PUBLICIDADE

Panela do Anacreon

Enviado por Anacreon de Téos, 13/02/16 9:23:34 AM

O menu-degustação do Kan, solução inteligente para manter os clientes presentes. (Foto/ Divulgação)

O sucesso no mercado exige criatividade. Além da boa administração, da cabeça no lugar e de muito bom senso para enfrentar os desmandos dos governantes, os restaurantes precisam apresentar soluções que estejam ao alcance de seus clientes. Que hoje, positivamente, já não são os mesmos de dois anos atrás. Boa parte desse pessoal se dispersou, atropelado por IPI ou ST, que o país e o estado insistem em nos empurrar.

E aí, na encruzilhada, duas opções. Uma delas tentadora, preferida de muitos sócios investidores, que apenas visam o retorno o mais breve possível: substituir ingredientes. Por que um taleggio se tem catupiry? – coisas assim. Segura o preço e baixa o custo, como se o cliente fosse bobo e não percebesse. E na hora que o movimento cai de vez e não tem retorno é fácil culpar o governo (por mais que tenha todas as culpas).

Voltemos, então, ao início da conversa. Além da boa gestão e cabeça no lugar, o fator que conta para um restaurante manter o cliente interessado e presente é realmente a criatividade. Exemplo do Restaurante Kan, especializado em cozinha japonesa, cujos proprietários perceberam uma retração no consumo do rodízio nas esteiras. O cliente chegava e já sabia que teria de desembolsar mais de R$ 90 por pessoa para começar – R$ 87,90. Pisou no freio, pensando em mais uma bebida, um complemento.

A solução encontrada, mantendo o rodízio para os interessados, foi um Menu Degustação com cinco pratos, a R$ 69,90. Passa dos R$ 70 com 10%, mas aí tem o lado psicológico de se saber que o limite de gasto vai ser por ali, um pouco a mais com as bebidas.

E não é um menu qualquer, é de primeira linha. É composto por uma Casquinha de peixes gratinada, Ceviche de robalo e polvo com ovas de caranguejo (massago), Robata  (espetinho) de frango com geléia de pimenta, Yakisoba de mignon com tagliolini artesanal e um Combinado contemporâneo com 10 peças.

Aí cabem algumas observações. A começar pela massa do Yakisoba. Não é o lamen tradicional – vulgarizada no Brasil como miojo, embora tenha outro padrão – e sim o tagliolini feito em casa. Aliás, no Porcini Trattoria, o outro restaurante do grupo. Massa italiana em prato oriental. Pegou, segundo retorno dos clientes.

O Combinado contemporâneo que compõe o menu-degustação. (Foto/ Divulgação)

Quanto ao combinado, aqui vai a composição das dez peças: 1 kappa-maki e pepino, 1 sashimi de salmão selado com molho de maracujá, 1 sashimi de atum com crosta de gergelim e molho rosemberg, 1 sashimi de robalo com molho de laranja, 1 niguiri de salmão queimado no maçarico com azeite trufado, 1 tt-maki com acelga cozida e patê de salmão, 1 jow de salmão com ovas de massago, 1 filadélfia, 1 uramaki com cream cheese e salmon skin e 1 niguiri de skin.

A aceitação tem sido em torno dos 50% dos pedidos, o que atesta o acerto da casa em oferecer uma alternativa mais atraente à combinação paladar/bolso de seus frequentadores.

Isso é talento, isso é gestão. Isso é saber lidar com os clientes, oferecendo boas opções sem deixar cair a qualidade.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:
Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos
E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 12/02/16 6:10:38 PM

O hambúrguer da Casa do Ferreiro – Pão de torresmo com crocante de queijo, hambúrguer de entrecôte, queijo prato, relish de pimentão, picles e geleia de bacon. Acompanhado por batata espiral ao molho de Jack Daniel’s com cheddar e um trago de Jack. (Foto/ Guilherme Alves)

Curitiba se movimenta com a 6ª edição do CWBurguer Fest, que começou nesta sexta-feira (12) e se estende até o dia 28. O evento, que já se consolidou como a principal celebração do hambúrguer no Brasil, contará com 45 participantes, entre hamburguerias, lanchonetes e bistrôs. Como alguns deles têm mais de uma casa, serão 65 endereços oferecendo uma opção exclusiva do preparo, que será vendido pelo valor único de R$ 24,90.

