Blogs

Fechar
PUBLICIDADE

Panela do Anacreon

Enviado por Anacreon de Téos, 24/03/17 4:45:05 PM

O Bacalhau ao forno do Lellis é servido em forma de barro e tem um sutil e intrigante toque de dendê, que assina sua personalidade. (Foto/ Isabella Mayer)

Já é tradição em toda Quaresma. O Lellis Trattoria inclui um prato de bacalhau em seu cardápio que é de fazer inveja pra muito restaurante português. É exclusivo dessa época do ano, embora haja apelos para que seja mantido no cardápio, o que ainda não sensibilizou o proprietário da casa, o simpático João Lellis, que, quando presente ao restaurante, costuma circular sua alegria por todas as mesas do restaurante.

O Bacalhau ao forno (R$ 155), que tive a curiosidade de experimentar no ano passado, marca muito pelo ótimo sabor. Prato farto (como de resto o são todos os demais do menu), fomos em dois, comemos bem e ainda levamos o restante para casa. A receita é do próprio João Lellis, com postas do legítimo bacalhau norueguês (gadus morhua), batatas, ovos, cebola, pimentão vermelho, azeitonas pretas, tomates e um curioso toque de azeite de dendê, nada exagerado que roube o paladar do prato, mas suficiente para dar um intrigante quê de diferença. O prato fumegante é acompanhado de arroz branco e tem também uma versão individual a R$ 85,25, que, se bobear, dá para dois.

O Bacalhau ao forno é servido nas sextas, das 11h30 às 16h e das 19h à 1h; sábados das 11h30 à 1h; e domingos das 11h30 às 24h. Mas, como tem produção limitada, dá para usar aquela famosa frase das casas comerciais para cada dia: “enquanto durar o estoque).

Ainda temos um bom tempo de Quaresma. E de bacalhau, portanto, no cardápio do Lellis.

Lellis Trattoria

Rua Gonçalves Dias, 51 – Batel

Fone: (41) 3242-9320

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 23/03/17 12:24:59 PM

Cebola empanada do Gordo & Magro Comida de Boteco, que a partir desta sexta começa a funcionar também no Ca’Dore. (Foto/ Divulgação)

O Bar Gastronômico Gordo & Magro, que há mais de dois anos faz sucesso lá nos confins do Santa Cândida, começa a funcionar a partir desta sexta-feira (24) também no espaço Ca’dore Gastronomia Descomplicada, o grande parque gastronômico aberto recentemente no bairro Bacacheri.

O Gordo & Magro Comida de Boteco chega com a proposta, como o nome já diz, de oferecer comida de boteco. Além do cardápio farto de especialidades de boteco, servirá também chopes e submarinos (para quem não sabe, são pequenos canecos de Steinhäger dentro de canecos de 500 ml chope – R$ 18 –  uma criação do Bar do Alemão).

Quer saber o que tem no cardápio?

Carne de onça (R$ 12) ou então aquele Franguinho frito ou uma porção de Calabresa acebolada (R$ 18), aquela porção de Polenta frita (R$ 21). Tem ainda Cebola empanada (R$ 22) Costelinha Borboleta (R$ 29) e até pratos de boa refeição, como o clássico Filé Osvaldo Aranha (R$ 33) e a Costelinha de porco com molho barbecue (R$ 49).

Isso e muito mais, como Bolinho de parmesão, Quibinho com queijo, Iscas de carne, Bolinho de bacalhau, Bolinho de carne, Pastelzinho de costela, as opções são inúmeras.

Mas como é Gordo & Magro, tem o cardápio magro, que oferece Palmito assado com Flor de Sal (R$ 19) e Batata doce assada, que pode acompanhar tiras de frango grelhadas na chapa (R$ 47).

O novo boteco vai funcionar no horário oficial do empreendimento, que é das 17h às 23h (exceto domingo, que vai até 22h e nas segundas, que não abre).

