população de rua em tratamento de saúde".
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

A FAS em 1996

Dados do relatório de gestão da prefeitura de Curitiba em 1996: "atendimento a 4.369 pessoas com passagens de retorno ao local de origem e concessão de 4.457 albergagens. Atendimento a 693 albergagens da população de rua em tratamento de saúde".
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Voltamos!

Começa agora o segundo bloco do debate. Fruet já usou duas das três interrupções a que tem direito. Já Greca só interrompeu o adversário uma vez. Neste bloco, cada candidato terá 20 minutos para falar.

Embate

Na primeira parte do debate, candidatos se concentraram nos temas de saúde, mobilidade e finanças públicas. Fruet e Greca também apostaram em evidenciar erros e incoerências dos adversários.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Intervalo

O debate terá um breve intervalo de cinco minutos e, em breve, voltamos!
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Radares

Sem licitação para novos radares, a prefeitura já pagou R$ 34,7 milhões à Consilux pela encampação dos equipamentos nos últimos cinco anos. Por mês a prefeitura paga R$ 464 mil pela cessão e manutenção de 230 equipamentos, dos quais 26 redutores de velocidade, 62 radares de trecho e 142 radares de cruzamento.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Doação da Odebrecht?

Ao contrário do que disse Rafael Greca, não há registro de doações da construtora Odebrecht à campanha de Gustavo Fruet em 2012, [https://www.asclaras.org.br/@candidato.php?CACodigo=1226939&cargo=11&ano=2012 segundo o portal Às Claras, que reúne dados do TSE]. O diretório estadual do PT foi o principal doador a Fruet - com mais dinheiro que o próprio PDT.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Tempo

Fruet esgotou seu tempo nesse primeiro bloco do debate. Agora, Greca tem 2:48 para falar à vontade neste bloco.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Já existe, candidato!

Greca diz que quer aplicativos para mostrar horários e localização dos ônibus. Eles já existem - Curitibus e Moovit, por exemplo, disponíveis para smartphones. Também é possível acessar os dados no Google Maps.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Nau Capitânia

Um dos “calos” de Rafael Greca (PMN) que seus adversários costumam pisar durante os embates políticos é o fracasso da Nau Capitânia. Neste debate, o assunto já foi abordado. Leia mais sobre a Nau Capitânia aqui.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

De olho no relógio

Para Gustavo Fruet, restam 1:53 nessa primeira fase do debate. Já Rafael Greca tem 5:06.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Precisa de subsídio?

Informação do último relatório de gestão de Rafael Greca: "A Urbs vem conseguindo desenvolver tecnologias próprias e adequadas à realidade local, sem a necessidade de projetos onerosos e de quaisquer subsídios do poder público ao transporte". Em 2016, é difícil que se debata soluções para a crise do transporte coletivo sem que se fale em subsídio - algo que é comum no mundo todo, conforme nota técnica do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada: "Em muitos países há um sistema de financiamento do transporte público que, em linhas gerais, cobre entre 40% e 50% dos custos dos sistemas."
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Subsídio ao transporte

Greca erra ao dizer que Fruet desintegrou o sistema de transporte de Curitiba. O sistema foi desintegrado por conta do fim do subsídio do governo do estado que tornava viável manter a tarifa das linhas metropolitanas igual à das do município. O subsídio foi pago pelo governo do estado, sob Beto Richa (PSDB), à prefeitura, a partir de 2012, quando Luciano Ducci (PSB) era prefeito e candidato à reeleição. Com a derrota de Ducci, seu aliado, para Fruet, Richa passou a dizer que o subsídio era, na verdade, um "socorro momentâneo". Leia mais.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Os números da Cohab

A Cohab entregou 3.400 casas em Curitiba e região metropolitana entre 1993 e 1996. Entre 2013 e junho de 2016, foram 7.313 unidades. Sem a região metropolitana na conta, os números caem para 2.728 na gestão Greca e 7.309 na de Fruet.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Mudou o disco

Fruet tenta mudar o foco do debate, que estava em saúde, para falar de conquistas da sua gestão nas áreas de mobilidade e educação. Greca já disse que vai responder 'por partes'.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo
Candidatos no debate. A foto é de Henry Milléo.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Sífilis: aumentou mesmo?