E antes que alguém levante qualquer questão quanto ao preço – tenho lido muita bobagem por aí -, é bom lembrar tratar-se de uma gama diferenciada de produtos, com ingredientes de melhor qualidade do que o básico do básico, que é o que normalmente se utiliza para fazer a infeliz comparação de valores. Pelo que vi há hambúrguer de Angus, de pato, de camarão, de salmão, de javali, de cordeiro e alguns vegetarianos, com complementos que vão desde o uísque Jack Daniel’s (parece que muita gente teve a mesma ideia), champignons, tomate seco e cebola caramelizada, entre outros.

Achei bem interessantes as opções e a criatividade dos chefs e cozinheiros participantes e entendo que vale a pena a experiência.

Vão aqui apenas alguns exemplos de hambúrgueres dos tantos existentes:

A Casa do Ferreiro: Vulcano – Pão de torresmo com crocante de queijo, hambúrguer de entrecôte, queijo prato, relish de pimentão, picles e geleia de bacon. Acompanhado por batata espiral ao molho de Jack Daniel’s com cheddar e um trago de Jack.

Gourmeteria Kenedy: Angus burguer gourmet Jack Daniel’s – Pão macio, hambúrguer artesanal de Angus com 220g, bacon, cebola no whiskey, cheddar, maionese temperada, tomate e alface. Acompanhado por Onion rings e molho barbecue.

Fabiano Marcolini Alimentari: Tandoori chicken burguer – Hambúrguer de frango temperado com pasta de curry, molho de iogurte com especiarias, ervas e limão. Pepino e alface no pão crocante. Acompanhamento: Batata assada com parmesão e alho.

Gordo&Magro Gastrobar: Jack bacon rings (JBR) – Dois hambúrgueres de costela Angus de 90g, queijo cheddar, maionese artesanal, cebola marinada em Jack Daniel’s Honey, 70g de bacon magro e pão crocante especial. Acompanhamento: Onion rings e maionese JBR.

Rede Madero: Madero duck burger – Pão crocante, salada, queijo cheddar especial, maionese artesanal e hambúrguer de peito de pato 180g grelhado em fogo forte. Acompanhamento: Batatas fritas.

Victor Fish’n’Chips: Hambúrguer de camarão – 120g de hambúrguer de camarão, com london sauce (molho rosé), tomate e alface americana. Acompanhamento: Batata doce rústica.

Bahir Shawarma & Hamburgueria: Samir (o encantador) – Hambúrguer de carneiro defumado artesanalmente servido com queijo muçarela. Acompanhamento: Palitos de queijo assados.

Balada Mix: Balada vegi shiitake – Hambúrguer artesanal 100% vegetariano de soja e cogumelo shiitake, queijo minas padrão e molho teriyaki. Acompanhamento: Batata canoa com cheddar.

O Madero Duck Burguer – Pão crocante, salada, queijo cheddar especial, maionese artesanal e hambúrguer de peito de pato 180g grelhado em fogo forte. Acompanhamento: Batatas fritas. (Foto/ Guilherme Alves)

Os participantes

Aqui está a relação de todos os participantes desta edição do CWBurguer Fest: A casa do Ferreiro, Babilônia Gastronomia (Batel, Cabral, Mueller, Palladium e São José), Bahir Shawarma e Hamburgueria, Balada Mix, Banoffi Bistrô e Confeitaria, Barbarium Pub, Barraca do Claudio, Bierburger Hamburgueria, Bulls Sanduicheria Bar (Batel e Jardim das Américas), Casa da Mãe Joana Gastronomia, Celeiro Hamburgueria Grill, Cervejaria da Vila, Charles Burger, Drive in Burguer, Fábrica Gourmet Hamburgueria, Fita Crepe Bar, Garage Hamburgueria, Go Burger, Gold Skull Bar, Gordo e Magro, Gourmeteria Kenedy, Hamburgueria Rústica, Heat Grill Burgers Artesanais, Insensatos Hamburgueria e Petiscaria, JPL Burgers (Batel e Mercadoteca), Kharina (Água Verde, Batel, Cabral e Jardim Botânico), Koda Pub & Chicken, Limoeiro Casa de Comidas, Madero Steak House (Batel, Cabral, Champagnat, Comendador, Jardim Social, Shopping Estação, Shopping Palladium, Pátio Batel, Relógio das Flores e São José dos Pinhais), Madero Sports Bar, Marbô Bakery, Marcolini, Matteo Burgers, Mezanino das Artes, Mustang Sally, O Pensador, O Tradicional Ambulante, Patala Grill, Picnic, Quermesse, Riders Pub, Sams Burguer & Chicken, The Fifties Tradicional Burger (Shopping Curitiba e Pátio Batel), Trovatore Burguer e Victor Fish’n’Chips.