Gordo & Magro Comida de Boteco

Ca’Dore

Avenida José Gulin, 105 – Bacacheri

Fone: (41) 3356-3027

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 22/03/17 9:04:29 AM

Luiz Filipe Jacob será o parceiro de Ivo Lopes no jantar especial de ex-Masterchefs que vai acontecer no Vin. (Fotos/ Divulgação)

Ivo Lopes volta a se reencontrar com um companheiro de correria do 1º Masterchef Profissionais para uma parceria na cozinha. Depois de trazer a Curitiba Dário Costa e Fádia Cheiato para eventos lotados no restaurante Mukeka, está anunciando a vinda de Luiz Filipe Jacob para dividir com ele a cozinha do Vin Bistro e a elaboração de um cardápio especial Surf & Turf (nome usado na gastronomia para designar pratos que combinem proteínas do mar e da terra, com o intuito de mesclar sabores, aromas  e texturas).

O tema foi mais uma vez escolhido de propósito, por ter representado a eliminação de Ivo do programa, quando se deu mal ao preparar “Polvo na cerveja preta com magret de pato selado e legumes”. Desde então, o experiente e sempre inspirado cozinheiro tem, com bom humor, aproveitado o tema para compor seus eventos. Só que desta vez foi mais além. Decidiu fazer justamente o prato de sua eliminação, como uma saborosa birra de que naquele dia tudo poderia ter dado certo.

O encontro entre os dois será na semana que vem, com jantar programado para o dia 29.

A chef Claudia Krauspenhar – proprietária da casa – recebe os masterchefs para o jantar surf and turf, no Vin Bistro. As vagas são limitadas e será o último jantar da série de eventos masterchefs do chef Ivo Lopes e convidados.

O cardápio está realmente muito interessante. Tem como entradas, Terrine de fígado e manga com bouquet de folhas e emulsão de cebolinha e Mousseline de mandioquinha com brandade de bacalhau gratinado.

Os pratos principais fazem a fusão entre mar e terra. Começando pela Barriga de porco assada em baixa temperatura com mexilhão gratinado, molho de hibiscus e sautée de grãos. Em seguida, o prato da eliminação: Polvo na cerveja preta com peito de pato grelhado e legumes crocantes.

De sobremesa, Verrine de queijo de cabra com compota de kiwi, creme de nori e praliné crocante.

O custo será de R$ 159 por pessoa (+ serviço)

Vin Bistro

Rua Fernando Simas, 260 – Bigorrilho

Reservas pelo telefone (41) 3225-3444 ou diretamente no restaurante.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 21/03/17 1:04:30 PM

Lênin Palhano, o premiado chef do Nomade, será a estrela desta Terça Gastro Night +55. (Fotos/ Jennyfer França)

Sempre digo que vale a pena. O que quer que Lênin Palhano faça, vale a pena.

O jovem chef do restaurante Nomade (Nomaa Hotel) será o ilustre convidado desta terça-feira (21) no Bar + 55. Será a grande estrela da Terça Gastro Night +55, uma feliz ideia que surgiu na casa há quase dois anos e que apresenta a cada semana uma atração. Algumas interessantes, outras bem interessantes e outras mais do que especiais, como esse paranaense de Jataizinho que cresceu na gastronomia e hoje é, certamente, um dos pontos de referência dos melhores sabores de Curitiba.

Lênin é muito chegado às coisas da terra, à pesquisa dos ingredientes, às experiências com as várias texturas de um mesmo insumo, à abertura total da inspiração para chegar ao melhor paladar. Nem que isso custe horas e horas de experiências, pois a perfeição é pouco para o modo como situa a gastronomia em sua vida e em sua carreira profissional.

Chips de batata-doce com aroma de limão e camarão curado.

Priorizando produtos regionais e da estação, o chef concebeu o cardápio do evento (uma só opção de cada prato, ao contrário do que normalmente ocorre, com duas alternativas para cada etapa do jantar) aperitivando com Chips de batata-doce com aroma de limão e camarão curado. Daí vem a entrada, que será a Abóbora cabotiá orgânica com rúcula, queijo da Lapa e amêndoas. O queijo da Lapa já foi usado por ele em ocorrência recente, naquela cidade, o Festival de Cultura e Gastronomia da Lapa, que reuniu chefs de fora com o pessoal da cozinha local. Na sobremesa que fez, combinou também a abóbora com o queijo, que por lá chamam de requeijão, e é realmente um ponto intermediário entre a ricota e o queijo fresco.

