i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleições 2020

Festival de empates técnicos: 11 capitais em que a disputa para prefeito está acirrada

  • 29/10/2020 11:34
  • Atualizado em 06/11/2020 às 14:29
Pesquisas eleitorais
11 capitais em que as eleições para prefeito estão indefinidas.| Foto:

Se em sete capitais do país as eleições para prefeito podem ser definidas já no primeiro turno, de acordo com as pesquisas eleitorais, em outras o cenário está nebuloso.

Por um lado, a certeza é de que nessas cidades a disputa deve avançar até o dia 29 de novembro. Por outro, as pesquisas ainda não mostram com clareza quem devem ser os dois concorrentes do segundo turno.

Há casos como o de Recife e do Rio de Janeiro, em que ao menos uma das vagas no segundo turno parece já ter dono. Mas, em capitais como São Paulo, os candidatos estão próximos e têm oscilado ao longo de outubro, o que indica indefinição para as duas vagas na segunda etapa do pleito.

Com base nos levantamentos de intenção de voto, a Gazeta do Povo separou 11 capitais em que as eleições 2020 estão acirradas. Os dados de metodologia das pesquisas citadas estão ao final do texto.

Veja a lista:

1. São Paulo

Na maior cidade do país, o atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), assumiu a liderança numérica na disputa pelo Executivo. A pesquisa mais recente, feita pelo Ipespe sob encomenda da XP Investimentos, mostra Covas com 27% das intenções de voto – à frente de Celso Russomanno (Republicanos), que tem 22%. Com a margem de erro de 3,5 pontos percentuais, ambos estão tecnicamente empatados.

Ainda considerando a margem de erro, Russomanno pode estar ameaçado por Guilherme Boulos (Psol), que tem 16%. Além disso, as intenções de voto para o candidato do Republicanos se desidrataram desde a semana passada – o que indica que há chance real de que ele fique de fora do segundo turno.

2. Rio de Janeiro

No Rio, o levantamento mais recente, do Datafolha, mostra que Eduardo Paes (DEM), que tem 28% das intenções de voto, deve ser um dos candidatos a disputar o segundo turno das eleições.

A segunda vaga, porém, ainda está indefinida. Três candidatos aparecem tecnicamente empatados: o atual prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos), e a deputada estadual Delegada Martha Rocha (PDT) têm 13% cada. Na sequência, Benedita da Silva (PT) tem 10%.

Há, ainda, grande quantidade de eleitores que afirmaram ter intenção de votar branco ou nulo (17%). O desafio dos três candidatos passa, portanto, por convencer esses eleitores para se descolar dos concorrentes.

3. Recife

No Recife, João Campos (PSB) cresceu ao longo de outubro e, se tudo continuar como está, deve ter uma vaga garantida no segundo turno das eleições. No último levantamento do Datafolha, o candidato aparece com 31% das intenções de voto, contra 18% da segunda colocada, Marília Arraes (PT).

Marília, no entanto, está tecnicamente empatada com Delegada Patrícia (Podemos), que tem 16%; e Mendonça Filho (DEM), com 15%. Os três disputam a segunda vaga no segundo turno da capital pernambucana.

4. Porto Alegre

Na capital gaúcha, Manuela D'Ávila (PCdoB) lidera a disputa, com 22,6% das intenções de voto – de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas. Mesmo estando em primeiro lugar, porém, Manuela pode estar muito próxima do segundo colocado, Sebastião Melo (MDB), por conta da margem de erro do levantamento. Melo tem 14,5% das intenções de voto.

O candidato do MDB está, ainda, tecnicamente empatado com o atual prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), que tem 13,2% das intenções de voto; e com José Fortunati (PTB), que tem 12,6%.

Pesquisa do Ibope divulgada na quinta-feira (29), por outro lado, mostra um cenário mais confortável para Manuela. Pelo levantamento do instituto, a candidata do PCdoB tem 27% das intenções de voto. Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Sebastião Melo (MDB aparecem na sequência, com 14%. Fortunati tem 13%.

5. Fortaleza

Fortaleza também tem a indefinição concentrada na segunda vaga para o segundo turno. Capitão Wagner (Pros) tem liderança relativamente confortável, com 31% das intenções de voto na pesquisa mais recente do Datafolha.

