Comandante da Tiffany no Brasil dá a receita do sucesso da marca que é sinônimo de luxo e glamour

Comandante da Tiffany no Brasil dá a receita do sucesso da marca que é sinônimo de luxo e glamour Luciana Marsicano, diretora geral da Tiffany & Co. para o Brasil Foto: Divulgação

Uma das grifes de luxo mais renomadas do planeta, a norte-americana Tiffany & Co. é o sonho de consumo de milhões de mulheres mundo afora. Ostentar uma joia da marca, contudo, é algo que poucas podem se dar ao luxo de fazê-lo – o que não significa que o número de mulheres que têm esse privilégio seja pequeno. Pelo contrário. Imortalizada no filme Breakfast at Tiffany’s (Bonequinha de Luxo), de 1961, estrelado pela estonteante Audrey Hepburn, a Tiffany povoa o imaginário feminino há quase dois séculos. Presente em 25 países, entre eles o Brasil, onde é comandada pela executiva paulistana Luciana Marsicano (de família curitibana), a marca possui uma loja em Curitiba no luxuoso Pátio Batel, o que a traz com frequência à cidade. Formada em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas, pós-graduada em Marketing pela ESPM e com curso de extensão em Buying & Merchandising pelo Fashion Institute of Technology, em Nova York, Luciana é a diretora geral da Tiffany para o Brasil desde março de 2012. Ela conversou com o site.

 

 

De forma resumida, como é a empresa em que você trabalha?

 

A Tiffany hoje possui cinco lojas no Brasil e tem crescido, constantemente, em nosso país nestes cinco anos em que estou à frente dela. Em minha gestão expandimos nossa operação para novos mercados chegando ao Rio ao final de 2012 e em Curitiba em 2013. Temos hoje 50 funcionários no Brasil e vários reports diretos a mim, desde o diretor de finanças e operações, passando pelas cinco lojas, à área de treinamento.

 

Onde você dá expediente?

Em São Paulo.

 

Qual o tamanho da empresa hoje?

Falando da empresa Tiffany como um todo, em relação a números globais, ela vende US$ 4,5 bilhões no mundo.

 

Que serviços que ela presta, além de vender joias?

A Tiffany é uma das maiores marcas de luxo do mundo, sinônimo dos melhores diamantes e de design eterno. Ao mesmo tempo também é um varejo de luxo com 330 lojas em 25 países. Ela também é bastante verticalizada e domina todo o processo de produção do diamante, não de exploração. Lapidamos o diamante, damos o polimento, temos o próprio design, laboratório e montamos o diamante.

 

Como diretora para o Brasil, qual é sua estratégia de negócio diante de um mercado tão competitivo como o de alta joalheria?

 

Não acredito em crise. Acredito que negócios se estagnam por falta de inovação, talentos e engajamento das pessoas e comunicação. Apesar de liderar uma marca de quase 200 anos de tradição, nossa companhia é muito intensa, ativa, inovadora, focada em clientes e também em nossos talentos internos. Por isso, há cinco anos crescemos constantemente e expandimos nossa base de clientes de maneira expressiva.

 

 

Como planeja seu dia a dia?

Tenho todos os meus compromissos inseridos em minha agenda semanal, mas, sim, sou flexível a reorganizá-los para todos os assuntos urgentes ou oportunidades imperdíveis. Minha vida profissional toma facilmente 10 a 12 horas do meu dia, mas tento preservar ao máximo meus finais de semana em família, não levando trabalho para casa, apesar do celular não me poupar nem nas horas de descanso. O varejo demanda disponibilidade 24×7.

 

Quantas pessoas compõem a sua equipe?

Temos hoje 50 funcionários no Brasil. E tenho nove funcionários respondendo diretamente a mim.

 

Como é a sua rotina? E como encara a segunda-feira, dia de planejar a semana em qualquer empresa?

Na verdade, já na sexta-feira da semana anterior, revejo a agenda da semana seguinte e me preparo para os inúmeros calls com os Estados Unidos, reuniões internas, eventos e visitas às lojas. Tenho a mania de bloquear horários no meu Outlook para também cuidar de projetos estratégicos e dedicar as devidas horas aos projetos. Mas, enfim, minhas segundas-feiras são dedicadas ao escritório em termos comerciais, financeiros e operacionais.

 

 

 

8 RECOMENDAÇÕES PARA VOCÊ