Arroz de bacalhau com ovo de galinha caipira e crispy de mandioquinha.

O prato principal escolhido pelo chef será um Arroz de bacalhau com ovo de galinha caipira e crispy de mandioquinha. Mas não será qualquer ovo caipira qualquer e sim um Ovo Mollet caipira – aquele ovo que é cozido apenas por alguns minutos (quatro e meio, na maioria dos casos), o suficiente para endurecer um pouco a clara e manter a gema mole. Daí é empanado e frito e, quando servido, a gema escorre quando o ovo é cortado. Show! E a combinação com o bacalhau tem tudo a ver.

De sobremesa, Mousse de doce de leite com aroma de café do Norte do Paraná e sorvete.

Mousse de doce de leite com aroma de café do Norte do Paraná e sorvete.

O menu, com aperitivo, entrada, prato principal e sobremesa sai R$ 65 por pessoa e, por causa do evento, na ocasião o cardápio regular do bar não estará sendo servido.

Terça Gastro Night +55

Avenida Vicente Machado, 866 – Batel

Fone: (41) 3322-0900

WhatsApp: (41) 99247-3322

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

 

Enviado por Anacreon de Téos, 20/03/17 1:09:04 PM

O Do Peruano – Gastronomia e Cultura agora está funcionando em uma simpática casinha vermelha no alto do Cristo Rei. (Fotos/ Anacreon de Téos)

Fernando Matsushita e os temperos do Peru.

Durante um bom tempo ficou escondido, no subsolo de um supermercado ali na região do Tarumã. Mas nem assim deixou de ser muito bem frequentado, porque, de boca em boca, a informação se espalhava e os curitibanos descobriam uma autêntica casa de cozinha peruana.

Claro que o carro-chefe sempre foi o ceviche – mais difundido por aqui -, mas o cardápio do Do Peruano – Gastronomia e Cultura é bem extenso, variando conforme o dia e de acordo com os ingredientes disponíveis no mercado. E também pela inspiração do chef e proprietário Fernando Matsushita. Nascido em Lima (capital peruana), morou no Japão e, com isso, assimilou na prática todas as vertentes da fusão entre as duas linhas gastronômicas, muito comuns no Peru e na difusão da comida daquele país pelo mundo.

Há alguns meses o Do Peruano está funcionando em endereço próprio, com maior visibilidade e possibilidade de o chef apresentar seus pratos sem depender do horário do supermercado. A nova casa foi toda ela preparada e finalizada pelo próprio chef, por sua esposa (a brasileira Ilza) e pelas pessoas próximas. E ficou linda, vermelha, bem viva e chamativa, como é a comida ali servida.

Já na entrada os clientes ficam sabendo das atrações do dia e em seguida são recebidos pela simpatia do casal proprietário. Como os preços são bem interessantes, com mais simpatia e bons sabores tudo fica perfeito. É só pedir e aproveitar.

Estive lá dia desses e, como não poderia deixar de ser, fiquei encantado com o que é servido. Não sem antes bebericar um Pisco Sauer, a bebida oficial do Peru (há uma pendenga de reclamação de origem com o Chile, mas enquanto a peruana é um destilado do suco da uva, a chilena é do bagaço, entre outras diferenças).

Combinado costeño.

E começaram a vir os pratos. Primeiro, um Combinado costeño (combinado do mar), com dois pratos em um, o frio e o quente e que custa R$ 35 o pequeno e R$ 55 o grande. A parte fria era o ceviche, que neste caso foi o clássico, a base de todos os ceviches (são 50 e tantos tipos). Irretocável! O prato quente foi a Jalea, que consta de peixes e frutos do mar (variando conforme a época) empanados, com crosta à base de dois tipos de farinha, sendo uma delas a farinha de chunho (uma espécie de batata seca) amido de batata muito parecido com amido de milho ou polvilho. O molho que acompanha é muito comum na gastronomia peruana como escolta de frutos do mar, a Salsa criolla, vinagrete com cebola roxa, coentro e tomate concassé. Muito picante lá no Peru, mas bem menos aqui, de acordo com o paladar do brasileiro.