Para saber de todos os hambúrgueres e poder escolher o seu favorito, além dos relacionados acima, entre no site oficial, clicando aqui.

Vale a experiência, os valores estão de acordo com a proposta de qualidade apresentada pelos participantes do evento.

A proposta do Victor Fish’n’Chips – 120g de hambúrguer de camarão, com london sauce (molho rosé), tomate e alface americana. Acompanhamento: Batata doce rústica. (Foto/ Guilherme Alves)

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 11/02/16 10:29:09 AM

Ginger salad, mix de folhas, salmão grelhado, gengibre em conserva, cubos de cenoura e finalizada com molho teriaki e iogurte, a novidade de verão da Tasty Salad Shop. (Foto/ Patrícia Lion)

Adoro salada. E nem precisa ser nesses dias de verão que estamos vivendo. Quando vou a um restaurante por quilo, por exemplo, basicamente me concentro nos pratos de saladas e tem dia que nem vou para os quentes. Já me aconteceu isso até mesmo em churrascarias – aquelas do interior, sem garantia de qualidade das carnes.

No verão, é claro, o desejo e a tentação ainda são maiores. E crescem quando as saladas são bem feitas, elaboradas por especialistas. No caso, os cozinheiros da Tasty Salad Shop, que acaba de abrir as portas da terceira loja da marca em Curitiba. Bem que poderia se chamar a Loja da Salada Saborosa, no bom português. Pois a primeira impressão que se tem é de ser uma rede internacional, franquia ou algo assim. Mas não é, apenas “sofisticou” o nome, seguindo aquela premissa de que a sonoridade da língua inglesa é mais atraente. Tudo bem, cada um na sua.

Em fevereiro de 2014, a fotógrafa Patricia Lion e o arquiteto Rodrigo Pasinato abriram a primeira loja, na Prudente de Morais, esquina com a Saldanha Marinho, com a proposta de servir salada como prato principal. Pouco mais de um ano depois, inauguraram a unidade do Juvevê, com 32 lugares e mesas e bancadas com uso compartilhado.

A nova unidade da Tasty Salad Shop funciona no Centro Cívico e apresenta ambiente, funcionamento e cardápio fiéis ao conceito da marca. A agilidade no atendimento, a ausência de garçons, a simplicidade, a despretensão e a sustentável possibilidade de o próprio cliente fazer tudo sozinho fazem da casa um lugar original em Curitiba.

Essa terceira loja, localizada dentro do Centro Comercial Cândido de Abreu, conta com espaço maior que as outras duas, cerca de 30% a mais de área interna e capacidade para acomodar 50 pessoas.

As combinações de hortaliças, legumes, nozes, proteínas e molhos justificam que as saladas sejam o carro-chefe da Tasty. A Ruby salad, de tons avermelhados, é uma das mais pedidas e leva alface americana, alface roxa, beterraba, tomate cereja, alcaparras, gergelim, crostinis integrais e filé de salmão com molho balsâmico e mel. O cardápio ainda tem sanduíches, entradinhas como Couscous, Risoto de arroz negro, tortinhas integrais e variações de sobremesas. Os sucos naturais são preparados sem adição de açúcar ou água.

Para esse verão, a Tasty Salad Shop também está com novidades no cardápio. Uma delas é a refrescante Ginger salad preparada com mix de folhas, salmão grelhado, gengibre em conserva, cubos de cenoura e finalizada com molho teriaki e iogurte. E, para atender os pedidos dos clientes, lança também uma “mini salada”, a Caprese, opção que leva alface americana, rúcula, porções de tomate-cereja e queijo minas, molho pesto e lascas de amêndoas.

Tasty Salad Shop (Loja Centro Cívico)

Avenida Cândido de Abreu, 526 – loja 01 (Centro Comercial Cândido de Abreu)

Fone: (41) 3359-4255

=-=-=-=-=

Entre em contato:
Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos
E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 09/02/16 8:50:36 PM

Sopa de trufas Elysee, um símbolo de Paul Bocuse, executada com maestria na Confraria do Armazém.