Por outro lado, Sarto (PDT) e Luizianne Lins (PT) estão tecnicamente empatados no segundo lugar, com 22% e 19% das intenções de voto, respectivamente. Considerando o primeiro levantamento do Datafolha, Sarto cresceu 7 pontos, enquanto Luizianne teve queda de 5 pontos.

A pesquisa divulgada na última quarta-feira (28) tem, ainda, simulações de segundo turno. O levantamento indica que Wagner teria 49% das intenções de voto na disputa com Luizianne, que registrou 37%.

Já no cenário contra Sarto, o Capitão perde a vantagem e aparece tecnicamente empatado com o concorrente. Nesse caso, ambos têm 43% e 44% das intenções de voto, respectivamente.

6. Goiânia

Na capital de Goiás, o segundo turno deve ser disputado por Maguito Vilela (MDB) e Vanderlan Cardoso (PSD), que apareceram tecnicamente empatados nos dois levantamentos do Ibope divulgados em outubro. Na pesquisa mais recente, divulgada no dia 21, Maguito tem 28% e Vanderlan, 27%.

O candidato do MDB, porém, foi internado por conta da Covid-19, e teve de ser transferido para São Paulo.

7. Maceió

Em Maceió também há empate entre os dois primeiros colocados. Na última pesquisa do Ibope, JHC (PSB) e Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) tiveram 24% das intenções de voto, cada.

O terceiro colocado é Davi Filho (PP), que tem 15%. Os demais concorrentes têm menos de 10% das intenções de voto.

8. Cuiabá

Em Cuiabá, mais um empate técnico – dessa vez entre três candidatos. Pesquisa do Ibope divulgada no dia 16 de outubro mostra Abílio (Podemos) na liderança, com 26% das intenções de voto. Na sequência está o atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB), que tem 20%. Já Roberto França (Patriota) tem 19%. Como a margem de erro do levantamento é de 4 percentuais, o cenário configura um empate técnico entre os três concorrentes.

Nova pesquisa do Ibope em Cuiabá deve ser divulgada na sexta-feira (30).

9. Boa Vista

Em Roraima, dois candidatos estão tecnicamente empatados na disputa pela prefeitura da capital, Boa Vista. Segundo levantamento divulgado pelo Ibope em 16 de outubro, Arthur Henrique (MDB) tem 28% das intenções de voto e Ottaci (Solidariedade), 23%. O cenário é de empate técnico por conta da margem de erro, de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

Novo levantamento do Ibope em Boa Vista, divulgado na última quinta (29), aponta que o empate técnico persiste. Na pesquisa mais recente, Ottaci tem 27% e Arthur Henrique, 25%.

10. Rio Branco

Rio Branco também tem um empate técnico entre candidatos que disputam a primeira colocação. Segundo pesquisa do Ibope, divulgada no dia 16 de outubro, Minoru Kinpara (PSDB) tem 29%. A diferença entre ele e Socorro Neri (PSB) – que estava em segundo lugar, com 26% – está dentro da margem de erro, que é de 4 pontos percentuais.

Levantamento divulgado pelo Ibope nesta quinta-feira (29) mostra que o empate persiste – agora com mais um concorrente. Segundo a pesquisa, Minoru Kinpara está com 28% das intenções de voto; Socorro Neri tem 23%; e Tião Bocalom (PP) – que tinha 16% na primeira pesquisa – cresceu para 21%.

11. Vitória

Na capital do Espírito Santo, por fim, o empate entre os dois candidatos mais competitivos é numérico. Pesquisa do Ibope divulgada no dia 13 de outubro mostra que Gandini (Cidadania) e João Coser (PT) têm, ambos, 22% das intenções de voto.

O terceiro colocado, Delegado Pazolini (Republicanos), está bem atrás, com 10%.