Arroz chaufa – fusão de influências chinesas e peruanas.

O segundo prato era de origem chinesa cantonesa, influência muito popularizada no Peru e arraigada após fusão com ingredientes e a cultura locais. Foi o Arroz chaufa (R$ 35), que utiliza técnicas e alguns temperos orientais, somados aos ingredientes peruanos. Pode ser feito de porco assado, meio adocicado, vermelho, com o que os chineses trabalham bem. Com o toque mais contemporâneo, para virar prato peruano entram frutos do mar, que é a base de culinária do país. Mas o tempero é que dá o toque especial. Difícil de perceber tantos ingredientes, pois são mais ou menos 18 (o número varia conforme cada cozinheiro), entre chineses e peruanos. Simples e rápido, precisa técnica muito apurada e muitos anos de prática para a perfeita execução. Leva arroz, ovo, cebolinha, frutos do mar, pimentões ou pimenta em quadradinhos e a personalidade do sabor está nas especiarias como óleo gergelim, canela chinesa, cravo chinês, pau de laranjeira, tausi (um molho de soja fermentado, de sabor bem acentuado), alho e gengibre. O arroz é frito rapidamente, junto com os frutos do mar, para ser servido al dente.

Cheesecake e Tres leches, sobremesas personalizadas.

Nas sobremesas, algumas vertentes contemporâneas que entraram no paladar peruano. Uma delas foi Tres leches, um bolo esponjoso que mistura leite condensado, leite integral e leite evaporado. Também veio um Cheesecake, com uma calda feita à base de milho roxo peruano – importado pelo restaurante – e redução com frutas vermelhas. E ainda um Alfajor, que, ao contrário do que muitos pensam, não é origem argentino e, sim, está presente, desde sempre, em todos os países hispânicos da América. O doce tem origem árabe e os espanhóis trouxeram aos países colonizados. Os valores da sobremesa variam entre R$ 4,50 e R$ 12.

O restaurante não funciona às segundas. Abre de terça a domingo para almoço. Quinta, sexta e sábado para almoço e jantar.

Altamente recomendável. Pela comida em si e por tudo o que representa em história e cultura.  E pela simpatia dos anfitriões, que, na boa, tornam os pratos ainda mais saborosos.

As sugestões de pratos estão diariamente escritas no quadro-negro, à porta.

Do Peruano – Gastronomia e Cultura

Avenida Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, 675 – Cristo Rei

Fone: (41) 3045-6711

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 17/03/17 5:08:38 PM

Ovo Guido, o ovo cozido lentamente e empanado, que mantém a gema mole – e servido sobre creme de cogumelos e molho de trufas. (Fotos/ Valerci Santos)

Fettuccine nero artesanal com tomates secos, rúcula e azeite extra virgem.

O cardápio da Vino! Batel, que foi provisório por algum tempo, consequência da adaptação pelo período de lançamento, ganhou uma nova leva de pratos, sanduíches e petiscos. São dez as novidades, desde opções para compartilhar enquanto se degusta um vinho ou até mesmo para uma refeição mais encorpada. A linha dos novos pratos propõe uma mistura de receitas italianas com o estilo das “tapas” (petiscos) espanhóis.

Loja de vinhos integrada a um wine bar, a Vino! Batel foi inaugurada em dezembro passado. O cardápio, desenvolvido pelo restaurateur Raphael Zanette, do Grupo Vino!, permite harmonizações para todos os gostos, com uma adega que conta com 400 opções de rótulos e vinhos em taça.

Arancini com molho de espinafre)

Dentre os pratos que entraram em cartaz, uma das novidades que certamente chama mais a atenção é o Ovo Guido. Trata-se de um “ovo perfeito” (cozido lentamente, em baixa temperatura, de forma a manter em seu interior uma gema cremosa, enquanto a clara se mantém mais firme, “perfeitamente” uniforme, e depois empanado). Vem acompanhado por creme de cogumelos com salsa di tartufo (molho de trufas). Custa R$ 29 e faz parte da seção do cardápio batizada como Piatti Piccoli (pratos pequenos). Neste mesmo segmento, há ainda a Polentinha cremosa com ragu de costela (R$ 16) e os Arancini, o tradicional bolinho italiano, feito de risoto de queijo grana padano e molho de espinafre (quatro unidades a R$ 16).

