PUBLICIDADE

Luta Livre

Enviado por Fernando Rudnick, 03/05/15 1:34:00 PM
Mayweather continua invicto (Foto:Divulgação)

Mayweather continua invicto (Foto:Divulgação)

Enviado por Fernando Rudnick, 01/05/15 7:02:09 PM

Não importa o que aconteça neste sábado (2) no ringue do MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas (EUA), a luta entre o americano Floyd Mayweather Jr, 38 anos, e o filipino Manny Pacquiao, 36, já entrou para a história do boxe.

Especulado há quase uma década, o combate coloca frente a frente dois os melhores atletas do esporte na atualidade. Apesar das gigantescas diferenças pessoais, ambos se juntaram para receber a maior bolsa já vista em duelo profissional.

VEJA O INFOGRÁFICO COM TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A LUTA

A soma é de aproximadamente R$ 900 milhões de reais (US$ 300 milhões), cerca de R$ 25 milhões por minuto se os 12 rounds programados foram até o final. “Essa é uma luta que o mundo não pode perder”, resume falastrão e exibicionista Mayweather, cujo estilo contrasta com o de seu rival.

Enquanto ‘Money’, adota a linha ‘estrela arrogante’, com extravagâncias como nunca repetir o mesmo par de tênis e a mesma cueca, além de ostentar uma coleção de carrões de mais de R$ 18 milhões, Pacman é discreto e religioso.

“Não é nada pessoal, nós só estamos fazendo nosso trabalho, fazendo o melhor para colocar nossos nomes da história do boxe. Mas a coisa mais importante é que espero dividir com Floyd, depois da luta, minha fé em Deus”, falou o ‘mocinho’ do confronto na última quinta-feira.

Até mesmo nos Estados Unidos, Mayweather é visto como vilão, rótulo enfatizado pela prisão por violência doméstica, em 2012. Mas você acha que o atleta mais bem pago do mundo (US$ 25 mi a mais do que os US$ 80 mi que Cristiano Ronaldo em 2014) se importa com isso?

Invicto em 47 lutas – Manny tem cinco derrotas na carreira –, o boxeador acredita que pode ser o melhor de todos os tempos. Por isso precisa desafiar e derrotar alguém do calibre de Pacquiao.

“Essa luta é sobre um lutador que está no topo lutando contra outro que também está. É sobre trazer emoção para vocês. Não sabemos como vai acabar, mas acredito nas minha habilidades. Acredito que serei vitorioso”, crava o favorito, que trata o boxe como um xadrez e espera cansar o adversário para se sobressair a partir da metade do duelo.

O nocauteador filipino, ex-menino de rua, quer apenas fazer história. “Quero ser uma inspiração para as pessoas”, diz o azarão.

Enviado por Fernando Rudnick, 29/04/15 5:17:03 PM
Jones perdeu dois patrocínios em dois meses (Foto: Divulgação)

Jones perdeu dois patrocínios em dois meses (Foto: Divulgação)

Jon Jones não precisou esperar nem um dia para sentir a primeira consequência financeira da retirada do seu cinturão pelo UFC, anunciada no fim da noite de terça-feira (28), nos Estados Unidos.

O meio-pesado (até 93 kg), que manteve o título por 1501 dias, perdeu o patrocínio da marca esportiva Reebok. Oito meses atrás, por causa da briga com Daniel Cormier durante um evento de promoção da luta, a Nike também cancelou seu acordo com o americano.

O UFC decidiu tirar o título de Jones por quebra do código de conduta da organização – ele está suspenso por tempo indeterminado. No sábado, o atleta de 27 anos se envolveu em um acidente de trânsito que deixou uma mulher grávida ferida e fugiu sem prestar socorro. Em seu carro, foram encontrados um cachimbo para fumar maconha, além de pacotes da droga. Seu substituto na luta do 23 de maio, contra Anthony Johnson, é justamente Cormier, a quem derrotou em janeiro por decisão unânime. Pouco antes daquele combate, a Comissão Atlética de Nevada (NSAC) revelou que Jones caiu em um teste antidoping (cocaína) fora do período de competição. Na ocasião, o UFC apenas o multou, já que a droga não entra na listagem de melhoradores de performance segundo a Agência Mundial Antidoping (Wada).