Alguns dos vinhos da noite.

A cada mês é um desafio e um prazer. A Confraria do Armazém está indo para o seu 13º ano e foram raríssimos os pratos repetidos durante esse tempo todo. Surpreender os demais confrades é sempre uma questão de honra para a equipe escalada para cozinhar. E aí vale tudo. Desde experiências na cozinha molecular, no ainda pouco desvendado mundo asiático, até ousadias na reprodução de obras de chefs mais tradicionais.

Ousadia, sim. Porque cozinhar pratos consagrados por alguns dos ícones da gastronomia não é de dar sossego para ninguém. Mas como a Confraria do Armazém não conhece limites, um dos jantares mais recentes focou exatamente nesse veio: um grande chef. Não qualquer um, mas talvez o mais importante de todos, de quem se desencadeou toda uma linha da gastronomia clássica seguida até hoje em qualquer parte do mundo. Quem? Simplesmente Paul Bocuse (que, aliás, faz 90 anos nesta quinta, 11).

A ideia do tema foi do confrade Lúcio Ernlund, devoto assumido de Bocuse, mas a equipe escalada prontamente aceitou. E lá se foram também Plínio Zanardi, Reinaldo Rocha Loures, João Felipe Radloff e Luiz Maurício Fontana para a execução dos pratos.

Veio um petisco, nada a ver com Bocuse, mas que talvez ele assinasse se tivesse mais vivência por aqui do que uma ou duas visitas que nos fez: Bolinho de linguiça calabresa e ovos de codorna. Daí, uma Salada de cogumelos, tão simples quanto saborosa. Tudo aperitivo ainda, enquanto os cozinheiros davam duro para a execução do jantar.

De entrada, um clássico do cozinheiro francês, a Soupe aux truffes Elysee. Elysee é uma referência ao palácio do governo francês e há uma explicação para tal. O prato foi criado especialmente para Sr. e Sra. Giscard d’Estaing, ex Presidente da França, durante jantar em que Paul Bocuse foi condecorado com a Croix de la Legion d’Honneur, por seu trabalho como embaixador da cozinha Francesa, em 1975.

De prato principal, Cailles aux raisins, codornas com uvas, na nossa tradução. Impecáveis, como de resto são os pratos da confraria.

E para sobremesa, Souffle glace aux mure. E aí cabe uma explicação, pois Bocuse jamais fez essa sobremesa de amora. É que não era época de cereja, mas como ninguém da Confraria do Armazém se aperta, a substituição por amoras foi automática e o resultado ficou impecável.

Os cozinheiros da noite: Plínio Zanardi, Reinaldo Rocha Loures, Luiz Maurício Fontana, Lúcio Ernlund e João Felipe Radloff.

A confraria

Fundada em 2003 por cinco amigos apreciadores da boa comida e principalmente da arte de prepará-las, a Confraria do Armazém sobrevive por esses anos todos graças à ansiedade de seus integrantes em sempre proporcionar um novo sabor. Já houve mudanças nesses treze anos, muitos saíram outros tantos entraram, mas a essência ainda permanece a mesma de pesquisar, ousar e experimentar novas técnicas e novos sabores.

Uma vez por mês o grupo se reúne no Restaurante Mukeka para trocar ideias e experiências. Está sempre aberto a novas propostas, muitos convidados são bem-vindos, mas o critério de seleção é rigoroso e exige mais do que esses programas de competições gastronômicas na TV. Afinal de contas, é a Confraria do Armazém, uma instituição da gastronomia curitibana.

Quer saber das receitas do tal jantar do Bocuse? Pois vamos a elas. As fotos são de Plínio Zanardi e Wagner Montemurro.

Bolinho de linguiça calabresa com recheio de ovo codorna

Bolinho de linguiça calabresa com recheio de ovo codorna.

Cozinham-se os ovos de codorna por 10 minutos, e, após rápida imersão em água com gelo, pode-se descascá-los facilmente.

Passam-se, então, os ovos na farinha de trigo.

Tempera-se a linguiça calabresa, moída, com pedacinhos picados de cebola, cebolinha e alho e com pitadas de sal, pimenta e mostarda.

Mistura-se bem a massa e depois se confecciona os bolinhos, recheando-os com os ovinhos de codorna.

Passam-se os bolinhos primeiro na farinha de trigo, depois em ovo batido e por último na farinha de rosca, e os frita por 3 minutos.

