i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
2º: Pormade

Uma linha de inovação que esbanja cordialidade

Fabricante de portas tem na estrutura humana a base para crescer

  • PorBia Moraes
  • 30/11/2010 23:50
Cláudio Zini: fórmula para a empresa crescer é investir em educação e acreditar nas pessoas | Daniel Castellano / Gazeta do Povo
Cláudio Zini: fórmula para a empresa crescer é investir em educação e acreditar nas pessoas| Foto: Daniel Castellano / Gazeta do Povo
  • Linha de produção em União da Vitória: projetos de RH têm educação como base

União da vitória - Em uma cidade de 54 mil habitantes, ao Sul do Paraná, há uma ilha de inovação. A Pormade fabrica portas que são referência no mercado nacional. Mas não é só da linha de produção que saem bons resultados. Os produtos comercializados em todo o Brasil, e também exportados, são a ponta visível de uma verdadeira revolução interna, cujo segredo é um só: apostar no valor das pessoas. O presidente da companhia, Cláudio Zini, não hesita ao afirmar que o capital humano é o maior bem da indústria. "Não importa se tudo isso pegar fogo amanhã. O tesouro são as pessoas. Com os funcionários que tenho, eu refaria tudo. As pessoas é que fazem a empresa."

Uma rápida olhada pela unidade – a mais antiga, localizada perto do centro da cidade – reforça as palavras de Zini. Fica evidente que a estética do prédio e a decoração dos ambientes não estão entre as prioridades. Percebe-se que, ao longo dos anos, tudo foi sendo adaptado para o crescimento da empresa. Ali fica o setor administrativo e uma das linhas de produção – no total, a indústria tem três unidades e um Centro de Desenvolvimento Humano.

Da recepcionista aos gerentes, da diretoria de RH aos funcionários de "chão de fábrica", todos exprimem sorrisos e cordialidade. Zini e a diretora de RH e Responsabilidade Social, Hermine Schreiner, sabem o nome de cada pessoa. Poucas horas ao lado de Hermine revelam o ritmo da Pormade. Se Zini é o cérebro, ela parece funcionar como o coração da empresa. Não para um minuto; trata a todos com carinho; circula entre os ambientes sem perder o bom humor e conta a história da organização com a mesma atenção que dedica à recepcionista, Maria Klock Posselt, que vem lhe trazer um imenso buquê de rosas.

As flores não são presente de algum fã de Hermine – casada com o diretor comercial e industral, Jorge Furlan. São mais um, entre os vários mimos, que a diretora recebe de colaboradores e parceiros em agradecimento por alguma atitude. "Sempre estamos atrás de melhorias para os colaboradores, para acompanhar o ritmo deles. Ainda mais agora, com tantos funcionários novos e jovens. Temos que crescer junto com eles para não perder talentos."

Crescendo

De janeiro de 2010 até agora, a Pormade contratou 155 pessoas. Outras 100 vagas serão abertas em 2011 para a nova unidade de produção, inaugurada no ano passado. É preciso atender a demanda dos clientes, pois o boom da construção civil está impulsionando o setor. Mas também, como diz Hermine, "a estrutura humana é a base para o crescimento da empresa".

A fala de Hermine está alinhada com a do diretor Cláudio Zini. A todo instante, ele reforça que educação e qualidade de vida para colaboradores são os pilares para uma empresa alcançar bom desempenho e gerar lucro. "A fórmula é fácil: investir em educação e acreditar nos valores das pessoas. O que você investe no funcionário ele devolve em moeda no mesmo mês. Ainda por cima a gente ganha dinheiro com isso", ri o industrial, que muita gente em União da Vitória chama de "louco" pelas atitudes inovadoras.

Foi a partir de1994, com a chegada da nova diretora de RH, que a gestão olhou para os colaboradores. "Antes, o RH daqui era arcaico", diz Hermine. A lista de projetos e benefícios é grande e tem base na educação. Todos têm estudos garantidos pela empresa e o centro de desenvolvimento humano oferece cursos e práticas esportivas e culturais. As promoções são, prioritariamente, internas.

Diferentes ferramentas medem o clima de satisfação interna. Há um feedback anual, onde se avalia o desempenho e a competência do funcionário. Dessa pesquisa sai um mapa de competências, que orienta promoções. Outro programa é o Projeto de Erros, Tesouros, Inovações e Melhorias (Petim), para o qual todos enviam sugestões. "Por aí consigo perceber a empresa pela ótica do funcionário", explica Hermine.

Cartão de visitas

Como diz o ditado, a recepcionista Maria Klock Posselt é o cartão de visitas da empresa. Solícita e animada, não tira o sorriso do rosto. Diz que adora trabalhar ali e não trocaria por outro emprego – ela e o marido, também funcionário da Pormade, têm mais de dez anos de casa. Maria, aliás, é protagonista de uma das histórias relatadas pelo presidente Cláudio Zini sobre a liberdade que dá aos colaboradores e o quanto eles se sentem envolvidos com a empresa. Há pouco tempo, um cliente insatisfeito ligou para a Pormade. Zini não estava disponível para atender ao telefonema, ocupado em uma reunião. Maria ouviu, pacientemente, a reclamação do cliente. Respondeu ela mesma às dúvidas do interlocutor e solucionou a questão. "Foi exemplar. É assim que uma empresa tem que funcionar."

* * * * *

Construção e Imobiliário

Fundação: 1939

União da Vitória

Faturamento em 2009: R$ 25 milhões

Número de funcionários: 280

Homens: 251

Mulheres: 29

Faixa etária

Menos de 25: 39

Entre 26 e 34: 92

Entre 35 e 44: 95

Entre 45 e 54: 33

55 ou mais: 21

Escolaridade

Até o 2º grau: 219

Sup. incompleto/em curso: 22

Sup. completo: 27

Pós-graduação: 12

Tempo de serviço

Menos de 2 anos: 47

Entre 2 e 5 anos: 67

Entre 6 e 10 anos: 87

Entre 11 e 15 anos: 49

Entre 16 e 20 anos: 16

Mais de 20 anos: 14

Perfil do presidente

Nome: Cláudio Antônio Zini

Formação: Engenheiro Civil pela UFPR

Tempo na empresa: Desde 1976, tornou-se presidente em julho de 1986.

Benefícios

o Plano de saúde

o Plano odontológico

o Atendimento psicológico*

o Terapias alternativas*

o Academias de ginástica

o Carreira no exterior

o Subsídio para graduação ou pós-graduação

o Curso de línguas

o Plano de aposentadoria

* Benefício oferecido apenas a alguns funcionários

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.