Sem Jones no caminho, o brasileiro José Aldo agora é o número 1 peso por peso do UFC.  

Enviado por Fernando Rudnick, 29/04/15 12:22:21 AM
Jon Jones não é mais campeão do UFC (Foto: UFC)

Jon Jones não é mais campeão do UFC (Foto: UFC)

Jon Jones não é mais campeão meio-pesado (até 93 kg) do UFC. O presidente da organização, Dana White, anunciou no fim da noite dessa terça-feira (28), no programa Fox Sports Live, que o lutador está suspenso por tempo indeterminado e que perdeu o título do qual era dono desde 2011.

“Obviamente, ele [Jones] está muito desapontado. Ele queria ser um dos maiores, mas foi uma decisão que tivemos que tomar”, falou White, que confirmou que a luta entre Anthony Johnson contra Daniel Cormier, no dia 23 de maio, definirá o novo rei da divisão.

No Twitter, Jones desabafou: ‘Tenho muito o que repensar. Desculpas a todos que decepcionei’.

Jones, de 27 anos, se envolveu em um acidente de trânsito no último sábado, em Albuquerque, no Novo México, onde mora e treina. Após seu veículo atingir o carro e uma mulher grávida, o atleta fugiu do local a pé sem prestar socorro. Na caminhonete alugada do lutador foram encontrados um cachimbo de maconha e vestígios da droga.

Na segunda-feira, Jones se apresentou à polícia, pagou fiança e foi liberado. Mais tarde, retornou para prestar depoimento e conseguiu liberação para poder viajar. A condição imposta pelo juiz é de que ficasse longe de bebida alcoólica e de outras drogas, além de que mantivesse contato frequente com seu advogado.

Em janeiro, o americano se envolveu em outra polêmica. Caiu em um exame antidoping fora do período de competição por cocaína, mas foi apenas multado pelo UFC.

Johnson e Cormier lutam no dia 23 de maio

 

Enviado por Fernando Rudnick, 26/04/15 10:28:21 PM
Jon Jones deve responder na Justiça por  acidente (Foto: Giuliano Gomes/Gazeta do Povo )

Jon Jones deve responder na Justiça por acidente (Foto: Giuliano Gomes/Gazeta do Povo )

Campeão meio-pesado (até 93 kg) do UFC, o americano Jon Jones entrou de vez em outra polêmica. O lutador, pego no antidoping em janeiro por utilização de cocaína, agora teve seu nome ligado a um acidente de trânsito no último sábado (25) em Albuquerque, cidade onde reside nos Estados Unidos.

De acordo com a polícia, Jones atingiu o veículo de uma mulher grávida – ela foi levada ao hospital e quebrou um braço – e depois fugiu a pé do local. Ele deve ser acusado de crime doloso.

A polícia aguarda um posicionamento da Justiça para pedir a prisão preventiva do atleta de 27 anos. Se condenado, a pena máxima pelo crime é de três anos, além de multas.

Para piorar, a caminhonete alugada que o americano dirigia continha resíduos de maconha.
O acidente deve mudar os planos do UFC, já que Jones enfrentaria Anthony Johnson no dia 23 de maio, em Las Vegas. Em nota, no domingo (26), a organização disse estar apurando os fatos para então se pronunciar.

Histórico

No início do ano, o lutador de 27 anos falhou em um teste antidoping fora de competição antes da luta contra Daniel Cormier. A substância encontrada foi cocaína.

Jones foi multado e US$ 25 mil por violar o código de conduta do UFC e passou um dia em uma clínica de reabilitação. Ele alega não ser viciado, mas que ‘cometeu um erro estúpido’.

Desde os 23 anos, quando derrotou o curitibano Maurício Shogun Rua, Jones detém o cinturão de sua divisão. Ele também é o campeão mais jovem da história do campeonato e o número um no ranking peso por peso do campeonato.

Enviado por Fernando Rudnick, 24/04/15 6:53:25 PM

O UFC retorna a Montreal, no Canadá, neste sábado (25), com mais uma disputa de cinturão. Confira três motivos para ficar ligado no evento, que abre com o card preliminar a partir das 19h15.