Antes de servir, colocam-se os bolinhos no forno a 200ºC, por 5 minutos.

Depois de prontos corta-se cada bolinho em duas metades e dá-se a eles um acabamento à base de azeite extra virgem trufado e de pimenta do reino moída.

Salada de cogumelos

A salada de cogumelos.

Ingredientes

300g de cogumelos Paris

1 pitada de açúcar

Suco de 1 limão

1 colher (sopa) de azeite

ervas aromáticas ao gosto (erva doce fresca etc.)

sal e pimenta moída na hora

Preparo

Limpe, lave e seque os cogumelos. Fatie-os e coloque-os em uma tigela de salada.

Tempere com os ingredientes.

Sirva frio.

Rendimento: 4 porções.

Sopa de trufas Elysee

Com base em receita original de Paul Bocuse

Ingredientes

2 colheres (sopa) de um mix de cenoura, cebola, salsão, e cogumelos cortados bem pequenos, em porções iguais

manteiga para saltear

50g de trufas frescas cruas

20g de foie gras

250 ml de caldo de frango

60g de massa folhada

1 gema de ovo

Preparo

Saltear os legumes em manteiga.

Cortar as trufas e o foie gras em pedaços irregulares.

Preaqueça o forno à 220ºC.

Coloque os vegetais + foie gras + trufas e o caldo de frango em uma tigela individual para servir a sopa.

Desenrole a massa folhada bem fina e esfregue a gema do ovo

Estenda a massa folhada de forma “confortável” sobre o caldo, fechando-a para que fique impermeável ao ar.

Coloque a tigela no forno. Ela irá cozinhar muito rápido. A massa folhada irá crescer e ficará como um grande cogumelo dourado.

Sirva imediatamente.

Rendimento: 1 porção.

Codornas com uvas de Bocuse

Codorna com uvas, o prato principal do jantar que homenageou Paul Bocuse.

Da receita original do chef Paul Bocuse

Ingredientes

6 codornas

40 g de manteiga

1 cacho grande de uvas brancas maduras

100 ml de caldo de vitela

sal e pimenta

Preparo

Preaqueça o forno à 240ºC.

Aqueça a manteiga em uma caçarola e adicione as codornas.

Tempere com o sal e pimenta e doure todos os lados.

Feche a tampa e coloque no forno por cerca de 12 a 15 minutos.

Enquanto a codorna estiver cozinhando, tire a pele e as sementes das uvas – calcule oito uvas por codorna

Quando as codornas estiverem prontas, adicione as uvas. Junte o caldo de vitela para deglaçar a panela, feche a tampa e leve para uma rápida fervura.

Sirva imediatamente em uma caçarola.

Rendimento: 6 porções.

Suflê gelado de cereja

Suflê gelado de amora, na falta de cereja, que não estava na época.

Receita original do chef Paul Bocuse

Ingredientes

500 ml de purê de cerejas

cerejas para guarnição

2 colheres (sopa) de licor de marasquino e um pouco mais para escalfar as cerejas

16 gemas

500g de açúcar

500 ml de leite

500 ml creme de leite fresco

20 g de goma xantana finamente esmagada

papel manteiga

Preparo

Remova os cabinhos e semente das cerejas que serão usadas de guarnição. Escalfe-as em xarope com licor marasquino, deixe esfriar.

Bata os ovos e o açúcar até que a mistura fique espessa e clara. Acrescente um pouco de leite, misture, bata novamente e coloque tudo em uma panela, em fogo médio, mexendo constantemente até que a mistura engrosse e grude na colher.

Remova do calor e mexa constantemente até esfriar.

Então coloque o creme de leite fresco, a goma xantana esmagada e o purê de cerejas.

Ponha uma tigela em gelo e coloque a mistura, batendo bastante até ficar espessada.

Cole ao redor de tigelinhas de sobremesa o papel manteiga, cerca de 5 cm acima das bordas.

Encha as tigelinhas até 1 cm da borda do papel , deixe a superfície lisa, coloque as cerejas escalfadas em cima para enfeite e gele por 3 horas no refrigerador.

Cássio Cachoeira e Maurício Smijtink.

Jomar Brustolim, Mário Coelho, Cláudio Ribas (Percy Glaser encoberto) e Luiz Augusto Xavier.

Rendimento: 4 porções.

Bernardo Fucks, Fabrício Dantas, Eduardo Ballão e Claudio Stringari.