Metodologia das pesquisas citadas na reportagem

São Paulo

  • Sob encomenda da XP Investimentos, o Ipespe ouviu 800 pessoas em São Paulo, entre os dias 28 e 29 de setembro. O nível de confiança do levantamento é de 95,45%, e a margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação SP-05879/2020.
  • Sob encomenda da XP Investimentos, o Ipespe ouviu 800 pessoas em São Paulo entre os dias 5 e 6 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95,45%, com margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação SP-05159/2020.
  • Sob encomenda da XP Investimentos, o Ipespe ouviu 800 eleitores em São Paulo entre os dias 12 e 14 de outubro. o levantamento tem nível de confiança de 95,45%, com margem de erro de 3,5 pontos percentuias para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação SP-08993/2020.
  • Sob encomenda da XP Investimentos, o Ipespe ouviu 800 eleitores de São Paulo entre os dias 19 e 20 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95,45%, com margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação SP-03538/2020.
  • Sob encomenda da XP Investimentos, o Ipespe ouviu 800 eleitores de São Paulo, por telefone, entre os dias 26 e 27 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95,45%, com margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação SP-06526/2020.

Rio de Janeiro

  • Sob encomenda do jornal Folha de S. Paulo e da TV Globo, o Datafolha ouviu 900 eleitores do Rio de Janeiro, entre os dias 5 e 7 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação RJ-09140/2020.
  • Sob encomenda do jornal Folha de S. Paulo e da TV Globo, o Datafolha ouviu 1.008 eleitores do Rio de Janeiro entre os dias 20 e 21 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação RJ-08627/2020.

Recife

  • O Datafolha ouviu 800 eleitores no Recife, entre os dias 5 e 7 de outubro de 2020. A pesquisa, que foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo, tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação PE-08999/2020.
  • Sob encomenda do jornal Folha de S. Paulo e da TV Globo, o Datafolha ouviu 868 eleitores do Recife entre os dias 20 e 21 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação PE-05988/2020.

Porto Alegre

  • O Paraná Pesquisas ouviu 760 eleitores de Porto Alegre entre os dias 19 e 22 de outubro de 2020. O levantamento, que foi contratado pelo próprio Instituto, tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação RS-01659/2020.
  • Sob encomenda da Grupo RBS, o Ibope ouviu 805 eleitores de Porto Alegre entre os dias 27 e 29 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação RS-06638/2020.

Fortaleza

  • Sob encomenda do jornal O Povo, o Datafolha ouviu 812 eleitores de Fortaleza entre os dias 14 e 15 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação CE-09449/2020.
  • Sob encomenda do jornal O Povo, o Datafolha ouviu 868 eleitores de Fortaleza entre os dias 26 e 27 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação CE-07074/2020.

Goiânia

  • A pesquisa do Ibope, encomendada pela TV Anhanguera, ouviu 602 eleitores em Goiânia entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação GO-01290/2020.
  • Sob encomenda da TV Anhanguera, o Ibope ouviu 602 eleitores de Goiânia entre os dias 19 e 21 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação GO-07340/2020.

Maceió

  • Sob encomenda da TV Gazeta de Alagoas, o Ibope ouviu 504 eleitores de Maceió entre os dias 21 e 22 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação AL-00075/2020.

Cuiabá

  • Sob encomenda da TV Morena, o Ibope ouviu 602 eleitores em Cuiabá entre os dias 14 e 16 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação MT-02443/2020.

Boa Vista

  • Sob encomenda da Rede Amazônica, o Ibope ouviu 504 eleitores em Boa Vista entre os dias 14 e 16 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação RR-02623/2020.
  • Sob encomenda da Rede Amazônica, o Ibope ouviu 504 eleitores de Boa Vista entre os dias 27 e 29 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação RR-05506/2020.

Rio Branco

  • Sob encomenda da Rede Amazônica, o Ibope ouviu 504 eleitores em Rio Branco entre os dias 14 e 16 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação AC-03870/2020.
  • Sob encomenda da Rede Amazônica, o Ibope ouviu 504 eleitores de Rio Branco entre os dias 27 e 29 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação AC-04206/2020.

Vitória

  • A pesquisa do Ibope, encomendada pela TV Gazeta, ouviu 602 eleitores de Vitória entre os dias 11 e 12 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação ES-00783/2020.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.