PUBLICIDADE

Luta Livre

Enviado por frudnick, 27/03/15 2:42:23 PM
Anderson Silva voltou a negar doping

Anderson Silva voltou a negar doping

No Brasil para participar de um seminário de MMA, Anderson Silva voltou a negar o doping flagrado antes e depois da luta contra o americano Nick Diaz, no final de janeiro.

Spider, que testou positivo para esteróides anabolizantes, está suspenso temporariamente pela Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC). Apesar de afirmar não saber como falhou nos exames, já aceita o fato de que só irá retornar ao UFC em 2016.

“Devo voltar no ano que vem. Ainda não sabemos o que vai acontecer. Enviamos todos os meus suplementos para análise para ver o que aconteceu porque nem eu sei o que realmente aconteceu. Foi uma surpresa para mim também. E acho que ano que vem eu volto a lutar. Mas é normal. Eu não lutaria esse ano novamente mesmo”, falou o lutador, longe de pensar em aposentadoria.

“Nosso trabalho é voltado para que eu possa lutar mais cinco anos. Já tenho todo o cronograma do meu treinamento para que eu possa lutar mais esses cinco anos. Se a gente conseguir mais, vai ser bom. Vai depender das próximas lutas”, afirmou.

Maior campeão da história do UFC, com dez defesas de cinturão consecutivas, Anderson completa 40 anos em abril. No mesmo mês, ele deve ser julgado pela NSAC.

A pena ficará entre 8 meses e 1 ano de suspensão. Você concorda?

Enviado por frudnick, 26/03/15 4:05:04 PM

Shogun e Rafael Cordeiro podem retomar parceria

Assim como esse blog, que finalmente está de volta à ativa, a vencedora parceria entre Rafael Cordeiro e Mauricio Shogun também está perto de ser retomada.

Conversando com o treinador curitibano, fica evidente a vontade de tentar reconduzir Shogun aos bons tempos. O lutador, que está com 33 anos, foi nocauteado nas duas últimas lutas. Desde que perdeu o cinturão dos meio-pesados (até 93 kg), em 2011, venceu somente três vezes em oito combates.

Rafael, por outro lado, está em excelente fase como head coach de dois campeões do UFC. “Estamos conversando bastante com o Shogun há muito tempo. Provavelmente vamos conseguir fazer um camp. Estamos acertando os detalhes finais, mas a parceria deve voltar logo, logo”, diz Cordeiro, líder da Kings MMA, em Huntington Beach, na Califórnia.

Quando trabalhava na Chute Boxe, Cordeiro foi o responsável pela faixa-preta de muay thai do ex-campeão do GP do Pride.

Blog: O que é possível sonhar para o Shogun no atual cenário do MMA?

RC: Ele tem muita coisa pela frente, nunca se abateu por derrotas, com quem você botar ele vai lutar. O Shogun é um cara que luta para frente, não tem medo de ninguém. Caso a gente consiga fazer esse camp, quero fazer de tudo para que ele retorne ao top. Vou dar meu sangue para que ele volte a brilhar. Ele é um atleta pronto. Com uma dose de motivação e de treinamento duro aqui com certeza ele vai voltar às cabeças. Esse é o papel do treinador. Estimular, dar o melhor e conhecer o atleta. Eu o conheço há muito tempo, sei como lidar com ele. Se tiver a oportunidade de treinar conosco, vamos tentar botá-lo no lugar que merece.

Você acabou de levar o Rafael dos Anjos ao título dos leves (até 70 kg). Ele diz que você cobra muito dele nos treinos…

A nossa função é essa. Estou todo dia com ele, faço questão de corrigi-lo, de adicionar alguma coisa nova no jogo dele. Trabalhamos em equipe, tudo isso é feito por todo um grupo e fico feliz por estar participando desse momento da carreira dele. Sou um professor um pouco chato, sou muito CDF no sentido de treinar o atleta. Dou meu melhor para que o cara entenda e não saia do treino com dúvida. Esse é o diferencial: vir para a academia já sabendo que a técnica que foi passado no dia anterior foi absorvida.

Como está a cabeça do Fabrício Werdum para a luta de unificação do cinturão dos pesados dp UFC, em junho, contra o Cain Velásquez? 

Essa é a luta mais importante da carreira dele, mas em termos psicológicos a luta que ele fez com o Fedor foi a que mais exigiu do seu mental por causa todo o histórico do adversário. O Velásquez, que é um excelente atleta, vem de boas vitórias. Mas o Fedor é uma lenda, acredito que o Werdum bateu o maior peso-pesado de todos os tempos. Agora ele está mais do que preparado para bater o Cain. Ele se preparou por dois anos por essa luta. O cinturão vai ser um bônus. O Werdum espera provar que ele é o número um dos pesados. Habilidade técnica ele tem, psicológico muito forte também. Esse é o grande momento do Werdum.

***

A próxima luta de Shogun está marcada para 1.º de agosto, no UFC 190, no Rio de Janeiro. O adversário é o velho conhecido Rogério Minotouro Nogueira. No primeiro duelo entre eles, em 2005, pelo Pride, o paranaense venceu por decisão unânime.