Wanderley e Wagner Montemurro.

Luiz Augusto Xavier e Lúcio Ernlund.

Linha de produção…

Reinaldo Rocha Loures.

Lúcio Ernlund.

Plínio Zanardi.

João Felipe Radloff.

 

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:
Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos
E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 07/02/16 12:29:33 AM
pedro@pedronossol.com.br

A Pizza Vesúvio, que volta ao cardápio do Avenida Paulista Pizzeria ainda neste mês. (Foto/ Pedro Nossol)

Acho que passei batido quando do lançamento. Pelo material que recebo aqui já é relançamento de um dos maiores sucesso na história do Avenida Paulista Pizzeria. Relançamento? E o lançamento foi quando? Pesquiso, pesquiso e descubro ter sido em 2014, mas não há data precisa.

Então, deduzo, ficou tudo meio camuflado, pois não há também outros registros da tal pizza. Ah, sim, estamos falando da Pizza Vesúvio, referência ao mais famoso vulcão da Itália – aquele que entrou em atividade com tal fúria que acabou com a cidade de Pompeia há uns dois mil anos.

Mas o que tem o vulcão com a pizza? Tem tudo a ver, pois a borda é trabalhada em forma de uma série de pequenos “vulcões” recheados com queijo fundido. Quando assada, explicam, o queijo escorre como lava sobre o molho de tomates.

E não é qualquer molho de tomates. O Avenida Paulista costuma trabalhar com produtos italianos e o molho é feito de tomates San Marzano. Muçarela e calabresas artesanais picantes, além de rodelas bem finas de alho-poró finalizam a receita.

Ficou interessado, intrigado ou com água na boca? Vai ter de esperar só mais um pouquinho, pois o anúncio de lançamento é para a segunda quinzena do mês. Mas achei a ideia tão interessante que não me segurei e já anuncio aqui.

A Pizza Vesúvio (8 pedaços) vai custar R$ 90.

Avenida Paulista Pizzeria

Rua Emiliano Perneta, 680 – Centro

Fone:(41) 3322-4508

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 05/02/16 10:37:43 AM

O Fantástico Bolo de Chocolate do Bobardí agora também pode ser comprado inteiro, para levar pra casa. (Foto/ Marcelo Krelling)

Quem experimenta jamais esquece. O Fantástico bolo de chocolate do restaurante Bobardí já chama a atenção quando chega à mesa. Pelo tamanho da porção. A não ser que o cliente seja um chocólatra de carteirinha, cabe mais dividir a sobremesa com o parceiro de mesa. É enorme. Em último caso, sempre algum naco vai para casa.

Também é muito saboroso, como de resto tudo o que a chef Renata Abreu serve na casa.

E é uma das pedidas mais constantes dos habitués da casa.

Pois a novidade agora é que, atendendo a pedidos e clamores de diversos clientes, a chef abriu uma exceção e já é possível encomendar o bolo todo para levar para casa para comemorar aniversários e afins.

No restaurante, a farta fatia, que serve de duas a três pessoas, custa R$ 22. A versão para entrega equivale a nove fatias e o peso do bolo fica com 3,2 kg com base do mais puro chocolate belga. Sai por R$ 225 e serve de 25 a 30 pessoas. A receita do Fantástico bolo de chocolate leva recheio de ganache de chocolate ao leite e calda morna de chocolate meio amargo.

Bobardí

Avenida Munhoz da Rocha, 757 – Cabral

Fone:(41) 3057-3375

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 03/02/16 10:53:35 AM

Os petiscos do Karbonell para o Happy Hour. (Foto/ Divulgação)

Happy Hour com frutos do mar. Não deixa de ser um jeitinho de se sentir na praia. E é esta a proposta do restaurante Karbonell, a tradicional casa de frutos do mar de Curitiba, que há quase 25 anos conta a história da gastronomia na cidade. Com o calor, o tempo bom e o dia se estendendo até mais tarde, nada mais recompensador do que petiscar alguma coisa e beber algo gelado.

O Happy Hour acontece nas duas unidades, o novo Karbonell Gourmet Frutos do Mar – inaugurado no ano passado – e o tradicional Karbonell Frutos do Mar, localizados nos bairros Alto da XV e Cabral, respectivamente.