Mighty Mouse - no Brasil Super Mouse - é o apelido do campeão dos moscas do UFC

Mighty Mouse – no Brasil Super Mouse – é o apelido do campeão dos moscas do UFC

A principal luta da noite coloca frente a frente o campeão dos moscas (até 57 kg) Demetrious Johnson (21-2-1) contra o desafiante Kyoji Horiguchi (15-1). O americano, que venceu todas as seis disputas de cinturão da história da divisão no UFC, é o popular Mighty Mouse – ou Super Mouse, para quem assistia ao desenho animado no Brasil.

O baixinho de 1,60 m faz jus ao apelido. É um dos campeões mais dominantes, embora não consiga transformar sua habilidade atlética em lutas populares. Resumindo, ele não vende pay per view.

O japonês, porém, promete aumentar o interesse pelo combate. Com nove vitórias por nocaute, ele quer ser o segundo campeão da história dos moscas. Vale lembrar que se não tivesse perdido o peso na última luta, o parnanguara John Lineker provavelmente seria o escolhido.

Aposta do blog: Demetrious Johnson por finalização.

Maldonado é o Caipira de Aço (Foto: Divulgação/UFC)

Maldonado é o Caipira de Aço (Foto: Divulgação/UFC)

Quinton Rampage Jackson (35-11) e Fábio Maldonado (22-7) fazem luta mais polêmica do evento, certamente. Mas não apenas pelo confronto em si. O duelo chegou a ser tirado do card por via judicial. Rampage, que assinou com o rival Bellator em 2013, decidiu deixar a organização neste ano alegando não cumprimento de algumas cláusulas do contrato.

Pois bem. O americano acertou seu retorno ao UFC e foi escalado para enfrentar o Caipira de Aço, mas o Bellator conseguiu na Justiça impedir a participação do ex-campeão dos meio-pesados (até 93 kg). Isso até três dias atrás, quando uma liminar recolocou Rampage no evento.

Os percalços jurídicos mudaram até o peso da luta, que acontecerá casado em 97,5 kg, mas não vão diminuir a empolgação dos fãs. O brasileiro diz que prefere sair do octógono sangrando do que vencer sem precisar suar. É esperar para ver.

Aposta do blog: Rampage Jackson por decisão dividida.

Thomaz Almeida está invicto (Foto: Divulgação/UFC)

Thomas Almeida está invicto (Foto: Divulgação/UFC)

Thomas Almeida (17-0) coloca sua invencibilidade em jogo contra o veterano canadense Yves Jabouin (20-9), 35 anos. O brasileiro é uma das promessas entre os galos (até 61 kg) e só foi para a decisão dos jurados uma vez na carreira, justamente na estreia no UFC, em novembro do ano passado.

Para compensar, ‘Thominhas’, de 23 anos, levou o prêmio de luta da noite. Seu estilo agressivo de luta em pé pode transformá-lo em uma estrela do esporte em breve.

Aposta do blog: Thomas Almeida por nocaute técnico.

Enviado por Fernando Rudnick, 22/04/15 4:34:10 PM
Anderson Silva vai tentar competir no Rio-2016 (Foto: Divulgação/UFC)

Anderson Silva vai tentar competir no Rio-2016 (Foto: Divulgação/UFC)

 Aos 40 anos de idade, Anderson Silva decidiu tentar realizar o sonho olímpico.

O lutador anunciou nesta quarta-feira (22), no Rio de Janeiro, que vai participar das seletivas olímpicas do tae kwon do, esporte responsável por sua iniciação no mundo da luta e no qual é faixa-preta. Isso significa que ele tentará somar pontos para estar entre os oito melhores do país na categoria acima de 80 kg até o fim do ano.

“Vou tentar devolver ao meu esporte de origem o que ele me deu. Sei que as dificuldades serão muito maiores, mas vou me preparar. Não estou preocupado em passar vergonha”, falou Spider, que começou a treinar tae kwon do aos 17 anos de idade.

“Gosto de desafios. Estou muito longe de entrar no ritmo de competição, mas terei tempo. Tenho que ganhar velocidade, me adaptar a usar o equipamento. Mas a expectativa é grande. Vou atrás do meu sonho”, acrescentou.

Veja aqui o que Anderson Silva precisa fazer para se classificar à Olimpíada.