Enviado por admin, 05/02/13 4:30:00 PM
Divulgação/UFC
Showtime Pettis vai lutar com José Aldo

Anthony Pettis está com moral alta com a alta cúpula do UFC. Mal havia sido escolhido para disputar o cinturão dos leves contra Benson Henderson, o americano de 26 anos já ganhou a oportunidade de fazer mais uma disputa de cinturão. E tudo por causa de uma mensagem de texto.

Logo depois da vitória de José Aldo sobre Frankie Edgar, no último sábado (2), Pettis mandou um torpedo para o presidente Dana White dizendo que queria enfrentar o brasileiro pelo título. Como sua atuações no octógono tem sido muito convicentes – ele vem de três vitórias seguidas, duas delas premiadas com o melhor nocaute da noite -, foi prontamente atendido.

“Dois dos caras mais mal encarados do negócio da luta vçai lutar nos pesos penas”, confirmou White ao jornal USA Today nesta terça-feira (5). “Esses dois são os mais incríveis atletas que desafiam a gravidade nesse esporte. Estou muito empolgado para essa luta”, completou.

O combate ainda não tem data nem local definidos, mas pode acontecer no Texas, Chicago, Las Vegas ou Rio de Janeiro, segundo a matéria.

Conhecido como Showtime, Pettis é faixa-preta de taekwondo, modalidade que o ensinou a aplicar golpes incríveis como no vídeo abaixo.

Enviado por admin, 27/01/13 3:30:00 PM

Glover Teixeira x Quinton Rampage Jackson

Demetrious Johnson x John Dodson

Anthony Pettis x Donald Cerrone

Enviado por admin, 20/01/13 1:42:00 PM

Enviado por admin, 30/11/12 2:15:00 PM
Divulgação/UFC
Shogun doou as luvas da luta contra Vera para a Santa Casa de Curitiba

O paranaense Maurício Shogun Rua doou as luvas usadas na luta contra o americano Brandon Vera, no UFC, em agosto, para um leilão beneficente realizado pela Santa Casa de Curitiba. Para fazer um lance – o atual está em R$ 4 mil – basta entrar no site
www.doesantacasa.org.br/shogun. A ação vai até o dia 20 de dezembro e todo retorno será destinado ao hospital. As luvas de quatro onças foram autografádas pelo lutador, que conseguiu seu 18.º nocaute da carreira com elas.

Enviado por admin, 29/11/12 6:30:00 PM
Reprodução/Revista ESPN
Rousey, que foi capa da revista ESPN americana neste ano, diz que faz muito sexo antes das lutas

A americana Ronda Rousey, primeira lutadora de MMA contratada pelo UFC, criou polêmica nesta quinta-feira (29) ao declarar que tenta fazer o máximo de sexo possível durante a preparação para uma luta. A declaração foi dada ao programa do canal Showtime, do âncora Jim Rome.

“Para garotas, o sexo aumenta seu testosterona, então tento fazer o máximo de sexo possível antes de lutar”, falou a atleta de 25 anos, medalhista de bronze no judô em Pequim-2008.

“Não é com todo mundo. Não ponho nos classificados nem nada, mas se tenho um parceiro fixo fico assim [pressionando]: hora da luta está chegando”, emendou.

Apesar de recomendar a atividade antes dos combates, Rousey negou praticar sexo no exato dia de subir ao ringue.

Enviado por admin, 18/11/12 10:35:00 AM
Divulgação/UFC
GSP teve dificuldades para vencer GSP

O canadense Georges St. Pierre superou 18 meses longe dos octógonos por causa de uma lesão no joelho e venceu o americano Carlos Condit na madrugada desse domingo (18), em Montreal, no Canadá. Com a vitória por decisão unânime, ele unificou o cinturão interino dos meio-médios (até 77 kg) do UFC.

Considerada a luta da noite do UFC 154, GSP e Condit fizeram um combate aberto. O campeão, como era previsível, usou seu wrestling de alto nível e levou para o chão nos momentos em que achou necessário. Ao todo, foram sete derrubadas contra nenhuma do rival.

O ponto alto do duelo, no entanto, foi proporcionado pelo desafiante, no terceiro round. Condit acertou um chute alto na cabeça do canadense, que imediatamente foi para a lona. O americano ainda castigou o adversário no ground and pound, mas sofreu uma reversão e ainda terminou o assalto em posição desfavorável.

“Foi minha luta mais difícil”, declarou GSP, que tem apenas duas derrotas na carreira – agora são 23 vitórias. “Agora sei o que é o ring rust“, completou o lutador, que é idolatrado pela torcida local, sobre o tempo que ficou fora dos ringues.

Depois do evento, St. Pierre evitou falar em uma superluta contra Anderson Silva. Mas tudo indica que ela vai sair do papel. “O Anderson quer, eu quero… vou fazer acontecer”, declarou o presidente do UFC Dana White.

O brasileiro esteve em Montreal e assistiu à luta de pertinho. Ambos wwwem se enfrentar em um peso combinado, muito provavelmente em um estádio de futebol. Em sua divisão, o próximo adversário de GSP wwwe ser o americano Johnny Hendricks, que venceu o dinamarquês Martin Kampmann com um nocaute espetacular no Canadá.

Confira os melhores momentos da luta:

Confira os resultados do UFC 154:

Georges St-Pierre venceu Carlos Condit por decisão unânime
Johny Hendricks venceu Martin Kampmann por nocaute no primeiro round
Francis Carmont venceu Tom Lawlor por decisão dividida
Rafael dos Anjos venceu Mark Bocek por decisão unânime
Pablo Garza venceu Mark Hominick por decisão unânime
Patrick Cotê venceu Alessio Sakara por desclassificação
Cyrille Diabate venceu Chad Griggs por finalização no primeiro round
John Makdessi venceu Sam Stout por decisão unânime
Antonio ‘Pato’ Carvalho venceu Rodrigo Damm por decisão unânime dos juízes
Matthew Riddle venceu John Maguire por decisão unânime
Ivan Menjívar venceu Azamat Gashimov por finalização no primeiro round
Darren Elkins venceu Steven Siler por decisão unânime

Enviado por admin, 16/11/12 9:04:00 PM
Divulgação/UFC
GSP encara Condit no Canadá

Depois de 18 meses afastado dos octógonos, o canadense Georges St. Pierre tenta provar, neste sábado (17), porque é o verdadeiro dono do cinturão dos meio-médios (até 77 kg) do UFC. Em casa, em Montreal, no Canadá, GSP enfrenta o americano Carlos Condit, dono do título interino da categoria. O UFC 154 começa às 21h, com tranmissão exclusiva do canal Combate.

A grande questão sobre a luta da noite no Bell Centre é como está o joelho direito de St. Pierre, motivo pelo qual ele ficou longe dos ringues por um ano e meio, com uma ruptura de ligamento. Terá ele se recuperado plenamente? Será ele capaz de mostrar sua dominância no ringue novamente?

Durante seu tempo de recuperação, o canadense viu muita coisa acontecer em sua categoria. Quando Condit derrotou Nick Diaz em uma polêmica decisão unânime, em fevereito, o pupilo de Greg Jackson recebeu o título interino. Desde então ele não lutou mais e apenas se preparou para encarar o campeão.

O caminho para Condit vencer é manter a luta de pé, não parar de se mexer e pontuar mais do que o rival – ou quem sabe conseguir um improvável nocaute, coisa que só aconteceu uma vez, na surpeendente derrota de GSP para Matt Serra, cinco anos atrás.

Para St. Pierre o segredo para a vitória é fazer o que ele sabe: botar para baixo e aplicar o ground and pound. E contar com que o joelho passe no teste final. Caso contrário, uma nova zebra pode surgir. Será?

Outra coisa: se GSP vencer é quase certo o anúncio do duelo em peso combinado contra Anderson Silva, o que representaria o maior evento da história do UFC.

Confira o card do UFC 154

Card principal
Georges St-Pierre x Carlos Condit
Martin Kampmann x Johny Hendricks
Francis Carmont x Tom Lawlor
Nick Ring x Costa Philippou
Mark Hominick x Pablo Garza

Card preliminar
Patrick Côté x Alessio Sakara
Cyrille Diabate x Chad Griggs
Mark Bocek x Rafael dos Anjos
Sam Stout x John Makdessi
Antonio “Pato” Carvalho x Rodrigo Damm
Matt Riddle x John Maguire
Ivan Menjivar x Azamat Gashimov
Steven Siler x Darren Elkins

Enviado por admin, 09/11/12 6:25:00 PM
Divulgação/UFC
Lyoto Machida enfrenta Dan Henderson em fevereiro

O UFC 156, agendado para o fim de semana do Super Bowl - a final do campeonato de futebol americano – teve outro grande combate anunciado nesta sexta-feira (9). O duelo entre Lyoto Machida e o americano Dan Henderson se junta à superluta entre José Aldo e Frankie Edgar no evento de 2 de fevereiro, em Las Vegas.

Aos 42 anos, Henderson era o desafiante número 1 ao título dos meio-pesados. Porém, o veterano se machucou antes de enfrentar Jon Jones, o que acarretou no cancelamento do UFC 151, em setembro.

Já Lyoto, que derrotou Ryan Bader em agosto, havia conquistado o direito de ser o próximo desafiante ao campeão. Mas como o lutador rejeitou encarar Jones após a lesão de Henderson, perdeu pontos com o UFC e teria de fazer mais uma luta antes de ser tornar o desafiante novamente.

Maurício Shogun e o sueco Alexander Gustafsson, que se enfrentam em dezembro, são os outros dois concorrentes na divisão até 93 kg.

Páginas12345... 23»
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Assine a Gazeta do Povo
  • A Cobertura Mais Completa
    Gazeta do Povo

    A Cobertura Mais Completa

    Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

    Tudo isso por apenas

    12x de
    R$49,90

    Assine agora!
  • Experimente o Digital de Graça
    Gazeta do Povo

    Experimente o Digital de Graça!

    Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

    Após o período teste,
    você paga apenas

    R$29,90
    por mês!

    Quero Experimentar