Greca novamente lança mão do aumento de casos de sífilis em Curitiba. É verdade que eles aumentaram. Foram 155 de sífilis congênita e 440 de sífilis em gestante em 2015, os maiores números desde 2001. Por outro lado, uma comparação com os anos de Greca não seria possível. Segundo o relatório de gestão da prefeitura de 1996, último ano da administração Greca, relata que estava em implantação a vigilância epidemiológica da sífilis congênita nas maternidades do Hospital Evangélico, de Clínicas e do Portão, e em elaboração o projeto vigilância epidemiológica da sífilis materna.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Saúde: quanto cada um investe

Gustavo Fruet está certo ao dizer que o município investiu mais na saúde pública de Curitiba que o SUS em 2015. O governo federal enviou a Curitiba, via Sistema Único de Saúde, R$ 257 milhões. Menos do que os R$ 780 milhões previstos. Já a prefeitura aplicou R$ 488,8 milhões no sistema municipal de saúde. Mas o investimento municipal previsto pela lei orçamentária era de R$ 1,5 bilhão para a área. A diferença de quase R$ 1 bilhão é bem maior que os mais de R$ 500 milhões que a União deixou de enviar via SUS.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Resposta

Rafael Greca, que já fugiu de Richa nessa campanha, rebateu com força a argumentação de Fruet. Ele disse que não é apoiado por Beto Richa ou Luciano Ducci, mas sim pelos partidos a que os dois pertencem. Greca ainda sugeriu que Fruet enfrente Richa na próxima eleição para o governo do Estado.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Sobrou pro Governo do Estado

Em sua primeira resposta, o prefeito e candidato à reeleição. Gustavo Fruet (PDT), critica a atuação do governo do estado em relação à saúde de Curitiba. Ele diz que não há apoio do governo estadual para a cidade, embora a capital receba muitos pacientes da região metropolitana em busca de atendimento. Ele aproveita para lembrar que o PSDB de Beto Richa apoia a candidatura de Rafael Greca (PMN), assim como Luciano Ducci (PSB).
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Começou!

O debate começa com Rafael Greca falando. Ele começa questionando sobre saúde, citando exemplos de pessoas que usam os equipamentos públicos em Curitiba. Gustavo Fruet começa respondendo.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo

Candidatos atentos

O jornalista Rogério Galindo conversa com Gustavo Fruet (PDT) e Rafael Greca (PMN) antes do debate. A foto é de Henry Milléo.

Concentração

Neste momento, Gustavo Fruet e Rafael Greca já estão posicionados para o debate. Os candidatos estão concentrados lendo anotações.

Cordialidade

Ao se encontrarem no estúdio da Gazeta do Povo, os candidatos cumprimentaram-se cordialmente.
A Gazeta do Povo publicou hoje o perfil dos candidatos à prefeitura de Curitiba. Enquanto o debate não começa, conheça mais sobre os candidatos.
Livre.jor
Livre.jorEspecial para a Gazeta do Povo

Acertou ou errou?

O Livre.jor irá checar os dados que os candidatos usarem ao longo do debate.

Candidatos na Gazeta

Os candidatos Rafael Greca (PMN) e Gustavo Fruet (PDT) já estão no estúdio da Gazeta do Povo. O debate começa às 10h.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo
Os confrontos foram definidos em sorteio na presença de representantes de todos os candidatos. O primeiro debate será nesta segunda-feira, entre Gustavo Fruet (PDT) e Rafael Greca (PMN). Na terça, estarão frente a frente Xênia Melo (PSol) e Afonso Rangel (PRP). Na quarta, será a vez do debate entre Maria Victoria (PP) e Requião Filho (PMDB). E, na quinta, se encontram Ney Leprevost (PSD) e Tadeu Veneri (PT).
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo
A '''Gazeta do Povo''' está promovendo uma sequência inédita de debates entre os candidatos a prefeito de Curitiba. Na internet, sem as amarrações que a lei eleitoral impõe a tevês e rádios, os encontros vão permitir uma rara troca de ideias: cada encontro terá uma hora e meia de duração, com dois candidatos em cada dia.
Gazeta do Povo
Gazeta do PovoGazeta do Povo
Bom dia! Começa agora a cobertura em tempo real do debate entre os candidatos à prefeitura de Curitiba Gustavo Fruet (PDT) e Rafael Greca (PMN).
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]