De segunda a sábado, das 18h às 20h, as casas oferecem três tipos de petiscos, acompanhados por molho tártaro e mais um chope, pelo valor de R$38. Dentre as opções disponíveis, Ceviche de tilápia, Bolinho de camarão à milanesa, Bolinho de bacalhau à milanesa, Casquinha de siri e Espeto de camarão à milanesa.

Na unidade do Cabral, o Happy Hour é acompanhado de uma long neck (conforme os rótulos disponíveis).

Ainda dentro do horário, as casas oferecem chope de 350 ml ou long neck por R$5, de acordo com a disponibilidade.

Sem querer me meter, mas já o fazendo, sugeriria apenas a oferta de mais algumas opções de bebidas nesse mesmo pacote. Por que não uma taça de vinho branco ou de espumante, para os que preferem (e hoje são muitos) esse tipo de bebida?

Mas, seja como for, com que bebida for, vale a dica para os fins de tarde.

Karbonell Gourmet Frutos do Mar
Rua Schiller, 1370 – Alto da XV
Telefone: 3093-5583
Karbonell Frutos do Mar
Rua Doutor Manoel Pedro, 260 – Cabral
Telefone: (41) 3252-5583
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 02/02/16 2:15:06 PM

A Batata suíça do Citra Bar tem boa saída e promoção especial de preço nas quintas-feiras. (Foto/ Divulgação)

Pedi noite dessas para entrega em casa. Achei bem interessante, bem feita e saborosa (só não tem variação de tamanho, o que a casa poderia adotar). A Batata suíça do Citra Bar preenche um espaço carente desde o fechamento de algumas casas especializadas nesse prato tão curitibano, desenvolvido por Roberto Amorim (o Beto Batata) no velho Giuseppe, ali pelos anos 80.

A casa oferece diferentes sabores, elaborados pela chef Marli Esser. E agora ainda tem promoção especial. Figurando entre os mais pedidos da casa, entra em promoção todas as quintas-feiras. A de Mignon com cheddar, por exemplo, é servida a R$ 57,60, com valor especial na quinta a R$ 43,50. Entre outros recheios, há Frango com catupiry (R$ 41,70, na quinta R$ 32), Queijo e presunto (R$ 31,50 e R$ 25,50) e Quatro queijos (R$ 45,50 e R$ 35,50).

O Citra bar comemorou seis anos de sucesso na noite curitibana. Com programação de terça a domingo, a casa conta com diversas bandas que apresentam o melhor do pop rock, samba e pagode. O cardápio da casa tem grande variedade, de gastronomia oriental a aperitivos e pratos completos, com promoções diárias.

Citra Bar

Rua Itupava, 1163 – Hugo Lange

Fone: (41) 3328-7668

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 01/02/16 11:52:04 AM

Os produtos da Nossa Feira são comercializados a R$ 1,99, gerando uma economia em torno de 40% para os consumidores. (Foto/ Anacreon de Téos)

Frutas e hortaliças a 1,99? Sim, é possível.

Na contramão do grande aumento de custos de produtos básicos da alimentação, o Programa Nossa Feira consegue manter os preços acessíveis em bem abaixo do praticado normalmente pelo mercado – economia de algo em torno de 40%. Fui conferir in loco e pude constatar essa gritante diferença a favor do consumidor.

A Nossa Feira foi instituída em 2014, pela Secretaria Municipal do Abastecimento, com o objetivo de permitir o acesso a produtos de qualidade e com preço baixo regulado. Ao mesmo tempo em que o programa estimula e fortalece a agricultura familiar, pois é um processo de sustentabilidade, está incentivando a organização de pequenas cooperativas familiares da Região Metropolitana de Curitiba.

O modelo de comercialização é o diferencial e o que garante a fixação do preço dos produtos abaixo dos praticados no mercado. A maior parte dos itens é proveniente das safras de agricultores familiares, organizados em onze pequenas cooperativas, que formam um consórcio e são as responsáveis pelo fornecimento do mix de produtos e pela comercialização direta aos consumidores nas dez feiras do programa.

Com essa organização, o negócio tornou-se atraente para consumidores e produtores familiares, que, com a montagem do Nossa Feira, ganharam mais um canal de escoamento e comercialização das safras caseiras, com maior rapidez na circulação do dinheiro, permitindo praticarem preços mais convidativos à população.

As feiras funcionam sempre das 17h às 21h e estão estabelecidas preferencialmente próximas a escolas públicas, facilitando o acesso aos pais que apanham seus filhos após as aulas.