Refeições

Polentinha cremosa com ragu de costela.

Entre os pratos, para quem preferir uma refeição mais consistente, há uma novidade para quem não come carnes: Fettuccine nero artesanal com tomates secos, rúcula e azeite extra virgem (R$ 32), com massa fresca que leva tinta de lula. Já os clientes que apreciam e não abrem mão de carne têm boas pedidas como a Bisteca de cordeiro com polenta cremosa e pesto de hortelã (R$ 43) ou ainda o Bife Angus à milanesa com creme de burrata e molho pomodoro da casa, acompanhado por batatas rústicas ou salada do dia (R$ 54).

Mais o eclético menu da casa ainda oferece sanduíches, ao estilo Panini, como o Pão ciabatta crocante com prosciutto, queijo asiago Witmarsum, tomate e rúcula (R$ 24). E ainda sobremesas, como o italianíssimo Canolli de pistache e calda de tangerina (R$ 14).

A Vino! Batel conta ainda com pratos apresentados como sugestão da casa, que não estão no cardápio. A casa funciona de terça-feira à quinta e domingo, das 17h às 23h. Sexta-feira e sábado, das 17h à meia-noite

Vino! Batel

Rua Comendador Araújo, 891 – Batel (Shopping Hauer, loja 5)

Fone: (41) 3359 – 1077

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 16/03/17 2:55:35 PM

Tagliatelle ao molho pomodoro, no cardápio da Anis Presto.

Já está valendo o novo cardápio da semana da Anis Presto, a casa do chef Flávio Frenkel na Mercadoteca. Começou a ser servido nesta quinta-feira (16) e segue até a quarta da semana que vem, com três opções de preços para oferecer.

A primeira delas é a das massas lisas, a R$ 29,90, podendo o cliente escolher entre Spaghetti, Tagliatelle e Pappardelle, a serem combinadas com sete opções de molho, a saber: Pomodoro, Queijo, Funghi, Pesto, Bolonhesa, Ragu de cassinela e Ragu especial da semana (ragu de pato).

Os mesmos molhos valem, também, para as massas recheadas, a escolher entre Ravióli de muçarela de búfala, Ravióli de bacalhau e Ravióli de carne assada. O valor desses pratos é de R$ 34,90.

O prato de carne da semana, servido a R$ 39,90, é a Costela bovina ao vinho tinto, acompanhada de tagliatelle fresco.

A Anis Presto também oferece uma boa variação de saladas, a R$ 76,90 o quilo. Nesta semana as opções são: Verduras da estação grelhadas em azeite de oliva extra virgem com um toque de tomilho fresco, Salada caprese, Salada grega (tomates frescos, cebola roxa, pepino, azeitonas pretas e queijo boursin), Salada de marisco com vinagrete e coentro, Salada de couscous marroquino com legumes da estação e especiarias e Salada de cenoura assada e caramelizada.

A Anis Presto funciona no horário normal da Mercadoteca: de terça a sábado, das 10h às 22h e, nos domingos, das 11h às 20h.

Anis Presto

Rua Paulo Gorski, 1309, loja 7 – Mossunguê

Fone: (41) 3359-7808

Estacionamento gratuito de terça a sexta, das 10h às 16h.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 15/03/17 11:07:24 AM

A Torta Ópera, da Bella Gula, um clássico da confeitaria francesa. (Foto/ Jony Partos / Moca Estúdio)

É a cara da França. Mais ainda, de Paris. Um clássico da pâtisserie francesa, a torta Ópera foi criada em 1955 por Cyriaque Gavillon e André Gavillon, que eram confeiteiros da centenária Confeitaria Dalloyau – que funciona até hoje -. Cyriaque Gavvilon batizou a sua sobremesa em homenagem à Ópera Garnier, em Paris, da qual sua esposa era grande admiradora.

Mas a sobremesa foi imortalizada por outro confeiteiro, Gastón Lenôtre, a partir de sua própria versão, criada em 1960. Surgiu dali em diante uma rivalidade pela origem do bolo, que perdura até os dias de hoje.