Suspenso preventivamente do UFC por causa do doping em sua última luta, em janeiro, Anderson ainda aguarda julgamento. Ele provavelmente será punido com um ano de suspensão, tempo que vem a calhar para se manter ativo ao tentar a vaga brasileira na categoria.

Seja qual for o resultado do julgamento, a decisão dificilmente impeça sua empreitada no tae kwon do, já que a Comissão Atlética de Nevada (NSAC), principal órgão regulador do esporte nos Estados Unidos, não é filiada à Agência Mundial Antidoping (Wada).

Com Folhapress

Enviado por Fernando Rudnick, 17/04/15 1:34:00 AM

A edição deste sábado (8) do UFC, em Newark, Nova Jersey, está recheada de boas lutas. Selecionamos três que você não pode perder. O evento começa às 21h.

#1 Lyoto Machida (22-5) x Luke Rockhold (13-2)

Luke Rockhold, que já perdeu para Belfort, encara Lyoto (Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo)

Luke Rockhold, que já perdeu para Belfort, encara Lyoto (Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo)

A principal luta da noite coloca frente à frente dois ex-campeões. Enquanto Machida, 36 anos, deteve o título até 93 kg do UFC, Rockhold foi o rei até 84 kg do Strikeforce. Hoje, ambos são cotados para enfrentar o campeão dos médios (Chris Weidman ou Vitor Belfort, que lutam em maio).

Com uma vitória, é praticamente certo que o americano seja anunciado como próximo desafiante. O lutador da AKA – parceiro de treinos de Cain Velásquez, Daniel Cormier e Khabib Nurmagomedov – vem de três convincentes vitórias seguidas desde que foi nocauteado por Belfort em Jaraguá, em 2013.

O Dragão, por outro lado, bateu CB Dollaway por nocaute técnico, em dezembro passado, e se recuperou da derrota para Weidman na disputa do cinturão. Seu estilo evasivo e de contra-ataque é sempre uma incógnita para o adversário, mas Rockhold está no mesmo nível do brasileiro. Grande chance de luta equilibrada e empolgante.

Aposta do blog: Rockhold por decisão dividida.

#2 Ronaldo Jacaré Souza (21-3) x Chris Camozzi (21-9)

Ronaldo Jacaré enfrenta Chris Camozzi, a quem derrotou em Jaraguá (Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo)

Ronaldo Jacaré enfrenta Chris Camozzi, a quem derrotou em Jaraguá (Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo)

Jacaré, 35, deveria enfrentar Yoel Romero neste sábado, mas o cubano se lesionou. O único que aceitou enfrentar o brasileiro foi Camozzi, que lembra muito bem o que é encarar o dono do melhor jiu-jítsu do UFC.

Em Jaraguá, dois anos atrás, o amazonense venceu com um triângulo de mão no primeiro round. Luta extremamente desequilibrada, situação que não deve ser diferente em Newark. Souza vem de sete triunfos consecutivos – o americano ganhou a última, fora do UFC, de onde foi demitido em setembro passado após quatro derrotas em sequência.

Não dá para negar a loucura coragem de Camozzi. Só que a chance dele é zero.

Aposta do blog: Jacaré por finalização.

#3 Felice Herrig (10-5) x Paige VanZant (4-1)

(Foto: Reprodução)

Felice e Paige lutam em Newark (Foto: Reprodução)

Ok, essa edição do UFC tem outras duas lutas que prometem (Cub Swanson x Max Holloway e Zac Cummins x Ovince St. Preux), mas não superam a expectativa pela única luta feminina da noite.

Pela encarada, as pesos-palha (até 52 kg) Felice, 30, e Paige, 20, vão fazer uma grande luta. Dana White, presidente do campeonato, teve de separá-las quando ficaram frente à frente após a coletiva de imprensa.

Quem ganhar entra na lista de potenciais candidatas a enfrentar a campeã Joanna Jedrzejczyk.

Aposta do blog: VanZant por decisão unânime.

Enviado por Fernando Rudnick, 16/04/15 4:08:46 PM
(Foto: Divulgação/Facebook)

Guilherme Félix acha que Anderson Silva não tem chance de concorrer à vaga olímpica (Foto: Divulgação/Facebook)

Guilherme Cezario Félix, melhor lutador brasileiro de tae kwon do na categoria acima de 80 kg, chamou de piada a intenção de Anderson Silva disputar a Olimpíada do Rio. Número 18 do mundo, o capixaba de Vila Velha desabafou no Facebook para depois deletar o post.

“Vamos parar com a brincadeira! Eu e a maioria dos atletas de tae kwon do estamos cansados dessa polêmica do Anderson Silva dizer que vai tentar vaga pros Jogos Olímpicos. Não tenho nada contra ele e nem o conheço pessoalmente, mas esse tema é motivo de piada”, disse.

“Se ele quer mesmo disputar a vaga pros Jogos, que venha. O risco é dele e acho que vai ter que se preparar muito pra não passar vergonha. Estou ansioso! Aqui não vai ter mais piadinha e brincadeira com coisa séria”, completou.

Enviado por Fernando Rudnick, 14/04/15 6:33:38 PM
Spider postou foto em treino de tae kwon do (Foto: Reprodução/Instagram)

Spider postou foto em treino de tae kwon do (Foto: Reprodução/Instagram)

Uma reunião entre Anderson Silva e a Confederação Brasileira de Tae Kwon Do (CBTKD) está prevista para a próxima quarta-feira (22), no Rio de Janeiro, e deve definir se o lutador vai mesmo entrar na disputa por uma vaga olímpica.

O blog conversou com o técnico da seleção nacional adulta, o paranaense Fernando Madureira, para esclarecer o que o maior campeão da história do UFC precisa fazer para competir no Rio-2016.

Confira as ‘perguntas e respostas’ para o futuro olímpico do Spider. Em itálico, respostas do treinador do time nacional.

Atualização: A foto acima foi postada por Anderson Silva no Twitter nesta quarta-feira (15), com a legenda ‘Treino de Taekwondo na MTC (Muay Thai College)’. Sinal de que o interesse é sério?

Qual o caminho até os Jogos Olímpicos?

Anderson precisa estar entre os oito melhores do ranking nacional até o fim do ano. Para isso, existem seis seletivas nacionais que somam pontos. Ele também pode competir em abertos fora do país para melhorar seu nível, mas uma classificação pelo ranking mundial é inviável hoje – o ciclo olímpico começou em 2013.

Caso se classifique, o lutador tem de passar pelo Grand Slam e ficar entre os três primeiros, que fazem parte da seleção. A categoria dele seria acima de 80 kg. O Brasil tem quatro vagas garantidas por ser o país sede – duas delas masculinas. Anderson precisa convencer a comissão técnica de que merece um lugar.

O caso de doping afeta em alguma coisa?

Não. A Comissão Atlética de Nevada (NSAC) não é filiada à Agência Mundial Anridoping (WADA).

Anderson completou 40 anos nesta terça (14). Até que ponto a idade é um obstáculo?

Aí já é um conflito informação. Se formos levar em consideração só a idade, já era. Mas tem uma somatória da idade, qualidade física, do aspecto emocional do lutador.

Como seria a readaptação dele ao tae kwon do?

Ele teria de parar de treinar MMA. Seria muita informação na cabeça dele ao mesmo tempo. É melhor fazer o treino específico, com esquiva, chute básico, chute complementar, trabalho de defesa. Com o trabalho tático, as regras não seriam problema, pois tudo é abordado.

Como foi a reação dos outros atletas com o interesse?

Até ontem todo mundo achava um absurdo porque acreditavam que ele ganharia a vaga. Mas quando ficaram sabendo que não seria assim, mudaram de ideia.

Quais as reais chances de Anderson?

Grandes chances. Ele não vai ter cadeira cativa, nem nada. Tem de disputar com os outros na seletiva. Qualquer atleta talentoso pode conseguir. Se ele quiser, tem todas as condições do mundo. E tem o diferencial que é um lutador experiente e tem dinheiro, apoio para conseguir se dedicar.

Páginas12345... 25»
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Assine a Gazeta do Povo
  • A Cobertura Mais Completa
    Gazeta do Povo

    A Cobertura Mais Completa

    Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

    Tudo isso por apenas

    12x de
    R$49,90

    Assine agora!
  • Experimente o Digital de Graça
    Gazeta do Povo

    Experimente o Digital de Graça!

    Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

    Após o período teste,
    você paga apenas

    R$29,90
    por mês!

    Quero Experimentar