O programa será ampliado a partir do mês que vem, com a inauguração de cinco novos pontos da Nossa Feira na cidade, passando para 15 o número total e permitindo um alcance maior da população em regiões que ainda não eram atendidas.

Gastronomia

A Nossa Feira também é um ponto de boa gastronomia. Em todas elas, ao lado da tenda principal, funcionam trailers e barracas com uma boa diversificação de sabores, com oferta de pastel, além de milho verde e derivados (curau, pamonha e bolinho de milho). Conforme o local é possível também consumir waffle, hambúrguer, tapioca, minichurros, bolinhos de bacalhau, batatas fritas e bolachas a granel. Nas novas feiras a serem instaladas também haverá comida baiana e massas.

Confira aqui a programação de distribuição da Nossa Feira pela cidade. E vá visitar, porque realmente vale a pena.

Junto à tenda da Nossa Feira há vários trailers de gastronomia, com ofertas que vão do milho verde e seus derivados, a hambúrguer, churros, bolinhos de bacalhau, wafflers e outras opções. (Foto/ Anacreon de Téos)

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Enviado por Anacreon de Téos, 31/01/16 9:26:59 AM

Duck Burger Madero, a criação do chef Junior Durski especialmente para o CWBurguer Fest. (Foto/ Divulgação)

Junior Durski não se contenta com o básico, tudo para ele tem de ir além do óbvio. E foi com esse pensamento que o chef e restaurateur da rede Madero anunciou participação na sexta edição do CWBurguer Fest, que começa na próxima semana, logo após o Carnaval.

O evento é bem bacana e vai de 12 a 28 de fevereiro, com muita novidade e criatividade por parte dos bares e restaurantes participantes. Como essa de Durski, o Duck Burger Madero, que já foi testada em três praças – Curitiba, São Paulo e Brasília – e, pelo retorno obtido, foi aprovada com louvor pelos clientes Madero.

O Duck Burger é feito com hambúrguer de 180g, produzido 100% com carne de peito de pato, queijo cheddar, salada e maionese artesanal, servido em pão crocante e acompanhado batatas fritas. Nessa edição do CWBurguer Fest o Duck Burger será vendido pelo preço promocional de R$ 24,90 em todos os restaurantes Steak House do Madero em Curitiba (Batel, Cabral, Champagnat, Comendador, Jardim Social, Relógio, Shopping Estação, Shopping Palladium e Pátio Batel), além do Sports Bar, na Praça da Espanha.

O magret

Coincidentemente, escrevi sobre o peito de pato nessa semana, refletindo o prato que preparei domingo passado, um Magret de canard com molho de physalis e purê de batata-doce roxa, que ficou divino de bom (publiquei até receita, confira aqui). O magret sempre esteve entre minhas carnes favoritas e sei que também está entre as preferidas de Junior Durski, com quem (e mais Andersen Prado, do Bar do Alemão) fui certa vez até Indaial-SC, conhecer de perto a produção da Villa Germania, líder nacional no segmento de carnes de aves especiais e maior produtor e exportador de carne de pato da América Latina.

Pois dessa preferência ao produto final foi só um estalo. Quando começou a pesquisar variações do tradicional Cheeseburger Madero em busca de alternativas ainda mais saudáveis, Durski decidiu experimentar o peito de pato, especialmente pelo sabor, textura e maciez. Resolvido, foi buscar o produto justamente na Villa Germania.

E aí, com bons insumos e a ideia na cabeça, o chef criou o Duck Burger para ser um dos diferenciais do Madero em eventos especiais, como o CWBurguer Fest. Mas só para eventos especiais. O Duck Burger não fará parte do cardápio fixo do Madero. Então, quem ainda não experimentou na fase de testes e não quer perder a oportunidade, tem que aproveitar o CWBurguer Fest. Como estou entre estes e muito curioso com o resultado, vou garantir presença, com certeza.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:
Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos
E-mail: a-teos@uol.com.br

Páginas12345... 93»
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Assine a Gazeta do Povo
  • A Cobertura Mais Completa
    Gazeta do Povo

    A Cobertura Mais Completa

    Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

    Tudo isso por apenas

    6x de
    R$58,20

    Assine agora!
  • Experimente o Digital de Graça
    Gazeta do Povo

    Experimente o Digital de Graça!

    Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

    Plano Digital com
    Primeiro Mês Grátis

    5x de
    R$29,90

    Quero Experimentar