A torta tem formato retangular e é conhecida tradicionalmente por suas dez camadas à base de biscuit joconde, ganache de chocolate e creme de manteiga com café genoise de chocolate. Na cobertura, um miroir de chocolate.

Pois a Torta Ópera é um dos destaques da Bella Gula – maior rede de tortaria e café do Sul do Brasil.  A sugestão custa R$ 94,90 (torta inteira – média de 1kg) ou R$12,50 (fatia).

A Bella Gula conta com mais de 30 lojas nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Distrito Federal. Em Curitiba, está no Shopping Mueller.

Bella Gula

Avenida Cândido de Abreu, 127 – Centro Cívico

Shopping Mueller – Piso L1 / subsolo (quiosque 031)

Fone: (41) 3026-5330

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 14/03/17 4:02:00 PM

O Carneiro fora do buraco já está sendo servido no Restaurante Girassol, com direito a levar o Prato da Boa Lembrança para casa. (Foto/ Divulgação)

Rosane Radecki resgatou um prato de seus antepassados para projetar Palmeira na gastronomia nacional. Fez do “Pão no bafo” motivo de admiração de clientes e de outros chefs famosos e, sempre que cozinha em algum lugar, é requisitada para elaborar o prato a todo instante.

Está presente no cardápio de seu Restaurante Girassol, também famoso por – à beira da estrada – ser ponto de encontro de motociclistas e parada obrigatória para quem segue de Curitiba para o interior ou vice-versa. E que tem também como ponto forte do cardápio a peça inteira de alcatra, cuja completa vem acompanhada de salada simples, arroz, feijão, farofa, polenta frita e pão.

No ano passado o Girassol entrou para o seleto grupo dos Restaurantes da Boa Lembrança, justamente com o Pão no bafo (postei aqui na ocasião), com pleno sucesso. A ponto de levar a inspirada chef a pesquisar outro prato tão impactante e tão paranaense quanto este para dedicar à nova versão da promoção. E ela conseguiu. O novo Prato da Boa Lembrança de seu restaurante é o “Carneiro fora do buraco”, uma proposta de releitura do Carneiro do Buraco famoso da cidade de Campo Mourão.

A escolha do prato é uma homenagem à mãe dela, que nasceu em Campo Mourão e que nasceu há séculos, quando os jesuítas chegaram por ali e ensinaram como cozinhar alimentos envoltos em folhas de bananeira dentro de buracos.

Rosane Radecki, projetando a gastronomia do interior paranaense. (Foto/ Divulgação)

O prato começou a ser feito em Campo Mourão nos anos 50, mas só ganhou projeção maior a partir da intervenção do fotógrafo e artista plástico Tony Nishimura, 20 anos depois, quando começou a preparar a carne como forma de entretenimento entre ele, seus amigos e pessoas próximas. Em 1991 foi oficializado como prato típico da cidade, ocasião em que foi criada a Festa do Carneiro no Buraco, que acontece anualmente.

Originalmente todo o cozimento é feito em um buraco no chão, onde é queimada lenha e, depois disso, com as brasas ainda vivas, é colocado um caldeirão no buraco, no qual estão a carne de carneiro em pedaços, legumes variados e frutas (como maçã) para darem a composição final. O buraco é fechado e o prato fica lá, por horas e horas.

Como Rosane Radecki cozinha o carneiro nas dependências de seu restaurante, decidiu batizar o prato como Carneiro fora do buraco, mas basicamente com os mesmos ingredientes, com um toque ou outro de sua inspiração pessoal. Nesse caso, o stinco de cordeiro é cozido lentamente em panela de ferro, com vegetais e vai à mesa acompanhado de farinha de mandioca, crocante de milho, arroz e salada simples. Custa R$ 125, serve bem duas pessoas e dá direito ao cliente de levar o prato para casa.

O Prato da Boa Lembrança

O Prato da Boa Lembrança é um belo objeto de decoração e que marca, realmente, a lembrança de bons momentos gastronômicos. A iniciativa começou por aqui em 1994, originada pelo italiano Danio Braga, inspirado pelos costumes que trouxe da região onde nasceu, de estimular o hábito de se levar uma lembrança depois de uma boa refeição. Foi assim que surgiu o Prato da Boa Lembrança, uma peça exclusiva em cerâmica que o cliente leva para casa depois de comer em um dos restaurantes associados.

Além de fundador, Braga é atualmente conselheiro da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança, que conta com cerca de 100 restaurantes espalhados pelo país. O Prato da Boa Lembrança é feito em louça de alta qualidade, resistente, produzido especialmente para ser pendurado e exposto como uma peça de arte. Cada prato possui um desenho original e exclusivo, sempre muito alegre, de cores vibrantes e tom bem humorado, relacionado com o que foi escolhido para ser servido.

O Restaurante Girassol fica a 80 quilômetros de Curitiba, na bela região dos Campos Gerais. A casa funciona sem parar, diariamente para almoço e jantar.

Vale a pena, pelo passeio e pelo sabor, um passeio até Palmeira para saborear o prato. Mas também pode ser um desafio para quem aposta em seus dotes culinários e pretenda elaborar seu próprio Carneiro fora do buraco. E aí, para tanto, tem a receita oficial, publicada no site da Associação da Boa Lembrança. Confira.

Carneiro fora do buraco

Ingredientes

2 stincos de carneiro

100g de tomate

100g de cebola

100g de batata-doce

100g de batata-salsa

100g de chuchu

100g de abobrinha

100g de cenoura

50g de pimentão vermelho

50g de vagem

100g de mandioca

100g de maçã

100g de salsão

1 pimenta dedo de moça

25g de alho

Salsa

Sal e pimenta-do-reino moída na hora

Banha de porco

100g de farinha de mandioca

300ml de cerveja belga

500 ml de caldo de legumes.

1 folha de louro, 1 ramo de alecrim, 1 ramo de manjericão

Preparo

Pique finamente todos os legumes.

Tempere a carne com sal e pimenta-do-reino.

Numa panela de ferro, doure a carne na banha de porco, acrescente os legumes, a cerveja, o caldo de legumes, os temperos e o sal. Tampe e cozinhe em fogo baixo por 2 horas, cuidando para que o líquido não seque.

Retire a carne.

Acrescente a farinha de mandioca ao caldo e cozinhe por alguns minutos, para formar um pirão. Adicione salsa picada e sirva com a carne.

Rendimento: 2 a 3 porções.

Restaurante Girassol

Rodovia BR-277, Km 168,4 – Palmeira

Fone: (42) 3252-1778

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 13/03/17 5:28:23 PM

Barriga de porco crocante com cuscuz, molho de tangerina e flor de jambu – um dos pratos que Laura Mocellin cozinha nesta terça no + 55. (Foto/ Jennyfer França)

Uma das boas cozinheiras da nova geração será a estrela da Terça Gastro Night +55 nesta terça-feira (14), no + 55 Bar.

Laura Mocellin, que até dias atrás era a chef da cozinha do Officina Restô Bar (o cardápio servido ainda continua sendo aquele concebido por ela), estará à frente da cozinha do bar nesta nova edição do evento.

Como sempre acontece nessas noites especiais do +55, Laura vai apresentar dois menus completos para a data. O primeiro deles, do mar, começa com o Tartare de salmão com guacamole e chips de batata doce, partindo para o prato principal, um Camarão ao creme de abóbora com catupiry e farofinha de Neston com castanha de caju. De sobremesa, Tortinha de limão siciliano com merengue artesanal e toque de framboesas frescas.

O segundo menu prioriza as carnes e terá de entrada Croquetas de rabada com maionese artesanal e brotos de agrião. De prato principal, Barriga de porco crocante com cuscuz, molho de tangerina e flor de jambu. A sobremesa será S´mores pie com calda de chocolate, que ela já servia, com muito sucesso, no Officina e que leva merengue, marshmallow e chocolate.

O menu com entrada, prato principal e sobremesa sai a R$ 65 por pessoa. Nesta data o cardápio regular do +55 não estará sendo servido.

A casa estará aberta a partir das 18h.

Gastro Night no +55

Avenida Vicente Machado, 866 – Batel

Fone: (41) 3322-0900

WhatsApp: (41) 99247-3322

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Páginas12345... 125»
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais